Capítulo 2 - Pena & Espada

Página 3 de 38 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 20 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Sex Jul 18, 2014 5:11 pm

Adentro o casebre atrás de Sanna e Desmond. Estava certamente curioso


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Sex Jul 18, 2014 10:30 pm

Balançava a caneca já vazia de café, apenas observando o fundo dela. Lembrou-se da Madame Ursula.


Uma placa:



Saiba o que o destino lhe reserva!

~ Madame Ursula, senhora da cafeomancia e das cartas ~
Vinda de terras distantes e mágicas diretamente para a Alameda Fehan I no teatro Moulin!




Era uma senhora um pouco gorda e desajeitada com a barra dos vestidos que costumava utilizar, sempre de cores fortes. As vezes gostava de passar por lá e observar Ursula em ação, com os olhos bem vivos em cor de mel.
No centro da mesa, um copo de água com sal, usado para afastar espíritos ruins. Cinco xícaras brancas iam posicionadas na mesa, da mais linda porcelana e completamente trabalhadas artesanalmente.
Ela dizia com os lábios muito vermelhos de batom:

- O café nunca mente. O aroma é inebriante, o gosto é irresistível e a energia que lhe concede é divina! Energia essa que resta ao fundo da xícara e transcende o tempo e a nossa própria existência! IRMIA! IRMIA! Ela retira o que não nos é necessário e deixa apenas o glorioso destino! Abra os olhos e veja...

E aí ela revelava o destino da pessoa.
Eu que sempre vi isso escondida, por curiosidade, pelo silêncio do lugar as pessoas ouviam meu respirar atrás de fartos panos de cor avermelhada e Ursula dizia: "Calma, é apenas o meu gato, Cheshire..."
Mas só eu sabia que nunca houve gato algum ali.


Quando N se pronuncia, tento entender a borra que se formava no fundo da caneca mas só enxergo o pó embebido de água. Então... as palavras dele me atingem mais do que deveria e me sinto desarmada:

- O que você quer dizer com isso? Eu... deveria... ficar em Arsin? Não poderia mentir assim, N! Se eu for presa vão ter que me matar para saber onde está... - e se interrompeu, lembrando que Megan estava ali - não vai me acontecer nada... obrigada por se preocupar.

Fico rubra por ter mostrado certa fragilidade, deixando o terceiro pedaço de bolo intocado na mesa, colocando a caneca em uma espécie de pia e indo até a porta. Antes de sair, digo:

- ... tudo irá acontecer da melhor maneira e vamos dar nosso melhor, certo?

Cruzo a porta, subindo para pegar minha mochila com pertences. Aproveito para ajeitar e afivelar o cinto e o suporte para a arma grande que ia nas costas, já colocando mais munições.
Desço novamente, à procura de como estaria Epoch para realizar uma última revisão.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Sex Jul 18, 2014 10:38 pm

Quando Dakato e Thomas se aproximam do casebre e tentam forçar a porta..eles a percebem trancada.

- Sim! Linda! Minha linda Rosemary! - Xerxes grita apaixonadamente, acariciando sua máquina de tatuagens. É então que vocês percebem que Rosemary não era o nome do desenho em suas costas...era o nome do objeto!
Desmond já havia lido sobre as ramificações da magia em Elyin, e a linha da Manifestação era certamente a mais intrigante. A capacidade de dar forma à própria magia era a maior forma de externar a essência de um místico, e a ramificação da Manifestação fazia exatamente isso: transformava a essência mágica em um objeto pessoal. Extremamente poderoso e de capacidades muito diversificadas.

Xerxes parece não dar a mínima atenção a tudo que Desmond diz, sobre deixar a cidade, seus avisos e tudo o mais...até que o alquimista fala sobre as tatuagens. Nesse momento, os olhos de Xerxes se arregalam, e ele chega muito perto do rosto de Desmond, ouvindo tudo olhando diretamente em seus olhos, atenciosamente. Quando termina, o sorriso risca o rosto do homem de orelha a orelha, principalmente quando ele vê a fórmula incompleta de Desmond.

- Sim...é possível! Com certeza é possível! Kyahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha - ele joga a cabeça para trás, rindo sem parar, um som que pode ser ouvido fora do casebre. Então, vocês notam que a máquina de tatuagens assume um brilho esverdeado, emanando uma aura esmeralda. - Oh, sim...Rosemary diz que é possível - ele volta a encará-los, sem desmanchar o sorriso insano. - Só que a arte não é sempre como se quer, Gilbert - Desmond nota que acabara de ganhar um nome aleatório. - A arte...tem vida própria!
Subitamente, as luzes espectrais desaparecem, e o breu engole vocês. E o breu tem cheiro de tinta e insanidade, onde apenas um ponto luminoso esverdeado corta a escuridão.
Desmond ente sua pele ser riscada, rasgada e queimar. A dor é intensa, e por alguns segundos ele pensa estar sendo completamente desmembrado. O alquimista tem a sensação quente de sangue escorrendo por sua pele, de componentes sendo injetados por debaixo da derme e de seus músculos involuntariamente tensionarem e relaxarem.
Tudo havia durado, no máximo, cinco segundos...mas poderia ter durado dezenas de horas.

Então...o silêncio, e as esferas de luzes espectrais se reacendem.
Xerxes olha para você de olhos arregalados, sorrindo seu sorriso insano e incontido.
- Eu...sou..um gênio....um GÊNIO, Rosemary! Um GÊNIO!
Desmond não sente absolutamente nada, além de uma queimação por toda sua pele. Não havia desenho algum.

Dakato percebe que a porta se abriu...e de fora ele ouve a voz de louco.
----------------------------

Quando sai da casa, seguida por Pixie, Audrey encontra uma cidade já quase vazia. O mercado estava agora desfeito, e muitas pessoas se organizavam em pequenas comitivas, presididas por membros da Malha de Ferro, para deixarem a Cidade das Corajosas Almas. A partida era triste, como deveria ser.
Quando finalmente alcança o laboratório, Audrey encontra Todd debaixo de Epoch, mexendo em alguma coisa ali, com sua enorme chave de fenda. O lugar estava tão bagunçado quanto ela se lembrava, com diversos equipamentos da FASE desmontados, muitas peças usadas para incrementar a Epoch. Pixie salta para perto da nave, analisando e coleando novos dados.
- Vocês vão precisar de muita sorte pra chegarem no leste usando essa banheira voadora - diz Todd. - Espero que algum de vocês saiba pilotar essa geringonça.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Sab Jul 19, 2014 12:37 am

Aceno positivamente em silêncio para Audrey. Essa conversa teria de continuar num outro momento.

Aproveito para fazer a minha mochila de provisões e suprimentos. Já me virei com bem menos do que possuímos, a mochila vai servir.

Assim que eu e Megan terminarmos as mochilas, digo:
"Vamos ver como está máquina voadora. Dessa vez vamos voar encima dela, pra variar"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Sab Jul 19, 2014 12:08 pm

Entro no casebre, como julgo estar entre aliados ativo luz na ponta da varinha Sakura e entro falando

- Desmond... Vocês estão aí?


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Yoru em Sab Jul 19, 2014 1:01 pm

"Que merda que ele está fazendo!?", inspecionou, passando a mão por cima da pele que ardia, sem encontrar agulha ou mãos sob o negrume em que o aposento havia mergulhado.
– O que foi isso, Xerxes? – questionou. – Sem marcas ou feridas... – Sentia a extensão da magia empregada, sabia que um pouco de cura havia sido ministrada no resultado final. – Explique-se! – exigiu.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Pedro Oliveira em Sab Jul 19, 2014 10:19 pm

* Sigo Dakato, puxando a pistola, e mantendo-a junto ao corpo e aguçando a visão *

- Estou logo atrás de você....
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Sab Jul 19, 2014 10:59 pm

- Não se explica a arte, Gilbert - responde Xerxes, rindo de olhos arregalados. Ele pega um frasco do bolso de sua calça esfarrapada, entregando a Desmond. - A arte se explica sozinha...hihihin.
Desmond nota que há um líquido transparente, muito semelhante a água, que emana uma energia pura. Era, possivelmente, uma poção curativa, mas você não é capaz de dizer com precisão... muitos venenos eram semelhantes a uma poção de cura.
Xerxes sugere que você beba...

Dakato adentra a sala junto de Thomas, e sua luz mágica ilumina as costa de Desmond e Sanna, que parecem conversar com alguém naquela sala escura com cheiro de tinta. Uma mão entrega um frasco com um líquido sem cor para Desmond...um mão branca e cadavérica.
O lugar, principalmente para você, parece imbuído em magia. Tudo ali parecia emitir uma aura arcana, etérea e quase imperceptível... até que seus olhos caem sobre o objeto que aquele homem tatuado segura. Era, a princípio, uma máquina de tatuagens comum...mas a enorme quantidade de energia que ela emitia era assustadora. Uma mistura que só poderia ser sentida como "caos e genialidade". Ela era uma arma inteligente, mágica... e produzida pela linha da Materialização.
Seu artesão deveria ser um gênio.
Ou um louco.

N alcança o laboratório quase ao mesmo tempo que Audrey, no momento em que Todd se pronuncia. A cidade já estava quase vazia. O sol acusava 9 da manhã.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Sab Jul 19, 2014 11:23 pm

"Conseguiu aprender a dirigir a Epoch?" pergunto a Audrey, me aproximando da máquina.

"Espero que seja melhor do que o último voo"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Dom Jul 20, 2014 1:18 am

- Posso dizer que estudei e treinei bastante! Dessa vez eu não irei titubear em frente aos botões, sr Todd. E, oh, agradeço pela ajuda. Espero que tenham sorte ao Norte de Gaia e que Eli vos acompanhe e daqui alguns dias estaremos todos juntos novamente, hahaha!

Apesar das palavras encorajadoras e das risadas, eu sentia um frio na barriga por viajar em direção ao desconhecido. Ainda não havia parado para pensar no que significava ir para o Leste... iria ver gente igual ao N... igual a Dakato... a feição que lhe causava espanto e curiosidade. "Os olhos de fascínio e determinação que eles conseguem fazer sentir...", pensava, enquanto colocava a mão na traseira de Epoch, analisando alguma coisa que não sabia bem o que era.
Ando em volta de Epoch, admirando o trabalho árduo de muitos dias e no resultado satisfatório.
Ao chegar na frente, observo o novo espaço para Pixie que eu mesma havia projetado. Tinha sua própria refrigeração, reserva de óleo e uma perfeita acoplagem ao corpo metálico da esfera. Ela ainda ajudaria no direcionamento e posicionamento da nave e poderia registrar fazendo subir seu pequeno visor que recebeu um upgrade de lentes e googles.
Ainda havia colocado uma proteção interessante para que a água não danificasse seus sistemas quando Epoch virasse a sua própria embarcação pirata:

- Pixie, veja! Esse é o seu novo lugar! O que achou? Cornelius adoraria esse espacinho aconchegante que arranjei para a esfera que ele tanto adora, certo?

Tento me animar diante da expressão meio distante de N.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Dom Jul 20, 2014 6:32 am

*entro no local, com passos marcados e sonoros, como se anunciasse minha presença *

- senhores, as últimas comitivas já saíram... Este ornado que está com vocês não pretende partir?
Sempre fui péssimo em interações humanas... Posso jurar que gaguejei... Fácil demais perceber que não era aquela minha intenção


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Dom Jul 20, 2014 9:24 am

Pixie assovia alto, rodeando seu novo compartimento. Ela então se encaixa perfeitamente em seu lugar, girando o visor e coletando dados.
- Acoplagem completada. Controle dos Sistemas: 100%. Combustível de Epoch: 7%. Sistema Hidráulico: 100%. Sistema Pneumático: 99%. Sistema De Explosão: 99%. Condições de vôo em temperatura de 16°C: favorável.
Ela então faz um assobio longo, quando percebe que Epoch havia recebido alguma mudança que seus sistemas de reconhecimento não tinham coletado ainda.
- Upgrade mapeado. Sistema de Navegação: 100%. Amortecedores de Pouso: 100%. Sistema de Filtragem de Ar:100%. As definições foram stualizadas.

Audrey poderia jurar que, ainda que fosse um construto, um mero maquinário movido por magia...Pixie tinha um toque diferente. Ela parecia feliz em acompanhar o grupo, em o servar e ajudar vocês, em brincar com Megan e tirar fotos. Pixie parecia uma criança inteligente demais. Isso dazia Audrey sorrir involuntariamente, imaginando se Cornelius não havia colocado em Pixie seu próprio espírito de criança cientista.


Dakato adentra o quarto escuro, chamando a atenção de seus companheiros. Ele percebe que o homem tatuado nota sua presença, arregalando os olhos e deixando um sorriso enorme marcar seu rosto.
Porém, antes que algo aconteça, vocês ouvem um baque muito alto atrás de si, dando um susto em todo mundo. As luzes então se acendem mais intensamente, iluminando toda a casa. O homem tatuado estava completamente visível agora, uma figura excêntrica em seus piercings e tatuagens belíssimas feita sobre a pele muito branca. A energia imensa em sua máquina de tuagens vai sumindo aos poucos, até que o objeto em si desaparece...e se torna uma tatuagem em seu braço esquerdo.
- Quantas vezes eu já disse pra parar com esse showznho sinistro, Xerxes? - a jovem que escancarara a porta se aproxima do homem tatuado, que encolhe o corpo como se para se proteger. Aquela era a sacerdotisa Tsubaki, a mesma que havia rezado aos deuses no dia do funeral. Era uma menina bondosa, linda e determinada. - Eu já disse, ficar dentro de casa tanto tempo faz mal!
- Mas, mana... - protesta Xerxes, quando Tsubaki agarra seu braço e começa a puxá-lo. - Esse é meu trabalho, eu sou um gênio!
- Gênio. Há! - Tsubaki o arrasta. - Vamos usar essa sua genialidade toda em outra cidade, ok? Estamos de partida, branquelinho. Vem vem!
- Mas eu gosto daqui! A Rosemary AMA esse lugar.
- Lá vem você com isso de novo...
Então, eles saem, e vocês saem da casa para ver que todos os grupos já haviam partido, menos o que iria para o norte e para o leste, em missão. Um deles era vocês.

De frente para a saída do Casebre de Xerxes, Desmond, Sanna, Thomas e Dakato vêm Audrey, N e Toddy verificando Epoch. Logo surge Megan, carregando sua mochila de viagem junto de Kitsune, que aproveitara para trazer as coisas de vocês também.
- Olá rapazes - cumprimenta a belíssima ruiva de curvas perfeitas, parecendo ainda mais linda e inocente pela manhã. Kitsune dá uma piscadinha de leve em direção ao pessoal que saira do casebre. - Estamos todos prontos?
Ao lado, Tsubaki e Xerxes (emburrado) arrumavam uma carroça com suas coisas, para também partirem.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Yoru em Dom Jul 20, 2014 11:34 am

Off: Audrey pira nos asiáticos kkk

"Não se explica a arte", desvendaria aquela palavra momentos depois.
De mala a tira-colo, tomada dos braços da bela moça, a mais pesada. Montada como o equipamento militar, carregava seus diversos bolsos cheios, saco de dormir, cantil e o material somado como alquimista. Na mão livre, sopesou o frasco, erguendo-o contra a luz do dia, lançando pulsos de energia para avaliar o composto. Confiava no homem, os loucos e paranoicos merecem crédito, pensava.
Imagina se eles que são os sãos e nós os débeis?, justificou, rindo de si, que deveria estar mais para o lado de lá.
Sorveu o conteúdo.

– Por mim tudo bem, estou pronto – disse. – Quero ver o leste, de verdade – informou sua curiosidade. – Certa vez fui convocado em reunião a portas fechadas com outros oficiais – explicou. – Foi breve. E não dava para distinguir a paisagem das alturas que um zepelim alcança.

Detectar Poção:
Por 1 rodada, segurar poção e usar o Ofício (Alquimia) para tentar identificar uma poção como detectar magia
Fonte http://www.d20pfsrd.com/classes/base-classes/alchemist

Desmond: 8+ 1D20 => 19
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Dom Jul 20, 2014 1:09 pm

Poção identificada: Cure Light Wonds (cura 1d8+10)



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Dom Jul 20, 2014 11:03 pm

Guardo o manual novamente no porta-luvas de Epoch e acaricio Pixie, aproveitando para limpar um de seus visores com uma flanela branca muito limpa.

Observo Kitsune esbanjar sua beleza por ali e todos os outros saírem com uma figura excêntrica e a sacerdotisa do local. Cumprimento todos novamente sem dizer muito. Troco sorrisos cordiais com os que ainda não havia visto pela manhã, até que a raposa ruiva nos questiona:

- Oh, sim, sra Kitsune! Creio estar preparada desde o começo da semana - não contaria dessa vez que ficara tão ansiosa que quase não dormiu - para essa viagem ao Leste do mundo. Pixie também está, não é?

Não eram precisos mais reparos, eu sabia que Epoch estava no ponto para nos proporcionar uma bela viagem e Pixie estava devidamente programada para registrar em imagens e relatórios nosso percalço.
Estava confiante quanto a criação de Cornelius que agora tinha diversas partes com assinaturas e identidade suas, revelando que sua engenharia, apesar de ter sido aprendida com Cornelius Bridge tinha sua própria aparência e aspectos que refletiam sua criadora. Epoch havia ficado mais fantástica e mais auto-biográfica.

Ainda agradecia pela ajuda de Todd, um rapaz muito determinado, embora não fosse lá muito cordial. Um dia, talvez, fizesse alguma parceria como essa. Tinha também N e Sanna que auxiliaram com materiais e na montagem. Dakato, o mesmo oriental que a fez brigar em frente à senhora do Caldeirão Furado tinha demonstrado seu valor e suas habilidades com a coleta do diesel azul e Desmond mostrara suas habilidades com químicas, auxiliando em todo o processo com o Ferro Celeste. Thomas havia treinado e passado algumas horas com Megan, se mostrando muito diferente da reputação que havia ouvido falar: O mão de ferro também sabia amar.

E eu mesma... havia crescido. Meu destino, agora, era seguir em frente.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Dom Jul 20, 2014 11:28 pm

Fiquei de braços cruzados, apoiado na parede, com a mente distante.

Não sei se quero encontrar as respostas do meu passado no leste. Criar expectativas quanto a uma família de que fui tirado? Ou eu era simplesmente um órfão abandonado a sua sorte?

Eu fui salvo pela Cinza? Ou o contrário?

Não importava, meu destino era o Leste e pensando pelo lado positivo...Megan estava viva e ao meu lado, não importava o destino se tivesse minha filha a salvo.

"Ike" digo uma das poucas palavras do leste que sabia. "Vamos"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Pedro Oliveira em Seg Jul 21, 2014 7:57 am

Thomas observa toda a cena com um sorriso tímido não demonstrado até então, se lembrando da graça e do prazer que tinha quando ainda ordenava as fileiras da guarda do conselho, mas sabia ele que os tempos eram outros, tempo de renascer o prazer em lutar com um propósito, lutar por quem se ama... agora ele começa a entender...

*Perdido no meio de seus pensamentos, ele ajeita sua mochila atrás de si, junto com as pistolas e o mosquete ao seu lado, disposto a usa-los, para proteger quem fosse necessário, e imerso em pensamentos, caminha rumo a entrada da nave, para uma nova experiência de vida... *

- Ao leste então... *Sussurra*
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Seg Jul 21, 2014 3:00 pm

-Kee...narys... - sussura

Após escutar toda situação que o Senhor Lunge expôs, dou um longo suspiro, enquanto abro uma pequena gaveta na minha mesa, pego de lá um pirulito sabor de maça do amor, o assunto era sério.



-Com licença Senhor! - abro o pirulito e coloco em minha boca.

Me veio uma vaga lembrança do nome Keenary, talvez por serem da aristocracia pode ser que eu tenha frequentado alguma festa deles quando pequenina, mas bem isso é apenas uma suposição.

-Senhor, agradeço a confiança por trazer este caso a ScottYard. E ainda mais por se interessar por meu serviço. Sabe esconder as coisas da mídia é uma das nossas especialidades (se referindo a Koni também, mas dizendo como se estivesse falando da guilda).

Sinto meu corpo ficar gelado, e tenho uma rápida sensação de arrepio, pois não sabia muito bem no que estava me metendo, era sério, mas me cheirava aventura, muito mistério, e claramente uma porta para talvez ter alguma pista a mais sobre o que aconteceu no passado.

"Papai, mamãe, vovô e Ko, eu juro que irei nos vingar e restaurar os Nolepekos"

-Senhor Lunge, se o Senhor então me permitir, pode contar com o meu serviço.... - Sorri para Sr. Lunge, e logo após olha para o Léo - O que achas Léo? Tenho que achar um grupo novo a solta por ai.

Estava com medo, mas ao mesmo tempo muito empolgada. Aliás estou prestes a me envolver com o conselho, uma família de renome, e duas grandes organizações de combate.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Seg Jul 21, 2014 3:45 pm

Lunge sorri, acenando positivamente para a decisão de Pane.
-Acho que é um caso bastante interessante - responde Léo. - Não apenas pelo dinheiro...mas pela visibilidade que isso tudo pode dar a nós.
- Será um prazer trabalhar com a ScottYard - ele diz, apertando a mão de Pane entre as suas. - Espero que os senhores mantenham sigilo sobre o caso e contatem o conselho a qualquer novidade que tiverem sobre o caso - ele estende um cartão para a detetive. - Aqui está meu A-mail. Pode me enviar qualquer tipo de material de investigação, e eu mesmo me responsabilizarei a levar os dados ao Supremo Conselho.
A-mail, ou Air Mail, como era conhecido, era um sistema de entrega via ar, muito usado para a troca de informações entre Arsin e Elyin. Caro, aliás, mas de eficiência bastante conhecida. Pane sabe que é possível utilizar o serviço naquela cidade, num local reservado dentro da Prefeitura.
- Bem, espero que nossa parceria seja de enorme ajuda para ambos. Muito obrigado, senhores - Lunge faz menção de se retirar.
-----------------------------
- Haha, nunca se está realmente preparada - Kitsune diz, entregando a Audrey sua mochila de viagem e deixando a de todos ao alcance. - Mas todos nos esforçamos o máximo, né?
Leva menos de cinco minutos para Kitsune, Todd, Tsubaki e um emburrado Xerxes colocarem em sua carroça tudo o que precisavam levar do laboratório. Livros, frascos, manuscritos, ferramentas...Todd havia levado quase tudo com o grupo, mas deixara o que Dakato e Desmond precisassem.
O grupo se despede de vocês, partindo para um caminho distinto, indo em direção ao norte.
- Nós convenceremos Diggori! - diz Todd, enquanto a carroça se afasta. - Vamos nos encontrar novamente em 30 dias, na Velha Cidade. Não se esqueçam!

Epoch estava pronta para a viagem, e vocês eram os últimos na cidade. O sol acusava as 9:30 da manhã, o tempo se mostrava favorável. Era hora de partir.
Audrey apertava contra os dedos a chave de Epoch, dada por Todd. Thomas e Desmond imaginavam como o conselho haveria tratado seus desaparecimentos, se estava agora tomados como desertores, traidores ou simplesmente desaparecidos. N e Megan imaginavam como seria o leste, enquanto Dakato pensava numa terra que não via há anos. Pixie emitia um beep longo, animada.
Havia muito a se descobrir, muito o que enfrentar...mas a coragem daquele grupo distinto já havia sido provada. Eles estavam a um passo de mudar o mundo.


Ou acabar com ele.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Seg Jul 21, 2014 3:51 pm

Tiro a bandeira do meu kimono (um novo, agora que já estavamos na cidade a algum tempo eu não precisava mais andar com o que peguei da Fase) e a ergo.

Se tivessemos um mastro em Epoch, a colocaria ali. Mas por enquanto eu mesmo seguro, deixando-a bater contra o vento.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Seg Jul 21, 2014 4:10 pm

Coloco a mochila e confiro o trem de pouso uma última vez. Me posiciono na cabine de Epoch, ajeitando meus pés nos pedais e arrumando alguns botões enquanto confiro se os modos de segurança e se a invenção das tiras de couro de Cornelius estavam posicionadas para prender o corpo de todos que estavam dentro da Epoch.
Tento colocar Megan de modo confortável em um dos bancos acolchoados e faço o diário de bordo, ligando o rádio-gravador dentro de Epoch que registraria através de Pixie:

- Iniciando o segundo vôo na Epoch I. Trem de pouso conferido antes de iniciar qualquer procedimento. Todos os passageiros estão devidamente afivelados em seus bancos. Sistemas de emergência "azul". Partindo da Cidade das Corajosas Almas em direção ao Leste.
Modo Epoch Aquática disponível. Agora são... - confiro o relógio - 9:37 e alçaremos vôo.

Desligo o botão, encaixo a chave de ignição e giro. Seguro o leme e o puxo em direção ao meu corpo para que Epoch levantasse vôo.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Seg Jul 21, 2014 4:57 pm

Com um sorriso limpo diante dos rapazes em sua sala, e empolgada com sua nova missão, pego o cartão com o A-mail do Sr. Lunge.

-Oooh, não poderia esperar menos do que isso! Usaremos este excelente sistema de comunicação para lhe manter informado do decorrer da missão Senhor.

Vejo o Sr. Lunge se levantar dizendo algumas palavras.

-O prazer é nosso. Farei o meu melhor! - Mordo o pirulito fazendo a bala se quebrar em deliciosos pedacinho em minha boca, e continuo a sorrir xisde

Me levanto indo em direção a porta, e espero todos saírem de meu escritório para depois eu sair, trancando a porta. E nos deslocamos em direção ao Hall, neste momento me lembrei que tinha deixado Ko lá sozinho, queria vê-lo, e contar para ele nossa nova missão.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Seg Jul 21, 2014 7:31 pm

Me sento e prendo o cinto de segurança, sentando no banco do carona ao lado de Audrey...

- todos confiram suas coisas uma última vez, seria terrível saber que esquecemos de de algo importante...

Meu coração palpitou pouco... Dá última vez que vídeo nesse veículo não foi nada agradável legal...

Início a copia de meu grimorio


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaias_tsuiwa em Ter Jul 22, 2014 1:55 am

*Ajeito minha mochila com todos meus equipamentos, itens e materias para desenvolvimento de fórmulas alquimicas*

*Antes de sair, me aproximo de Todd e Kitsune e digo aos dois*

"-Creio que não preciso lhes orientar ou pedir nada certo? Confio em vocês mais do que em mim mesma, por isso façam o que tiverem que fazer, mas nunca se esqueçam: Garantindo a vida dos seus, pois ninguém nos reconhece como gente, mas nós somos família.”

*Estendo a mão para cumprimentar ambos e em seguida caminho em direção ao veiculo, porém antes de entrar me viro e grito*

"Hey Kit, juizo viu, não vá azarar os homens por aí hein, não quero ser titia tão cedo!!"

*Rio e entro na nave*
avatar
isaias_tsuiwa
Iniciante

Data de inscrição : 26/10/2011
Idade : 25
Localização : São ViSELVA - SP
Emprego/lazer : Aspirante a Produtor Multimidia

O que sou
Raça: Orc
Classe: Samurai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 22, 2014 8:26 am

O grupo termina de fazer os preparativos, colocam suas coisas no porta-malas de Epoch e se ajeitam nos bancos, colocando os cintos de segurança, seguindo as instruções de Audrey.
A garota sente a mão tremer de excitação quando encaixa a chave na ignição, gira, e ouve o barulho do motor de Epoch ser acionado, acendendo os painéis de navegação, mostrando a quantidade de combustível, nível de pressão de ar interna, óleo, sistema de refrigeração, velocidade e vitalidades da nave.
- Iniciar modo de Navegação Aérea - diz Pixie. - Condições de Navegação: 100% - A nave emite um zumbido de ar e vocês sentem um leve balanço...quando ela sai do chão, flutuando a um metro no ar. - Mestra Audrey, todos os sistemas estão prontos.
Quando Audrey manipula as válvulas e pisa no acelerador, como havia lido no manual, Epoch dá uma guinada para frente que quase faz Dakato rasgar o grimório no meio. N segura Megan, que ainda estava prendendo o cinto. Desmond sente o corpo todo dolorido por seja lá o quê que Xerxes havia feito, Thomas agarra o lado da porta com força pelo susto e Sanna se diverte pela situação caótica, até ver que o nariz de Dakato sangra ao ver seus seios quase saltarem da blusinha folgada.
- Velocidade de Aceleração: 180 km/h - emite Pixie.
A nave dispara do galpão, cruzando as ruas da Cidade das Corajosas Almas como um raio, fazendo o vento bagunçar seus cabelos e lhes empurrar contra a parte de trás dos bancos.
Audrey vê uma construção logo à frente e, para seu espanto, também percebe que a velocidade era alta demais para desviar. Ela então segura o manche com firmeza, acreditando em seus conhecimentos teóricos, reduzindo a velocidade nos pedais, puxando o manche para trás e voltando a acelerar.
Epoch faz uma curva ascendente, desviando por pouco do edifício e ganhando o céu. Há 50 metros do ar, vocês observam a cidade dar adeus lá embaixo, e o vento forte lhes dar as boas vindas. Agora distantes, vocês vêm os outros grupos tomando seus destinos, cada um um ponto de esperança e coragem.
A nave mantém uma velocidade surpreende de 150 km/h, e Audrey sabe que o combustível não vai durar muito tempo. Em menos de um minuto, vocês atravessam uma extensa floresta, que contorna a ilhota, chegando à praia, e então...o mar. Uma extensão de água fascinante se mostra visível à frente e abaixo, numa imensidão azul que brilha ao toque do sol.
Para alguns de vocês, o mar pode ser novidade, algo que só haviam visto em livros (Megan, por exemplo) e mapas. Mas nenhuma fotografia ou descrição seria capaz de transmitir o sentimento por trás daquela visão magnífica. O ar frio que soprava contra seus rosto tinha gosto e aroma, e vocês se sentem livres e enjoados.
Audrey se lembra de algo que havia lido no manual e aciona uma válvula à direita, que faz o teto retrátil cobrir o nave, isolando vocês e impedindo que as folhas de Dakato continuem a voar. Há janelas laterais que podem ser abertas e o teto pode ser reaberto com o mesmo comando, quando for necessário. Epoch era um veículo de ponta, de uma utilidade gigantesca. Audrey se sentia bem ao pilotar a nave...era como um último presente que Cornelius havia lhe dado.
- Olha só! - Megan aponta para fora, fascinada, e vocês notam um grupo de gaivotas que voam ao longe, seguindo para frente, na mesma direção que vocês, acusando que havia terra próxima. Era um sinal de boa sorte.
[Podem interpretar livremente dentro de Epoch]
----------------------------
Lunge parte em sua charrete escura, deixando Pane, Koni e Léo na frente da Guilda.
- Bem, mãos à obra - diz Léo. - Vou tentar levantar alguns dados sobre essas pessoas - ele segura uma cópias das fotos que Lunge entregou a vocês. - Acho pouco provável que consiga muitas coisas ainda hoje, já que temos pouco pessoal ativo no fim de semana, mas...farei o meu melhor. Se encontrar algo, eu te contato, Pane - Léo dá uma piscadela antes de guardas as as cópias no bolso e ir para seu próprio escritório. - Aproveite o dia, é sua folga também agora que Lunge se foi, hahaha.
Mesmo sabendo disso, a mente de Pane nunca deixava de trabalhar. ela havia recebido uma tonelada de informações nas últimas semanas, e aquela missão havia vindo no momento certo. Era algo de extrema importância, tanto para ela, quanto para a Guilda...e poderia mudar o rumo de muitas coisas.
- O que vamos fazer agora, mana? - pergunta Koni.
Pane vê o mercado se formas próximo dali, trazendo pessoas de todos os cantos, enchendo a cidade de vozes e movimento. O sino da Igreja de Eli soa alto, avisando as pessoas que um novo dia estava pronto para ser desbravado. As tavernas e hospedarias abrem suas portas e os restaurantes deixam o aroma matinal invadir as ruas, fazendo as pessoas sorrirem. A Cidade de Aria ganha vida.
É cerca de 9 da manhã.
[Sinta-se livre para interpretar]



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 38 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 20 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum