Capítulo 2 - Pena & Espada

Página 1 de 38 1, 2, 3 ... 19 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 15, 2014 10:58 am

Fator Genese, Capítulo 2 - Pena & Espada

O sol nascia no leste, rasgando o céu azul anuviado em rajas alaranjadas, quando o vento frio matutino assobiou monotonamente pela janela encarquilhada do quarto.
Ali na casa de Sanna, uma atiradora sonhava com sua família, um samurai, com liberdade. Uma menina sonhava em se tornar mais forte, e os dois ex-militares, com um mundo onde a justiça valesse algo. Ali, também uma máquina esférica, movida por magia, repousava, mas não havia sonhos que passassem por seus circuitos, apenas a revisão diária da coleta de imagens, e os enormes relatórios de dados que havia conseguido durante todo aquele tempo, o que, de alguma forma, era quase o mesmo que sonhar. Enquanto isso, um acadêmico ao seu lado sonhava com garotas com poucas roupas, e esse certamente era o que sonhava mais profundamente entre todos eles.
- Hora de levantar, belas adormecidas! - a voz de Sanna soou alto quando ela entrou no quarto, despertando Audrey, N, Megan, Thomas, Desmond e Dakato, fazendo também Pixie girar seu visor de reconhecimento e flutuar acima de todos, emitindo seu beep característico.
- Horário atual: 6A:M. Condições Climáticas: 14ºC. Localização Geográfica: Cidade das Corajosas Almas, região nordeste de Elyin (norte-leste) - informou Pixie, flutuando no ar. - Tarefas em Curso: Coleta de Ferro Celeste -  Concluída em 550kg de material impuro. Extração de Essência Azul - 15%, falta parcial de materiais, combustível bruto obtido: 7 litros.
- Uau, essa coisinha fala pra caramba, hein! - Exclama Sanna, rindo, enquanto vocês vão despertando, um a um.
- Bom dia, papai - cumprimenta uma Megan sonolenta, puxando as vestes de N, esfregando a areia dos olhos. O samurai sabia que sua filha havia evoluído muito com os treinos, e suas capacidades eram realmente surpreendentes. Porém, como todo pai, ele não sabia se sua filha estava realmente preparada. Ele adoraria ter mais tempo.

Todos vocês tiveram suas tarefas anunciadas previamente como concluídas, complementadas pelos relatórios de Pixie. Sintam-se livres para agir, as rédeas da Sanna agora são suas, Tsu Wink
-------------------------------

- Ei, maninha, acorda! - dizia o garoto, quase derrubando Pane da cama. - Já são seis horas, tu vai perder a hora!
Pane acorda sobressaltada. o sol já entrava timidamente por sua janela, e o vento frio batendo em seu rosto foi o suficiente como motivação para tirá-la das cobertas. Ela sabia que deveria continuar suas investigações naquela dia, e, mais importante que isso, um oficial de Arsin viria visitar seu escritório em...30 minutos!
Atrasada, parcialmente sonolenta e completamente desarrumada, a mente de Pane começa a trabalhar freneticamente. Era hora de trabalhar.

Pode interpretar normalmente Wink



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Ter Jul 15, 2014 11:21 am

"Bom dia, Meg" acordo e coloco a mão direita sobre sua cabeça, ainda não tendo acordado por completo.

"Dia de acordar cedo e treinar Meg, e sem cara feia, a corrida matinal é uma...*bocejo*...ótima forma de acordar" me levanto e vou lavar o rosto.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 23
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Ter Jul 15, 2014 11:56 am

*Acordando no susto com a advertência do meu irmão, não possuo nem tempo de se quer me espreguiçar ao acordar e já dirigindo algumas palavras para Koni*

-wwaaa... 6 horas já... Tenho que me arrumar, não se pode atrasar em compromissos com os esquentados de Arsin...

*Escuto alguns risos no quarto, enquanto troco o pijama por meu vestido e jaqueta de couro, e escovo os dentes. Olho para trás*

-aaah... Bom dia Ko.. - expressando um belo sorriso

*Termino de escovar os dentes e me arrumar, e enquanto desço para o Hall da guilda peço um favor para Koni*

-Manin... Hoje eu gostaria que você estivesse comigo na reunião com o oficial de Arsin... Algo me diz, que ela vai nos dar uma pista sobre o passado...

*O pensamento de passado não podia deixar de passar por minha cabeça após ler todos aqueles relatos e fotos, insinuando uma conspiração em Gaia*
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 15, 2014 1:19 pm

- Yoooosh! - Megan salta da cama, muito mais desperta que o samurai. Deveria ser tão bom ser uma criança hiperativa. Megan segura o braço de seu pai, tentando arrastá-lo pra fora da cama.
------------------

- Deixa comigo, vou anotar tudo! - responde um Koni sorridente, vestindo seu macacão habitual, a boina surrada e trazendo a prancheta com papel novo debaixo do baixo. O irmão era seu ajudante naqueles trabalhos, e sempre trabalhara muito bem, Pane sabia. A garota preferia imensamente que ele permanecesse perto dela mesmo quando dentro da Guilda. "A mídia é um covil de cobras", ela ouvira uma vez, e aquela frase se mostrara cada vez mais verdadeira com o passar do tempo.
Pela janela, Pane via uma cidade ainda sonolenta, com suas janelas fechadas e seu comércio de rua começando a se formar. Ela sabia que o porto estaria apinhado de gente em poucos minutos, e que o mercado na praça central transformaria tudo num formigueiro. Afinal, não era possível pedir sossego em uma cidade com mais de cem mil habitantes.
Aquela era Aria, o maior e mais influente centro comercial do nordeste de Elyin, berço de um enorme mercado de especiais, peixes, tecidos, arcaninas e conhecimento mágico. Era ali que ficava a Biblioteca do Ancião, um ajuntamento de conhecimento gigantesco que só poderia ser comparado com a Grande Biblioteca de Arsin (a GBA). Era também ali que funciona o maior comércio de itens mágicos, forjas, poções alquímicas e livros raros. Em suma, uma grande teia de conhecimento e escambo, conhecida como cidade.
- Vamos, maninha, não enrola! - Koni joga para Pane um pedaço de pão, já abrindo a porta de casa, deixando o ar frio da manhã dar seu bom dia.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Ter Jul 15, 2014 1:40 pm

Rapidamente tomo café, como algum pão e saio com Megan.

Fazemos uma pequena corrida em volta da cidade, aproveito o clima agradável para conversar sobre o treinamento de Megan.

"E como vão as...aulas, baixinha?" pergunto.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 23
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Ter Jul 15, 2014 3:16 pm


- Veja bem, Lord Wiston! Mais um negócio que abrirmos, poderemos conquistar a borda oeste de Arsin inteira.

- Não posso financiar isso mais, Marquês Donagan. Não posso arriscar mais, estamos em um momento delicado! Não compreende? Adda poderia ter sido assassinada por um gordalhão que invadiu minha festa! Não compreende o estado grave em que ficamos?
- Compreendo, senhor, mas não é hora de jogar os seus assuntos familiares em cima dos negó...
- Donagan, você tem mulher?
- Não, senhor.
- Tem filhos?
- Não, senhor...
- Então nunca poderá me compreender. Não há negócios sem a família. Não há nem nossa posição social sem família. Entendo que estudou muitos anos na Universidade Nacional do Progresso e sabe da importância dos negócios para que continuemos sendo uma parceria, mas peço, por gentileza, que me deixe em paz por alguns dias. Daqui quatro dias, retomamos essa conversa e... Oh, Audrey! Esse é Donagan, meu assessor de negócios.

O homem beija minha mão e sorri:

- Oh, Lady Audrey! Está cada vez mais vistosa, deve encher de orgulho seu pai! Como vão os preparativos para o casamento?

Meu pai me interrompe:

- Eles estão se conhecendo ainda, Donagan... mas logo Audrey terá sua própria família e poderá ser um dos fortes braços dos Keenarys! Certo, Audy?

- Sim, papai. Estou de saída, queiram me dar licença, sim? - faço um meneio e começo a sair em direção à grande porta principal da mansão.

- Para onde você está indo, filha?

- Resolver alguns assuntos... deixo-vos a sós!




Desperto assustada com a voz de Sanna. Olho para os lados com o coração sobressaltado... não havia me acostumado ainda com não acordar em casa. Vou ao lavabo sem cumprimentar ninguém, lavando o rosto para terminar de despertar e fazendo minha higiene pessoal.
Saio do banheiro, organizando os longos cabelos ruivos novamente, deixando-os parcialmente soltos e a franja arrumada.
Passo levemente o batom nos lábios, deixando um vermelho suave. Suspiro, pensando no que havia sonhado e decido esquecer aquilo.

Saio e vou em direção à cozinha para fazer o desjejum.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Ter Jul 15, 2014 3:23 pm

Sorrio para meu irmão, ter ele ao meu lado sempre me deixava feliz, mesmo ele me acordando com a maior euforia, saber que esta comigo me deixa em paz.

-Opaaa... - Pego o pão - Calma lá rapaz, não acha que está ficando forte demais... Hahaha...

Enquanto ia me sentar a uma das mesas no Hall, senti aquela brisa gelada invadir a guilda, que fez as páginas de um livro mudarem lentamente.

"huum... Deve ser mais um dos livros de alquimia que Ko tem lido" - pensei

Como esta no início da manhã ainda o Hall não esta movimentado como de costume, se encontra aqui somente eu, Koni e Leonard, que está dormindo, esperando seu irmão voltar de uma tarefa. Leo tem 20 anos, depois que eu e meu irmão chegamos a guilda ele se tornou meu primeiro amigo lá, acredito que devido a idade próxima.
Ah, seu irmão é o Mestre Enzo, e já faz 8 dias que ele está fora em uma tarefa. Dessa vez ele está demorando um pouco mais para retornar, e isso tem nos preocupado.

-Ko venha terminar o café, em breve o oficial deve chegar... Olhe como a cidade já está começando a rodar as engrenagens.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaias_tsuiwa em Ter Jul 15, 2014 3:52 pm

*Um pouco de alivio, era esse o sentimento que se passava dentro de mim, depois de tudo que passamos, poderia ao menos respirar com um pouco mais de calma em meio ao caos que vivíamos*

*Ajeito a pequena camisa gola v regata branca que vai até minha cintura, pois me sinto mais a vontade dormindo só de calcinha e camisa, e depois da aparente vitória, acabava deixando escapar um pouco de alegria em minhas expressões*

*Me aproximo de Desmond me baixo e como de costume coloco uma mecha de meu cabelo atrás da orelha e digo*

Assim oh:

"Mano, acorda, preciso treinar alquimia..."


OFF: Espero que o Dakato veja isso huahauhauhauha, ele vai apanhar kkkkk
avatar
isaias_tsuiwa
Iniciante

Data de inscrição : 26/10/2011
Idade : 24
Localização : São ViSELVA - SP
Emprego/lazer : Aspirante a Produtor Multimidia

O que sou
Raça: Orc
Classe: Samurai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 15, 2014 5:06 pm

- Tudo ótimo! - diz Megan, ofegante, tentando acompanhar N na corrida. - Tio Dakato e Tio Desmond me ensinaram um monte de coisas sobre magia e tals. E a Tia Audrey, Tia Sanna e o Tio Mãozudo me ensinaram bastante sobre agilidade. Estou melhorando bastante, papai, já sou uma garota crescida! Na próxima vez, eu te protejo, tá?
O vento corria pelas construções sujas e encarquilhadas da cidade, atingindo os Megan e N com sua sensação fria matutina. O samurai sabia que deveriam partir naquele mesmo dia, e isso o deixava ansioso.

Andrey alcança a cozinha, encontrando café em pó, água quente num fogão improvisado por Sanna e alguns pães duros, queijo e frutas. A pilhagem havia sido vantajosa para o povo, e a comida conseguida certamente seria uma forte aliada quando partissem daquelas terras, já que boa parte das plantações ao redor da Cidade das Corajosas Almas estava agora destruída pelo combate e pelas explosões.
A atiradora sentia o ar frio da manhã lhe despertar pouco a pouco, enquanto o cheiro de café invadia suas narinas, dando à casa seu odor característico. Ela sabia que aquele dia seria cheio, e a expectativa de aventura lhe enchia o espírito.
--------------------------
Pane encontra ninguém ali no hall. Era sábado e muitas pessoas haviam tirado o dia de folga, fazendo da sede da Guilda um prédio de três andares completamente vazio.
- Uau, esse lugar é meio triste de manhã, né? - comenta o garoto, passando os dedos pelo livro de alquimia que tanto gostava. A magia estava em seu sangue desde o nascimento, e o fascinava a cada novo tomo devorado.
O hall principal constituía de um grande balcão de recepção, uma infinidade de estantes onde eram guardados os arquivos gerais, devidamente trancados, e a escada que levava para o piso superior. O chão estava encerado, os móveis, limpos, tudo de uma madeira escura discreta, que combinava perfeitamente com o ar daquele local. Nos andares de cima, Pane sabia, ficavam os escritórios individuais de cada detetive ou repórter, onde eles poderiam trabalhar sem maiores problemas, sem serem perturbados, como um santuário particular para seus pensamentos e suposições. Havia também uma sala grande para as reuniões mais sérias, localizada no topo, frequentemente usada por Enzo quando este apresentava um caso importante para a Guilda.
O desaparecimento do homem não havia passado batido, e já haviam cartazes espalhados pela cidade e muito em breve também em Arsin. A influência da Guilda era vasta e atingia os territórios flutuantes, numa dança de favores que beirava ao flerte, onde a Guilda oferecia seus serviços discretos e o Conselho fornecia seus ouro e sua gratidão, permitindo que a Guilda agisse em qualquer território onde se fizesse necessário, em Arsin ou em Elyin, sob um tratado assinado de próprio punho por Nero StoneRage e Enzo.

Ko acionou os interruptores, fazendo com que os motores de arcanina no subsolo gerassem as luzes que agora iluminavam todo o interior da Guilda, como lâmpadas.
Do lado de fora, se aproximando pela praça, Pane observa a charrete negra se aproximar, sendo trazida por dois baios castanhos. O agente de Arsin havia chegado.
avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Ter Jul 15, 2014 6:47 pm

-Aaaa.... que nostalgia - Me sentindo em casa mais do que nunca após as luzes invadirem o Hall.

Ao avistar a charrete negra, me levanto em direção a porta, para recepcionar o oficial enquanto digo algumas palavras para Koni.

-Ko, nosso ilustre cliente chegou... Vá acordar o Leo, sei que ele está cansado, mas enquanto estivermos na reunião, a guilda não pode ficar desprotegida. Depois eu peço perdão a ele, e depois festaremos com a volta do Tio. - Dou um sorriso para Ko.

Paro em frente a porta da guilda esperando a saída do oficial da charrete. Agora já com mais seriedade, mas que não tira o sorriso simples do rosto. E o pensamento que não sai da cabeça.

"Fotos, relatos, desaparecimento, tudo tão distinto... esse quebra-cabeça está interessante... estou me empolgando"
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Ter Jul 15, 2014 7:16 pm

Moças sem roupa... Sakura, cabelos róseos... Calcinha de.... acho que... Lycra... bem justinha no corpo... Kawaiiiiiiiiiiiiii..... :3 rosa.... como os seios da audrey :-____

AAAAAAAAhhhh que situação, que sonho bom *-*.... sonho???? SEU IMBECIL!!!! COMO SE PODE DEIXAR LEVAR POR ISSO????

Sakura... Este é o nome de minha varinha de Raio do Enfraquecimento. Não é uma magia muito forte. mas com dois disparos e um pouco de sorte poderia incapacitar um inimigo fraco, ou mesmo um forte que esteja carregando peso.

É sim muito útil... gosto de mulheres, mas gosto mais da minha vida! sim... os métodos mnemonicos pra decorar magias tinham seu preço. Nem mesmo sonhando eu paro pra descançar... Assim pelo menos pude aumentar minha versatilidade. E auxiliar os colegas. Audrey e N não estarão mais tão vulneráveis com minha proteção arcana... espero logo que aquele cara aprenda a manejar instrumentos mágicos e deixe de pensar como uma lâmina...

Audrey... Aparecendo nos meus sonhos de novo, por que logo comigo? Meu fraco é mulher e me aparece um monte, linda e NUA na minha frente!!!!!!!! Isso parece a voz de Sanna. Tenho que deixar Tsubaki, minha varinha de Mísseis Mágicos mais fácil que a Sakura. Serve para lidar com inimigos mais fracos e talv... Voz de SANNA??? Meu santo Eli, que horas serão?

*acordo e levanto vendo a cena de Sanna e Desmond*

-GAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHH.... Sanna NE SAN!!!

Levo a mão esquerda instintivamente ao nariz, mas resisto, tenho aprendido a me controlar e ela não estava com tão pouca roupa assim... Eu já devia ter me acostumado... ela faz isso TODO DIA. Acho até que é de propósito, não é possível!

*me sento e tapio o que realmente aconteceu com um tremendo Migué*

- Eu passei a madrugada Conjurando Ne San... não me acorde gritando... que susto. xP

Me ergo, Indo ao desjejum, queria ter varinhas a muito tempo, eu sei que feiticeiro nenhum pode pôr medo num mago bem treinado e equipado. Sua espontaneidade não significa nada perante nosso Intelecto Superior, disso eu tenho certeza. Embora que se eu tivesse mesmo tanta certeza, talvez não passasse tanto tempo nisso. Não consigo esconder meu orgulho ao passar a mão pelo papel reforçado dos pergaminhos que tenho comigo... O sabor do café... a bebida dos estudiosos... Mesmo com toda a pobreza local, embora que reduzida, aquilo era um deleite.

- N, onde vão? - Seria novamente ignorado. Nem ligava tanto, realmente me importo com eles, mas sei que ficarão bem. E Audrey, onde estará?

A localizo passando baton nos lábios...

"bela como sempre" é inevitável pensar...


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Jul 15, 2014 7:55 pm

Thonas acorda calmamente, depois de mais uma noite mal dormida , sem aparentar muito entusiasmo, e com seus olhos um pouco pesados ele se levanta e observa ao redor.
Tendo estado desperto vai tirar a roupa de dormir e depois de um observa a única roupa que ele tinha toda suja e coberta de sangue e terra, então decide fazer uma visita ao mercado, arejar a cabeça e comprar algumas roupas novas.

- Estou indo ao mercado, alguém quer vim comigo??

*Pergunta aos que ainda estão no recinto e independente da resposta, parte *
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Ter Jul 15, 2014 8:43 pm

Paro a corrida quando chegarmos no limite da cidade, em alguma colina que dê pra observar melhor a cidade e o que há ao redor.

"Meg...a gente até que se virou bem não é?" digo, recuperando o folego. Ela realmente estava mais ágil.

"Quero te falar algo importante Megan. Por favor não esqueça dessas palavras" me agacho para me aproximar dela. "Eu...sinto

que as coisas vão ficar bem mais sérias agora. As batalhas serão mais intensas e sinto também que não poderei estar sempre por perto...não vivemos para sempre baixinha"

Sorrio e respiro fundo.

"Você é uma samurai pequena, não importa sua idade ou tamanho, você é uma samurai. E você sabe que os samurais seguem um código, nunca tive tanta oportunidade para ensinar o que eu sigo...aprendi a seguir. Então repita comigo: "

Me levanto, tornando aquele momento em algo solene.

"Protegerei minha família. Protegerei meus amigos. Amarei aqueles que me amam"



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 23
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Ter Jul 15, 2014 9:08 pm

- Vou com você capitão.

*sigo thomas após me arrumar*


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Yoru em Ter Jul 15, 2014 10:01 pm

Noites e noites pesquisando, calculando, medindo e testando. Complementar a solução capaz de desprender as partículas corretas, valores apropriados para o diesel azul. Durante os trabalhos ele mesmo deixou passar uma questão com tanta empolgação.
Ao primeiro resultado comprovado, o óleo produzido provocava a combustão de partida, Audrey confirmou: "Ligou! As turbinas estão aquecendo!". O contentamento da piloto surgia ao dedilhar os controles interativos no painel de pilotagem do veículo em terra. Pixie computava e tocava o serviço de voz:
"Ignição: 100%; Aceleração: Normal; Combustível: 6%; Iluminação: Desligado; Sinalização: Estacionado; Segurança: Perigo! Cabine suspensa e cinto de segurança desprezado; Área Transitável: Perigo! Campo fechado. Risco de colisão..."
– Incrível, é isso aí mesmo?!? – exclamou a irmã junto da torcida da curiosa filha do samurai.
Os outros ali já haviam contemplado uma nave antes, maiores, inclusive. Sanna era a única que não sabia como era o roncar dos motores e o soprar dos foguetes.
Quando seu esquadrão desceu pela primeira vez para Arsin, em grandes números, foi para capturar ela e o grupo sob sua liderança; delatados no sequestro do Ministro da Economia, Marcus Silvian. Não participou da operação, apenas recebeu os capturados no interrogatório. A primeira vez em anos que reencontrara alguém do bando, a última que entregou rebeldes ao Conselho. Dali em diante, conseguiu secionar as forças operantes da Academia de Combate, a proposta caiu como luva para o autoritário parlamento de Camael que prometeu abrigo e "recuperação social" para o povo dos líderes baixos.
A sede foi implantada na Cidade das Pobres, "a case mais sofrida é o berço para os piores criminosos", justificou o novo superior, Desmond, o alquimista. "Claro, garoto! Ótimo título de campanha para apresentar na Assembleia das Casas", julgou malandragem na escolha do oficial; "Irá comover as senhoras e impulsionar o heroísmo nos homens quantos as assinaturas", visualizou outro. Assim o acordo passou de um estágio ao próximo. Christopher, colega no treinamento FASE e segundo melhor da academia, recebeu a presidência do Forte de Ferro das mãos do amigo granadeiro para assim educar as seguintes gerações quando as tropas desceram para Elyin.

"Mano... acorda...", chamava Sanna.
– Uwaaah! – bocejou esticando os braços para fora do colchão na mesma posição torta que dormia com desleixo. – De novo? Você já é melhor do que eu – tentou engabelar, puxando o travesseiro para esconder a cara dos raios solares. – Usa venenos, coisa que não sei – Verdade, daquele modo.
Para continuar a sobreviver, ela dividiu suas habilidades entre o dom e a técnica das ruas. Ele, tomou o estudo militar como nova vida e teve todo o apoio científico para se tornar um cientista. Na realidade, fizeram dele mais arma.
Sacolejou-o pelos braços com cara de "nem ligo". As mulheres têm uma insistência admirável, concordava. E a mana era das mais fortes.
– Ok, ok, levantei – O povo ao redor já se dispersava.
Sentado, viu só os colchões vazios. Sem camisa e com calças de dormir, o homem exibia uma aparência imprópria para uma criança ou uma dama. Desde crianças eram assim. Deitou-se pela madrugada, exausto, precisava fazer aquilo, quase bebeu ácido ao invés do suco energético, inútil na quarta hora do dia. N havia levado Megan para "A Caminhada Matinal", evitando a cena. E Audrey estava na cozinha. Dakato seguiu Thomas para algum lugar.
Procurou a camisa, esqueceu-a suja numa bancada do laboratório. Jogou um casaco sobre os ombros. Desceu as escadas dizendo:
– Depois você me leva nesse cara das tatoos, estou com umas ideias legais – Juntaram-se na mesa. Costumavam comer quando a fome batia, entretanto, jamais ignoravam um momento à mesa. Valioso para quem viveu com a falta de casa, comida e familiares. E quanto mais gente, melhor. – Bom dia, Audy – saudou puxando a cadeira e deitando por cima dos braços.
Dormitou mais, enquanto a irmã comia. Alguns minutos até que voltasse a cutuca-lo.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 23
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 15, 2014 11:26 pm

- Protegerei minha família. Protegerei meus amigos. Amarei aqueles que me amam - repete Megan, arfando pelo cansaço. - E protegerei o papai quando ele estiver em apuros!
A menina ri, colocando uma das mãos sobre o cabo de sua nova wakizashi.
- Bonita, né? Foi o Tio Dakato e o Tio Desmond que fizeram pra mim - ela desembainha a lâmina, revelando o resultado de 5 dias de forja e tratamento alquímico. A lâmina era linda, uma dança mortal que trazia o acinzentado do ferro e o azul da Essência, que compunha a "alma", as rajas azuis que contornavam a lâmina na parte sem corte. O conjunto descia para um cabo de osso de fundo oco, com um compartimento secreto do tamanho e profundidade de um dedo indicador. As amarras davam uma pegada mais firme, a proteção permitia que Megan usasse a espada também em seus treinos e evitaria que se ferisse no saque ou mesmo no manejo. A criação de Dakato e Desmond era uma obra de arte.
- Eu a chamo de Raijin, por causa da "vontade" dela - diz Megan, apontando a alma da espada para N ver, que faziam ondas parecidas com relâmpagos que despontavam para frente. Raijin era um deus oriental do trovão, um dos nomes de Vissas, quando este criava as tempestades. A vontade daquela espada era perigosamente violenta, inconstante e cruel. Era incrível como parecia ser completamente harmonizada nas mãos de Megan. - O que achou?

Sanna, Audrey e Desmond sentam-se à mesa, apreciando o desjejum. Lá fora, o pequeno comércio se formava, em seu último dia de existência ali. Haveria então uma mudança, onde membros da Malha de Ferro levariam esse povo para uma cidade irmã, mais abastada, mais forte. O Ferro Celeste seria um grande atrativo e o dinheiro faria aquelas 70 pessoas muito menos pobres.
Enquanto isso, o grupo seguiria seu rumo, mas Sanna continuaria a ser comunicada caso a Malha descobrisse algo interessante. A organização estava bem espalhada por Elyin, e também haviam outros grupos de pessoas que aderiram a à causa da Malha e criaram seus grupos próprios. Haviam aliados por toda parte, escondidos nas sombras da sociedade.
- Bom dia, pessoas - era Todd que entrava na casa, trajando seu macacão surrado, empunhando a característica chave inglesa enorme sobre os ombros. - Espero que tenham arrumado suas coisas, vamos partir daqui duas horas. Se precisarem conferir a Epoch ou qualquer coisa assim, essa é a hora.

Dakato e Thomas encontram um mercado pequeno. Existem ali algumas barraquinhas de frutas, legumes e tubérculos, pouca coisa que havia sobrevivido à batalha de dez dias atrás. Eles sabiam que não conseguiriam levar aquelas cargas para a viagem que fariam, por isso aquele mercado era a última chance de ganharem um pouco de ouro antes de partirem.
Os dois homens percebem que o povo parece ansioso para partir. Alguns já haviam selado suas mulas, juntado os poucos pertences que ainda possuíam e ajeitado as carroças de Ferro Celeste, que lhes renderiam o dinheiro necessário para viverem com dignidade.
Liriel também estava alí, auxiliando no que podia para animar o povo, como uma cigarra entre as formigas. O músico havia decidido acompanhar a trajetória daquele povo. "Material para canções, meus caros, bem diante doa meus olhos!" dizia ele, empolgado.
Como sempre, Dakato e Desmond notaram, não havia mendigos ali. O mercado está livre caso vocês desejem comprar ou fazer algo. Vocês sabem que não falta muito para vocês mesmos partirem.
----------------------------
Pane se aproxima da charrete, quando o condutor salta de seu assento para abrir a porta lateral da cabine. Dalí sai um homem trajando um casaco marrom e chapéu côco, o rosto liso trazendo as marcas de expressão que a idade lhe reservava, bem como os fios grisalhos ocasionais. Era um homem elegante, Pane logo notou, quando ele cumprimentou o condutor, ofereceu uma moeda de ouro e finalmente se voltou para a garota.
- Olá - ele cumprimenta, estendendo a mão direita, maia pele e osso que carne. - Sou o Inspetor Lunge (lê-se "Langue"). Amster Lunge. E a senhorita deve ser...Pane ScottYard, correto? Me falaram bem de seus serviços, é um portfólio notável.
Amster Lunge era um inspetor de cinquenta e pouco anos, magro, inteligente e detentor de muitos contatos por todo o mundo. Pane sabia da influência daquele homem no Continente Superior, e tinha real noção de sua sorte agora. Se havia alguém que poderia lhe explicar algo, esse alguém era Lunge.
- Espero que possamos entrar - ele diz, adentrando o hall sem esperar resposta, pendurando seu chapéu num cabide próximo, observando toda a extensão do andar inferior com olhos analíticos. - Acho apropriado conversarmos num lugar mais reservado, senhorita ScottYard. Venho aqui para lhe trazer notícias de Arsin que não devem chegar aos ouvidos de qualquer um...e também venho para pedir ajuda.
Koni se retira para chamar Leo, mas se depara com o dito cujo quando estava chegando à porta.
- Sinto muito pelo atraso - ele diz, encabulado, traja do um colete de mangas longas escuros, luvas de inverno e um blusão velho que ele adorava. - Pan, Senhor Lunge, espero não tê-los feito esperar.


Última edição por Stein em Qua Jul 16, 2014 7:40 am, editado 2 vez(es)



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Jul 15, 2014 11:52 pm

-Cientista, que tal nos encontrarmos daqui a 5 minutos nesse mesmo ponto para voltarmos ao alojamento?
* Da um tapinha no ombro dele e sai para comprar alguns últimos recursos, como bandagens(se ainda tiver alguma),frutas.

- Eu dou uma lavada nessa roupa depois...
* Faz uma cara de nojo depois de uma cheirada*
... está precisando.

- Ou será que encontro algum lugar que venda por aqui?
*Pensa para si enquanto procura o que comprar *
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Qua Jul 16, 2014 7:16 am

Conforme caminha pelo pequeno mercado improvisado, Thomas vai encontrando as bandagens e as frutas por um preço irrisório, até que enfim chega em uma tenda onde estão sendo vendidas roupas, algumas claramente recosturas dos uniformes da FASE, nova e velha, roupas simples confeccionada pelo próprio alfaiate, um homem baixinho e raquítico que também era o vendedor.
- Posso lhe ajudar, senhor? - o homem se oferece, gentilmente.

Desmond sabe que pode encontrar o tal tatuador num casebre próximo de onde está o laboratório. É uma casa que já estava caindo aos pedaços muito antes da batalha e agora deveria estar mais deplorável ainda. Porém, o tatuador era um homem habilidoso, membro da Malha de Ferro há anos, conhecido como Xerxes, alertadamente excêntrico.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Qua Jul 16, 2014 8:46 am

OFF: excêntrico...CORRE DESMOND, É UMA CILADA!

Seguro a pequena katana de Megan por alguns instantes, analisando a lâmina: era genuinamente uma arma de samurai.

"Nunca se esqueça de que a cada gota de sangue, a espada fica mais pesada. Toda arma possui dois lados, filha, o lado que fere e o lado que é ferido. Esteja sempre do lado certo, mas nunca se esqueça de seu código" devolvo a arma e sorrio.

"Ike, pequena samurai. Vamos voltar pra cidade" bagunço seus cabelos.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 23
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Qua Jul 16, 2014 11:11 am

Vejo um homem elegante saindo da charrete, sinto que já o vi em algum lugar, e um estalo na minha mente me faz lembrar de sua identidade, penso.

"Lunge, Inspetor Lunga... esse cara... veio na melhor hora"

Avanço até ele, e antes de apertar sua mão, faço um comprimento que aprendi enquanto ainda vivia em Arsin, este é um costume que eu não quero perder, flexiono um pouco meus joelhos, e o cumprimento como uma dama da Aristocracia.

- Olá Senhor - apertamos nossas mãos - Sim, sou eu Pane, fico lisonjeada ao ouvir saber que o Senhor já ouviu sobre meu trabalho.

Vejo o Senhor Lunge adentrando no Hall da guilda, e me dirigindo algumas palavras.

- Claro Senhor, possuo meu escritório no 2° andar. Queira o Senhor me acompanhar?

Enquanto me dirijo em direção a escada, eis que Leo aparece diante de mim. Tentando esconder ao máximo sinais de que estava dormindo a alguns minutos atrás.

- Bom dia Leo - Sorrio para ele - Estou indo agora para o meu escritório para poder conversar com o Senhor Lunge. Pedi para que Ko me acompanhasse, será que você poderia cuidar do hall por enquanto? A não ser que queira estar presente na reunião também... É que eu não queria deixar Ko exposto ao perigo, sozinho aqui.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Qua Jul 16, 2014 1:22 pm

Na volta para a cidade, N e Megan observam o pequeno mercado, e vêm Dakato e Thomas andando por ali, fazendo suas aquisições. O clima da cidade era, definitivamente, de despedida. haviam pessoas se preparando por toda parte, e muitas casas já estavam vazias.
N percebe que há algumas pequenas comitivas já partindo, sendo patrulhadas por um pequenos grupos da Malha de Ferro, que serviriam de ponte para integrar aqueles cidadãos nas cidades aliadas, para que tivessem melhores condições de vida e pudessem usufruir dos ganhos obtidos com a extração do Ferro Celeste. Era um plano excelente concebido por Sanna há dez dia atrás, e eles rezavam para que se mostrasse efetivo.
- Papai, é verdade que vamos precisar atravessar o mar? - Megan pergunta, olhando para cima. - O Tio Todd disse que vamos precisar fazer isso pra chegar na próxima cidade...porque não podemos voltar pra nossa casa em Arsin, agora que derrotamos os caras maus?
-----------------

- Ei, eu não sou mais criança, tá? - rebate Koni. - Eu já tenho idade o bastante para ficar sozinho, mana.
Pane sabia que Koni já tinha seus 15 anos, idade em que os jovens esperam pela menor oportunidade para se rebelarem. Era óbvio que ele queria se sentir mais livre, ainda mais sendo homem.
- Não se preocupe, Pane, o garoto sabe se virar - Leo bagunça a franja de Koni, se aproximando de Lunge e Pane. - Temos uma reunião bem mais importante pra tratar aqui. vamos subir?
O Inspetor Lunge não demonstra constrangimento pela breve discussão, e acena positivamente. Ele trazia uma maleta preta na mão direita, e Leo parecia bastante ansioso para saber o que havia trazido um agente de Arsin para o Continente Médio. Devia ser algo realmente importante e urgente.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Qua Jul 16, 2014 1:50 pm

Fico um pouco brava com a reação de Koni, mas não demonstro isso para eles. Me acalmo após escutar as palavras de Leo. E dirijo a palavra o Senhor Lunge.

-Me perdoe Senhor por este pequeno alvoroço - Olho para Ko e digo - Conto com você manin - novamente me viro em direção ao Sr. Lunge - Por favor, queira me acompanhar, iremos para o meu escritório no andar a cima.

Já me dirijo em direção a escada, ela feita de madeira, com um corrimão que estava bem gelado. Ao chegar no 2* andar, viro a esquerda, entrando assim em um corredor. Minha sala é a última no corredor, me dando uma boa vista da cidade. Abra porta, e convido meu cliente para entrar.

-Por favor Senhor, entre.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Qua Jul 16, 2014 1:56 pm

"Nossa casa é onde nós podemos viver em paz, Meg" digo num tom suave.

"Há muitos caras maus por aí ainda, eles não vão deixar a gente em paz se subirmos pra Arsin...mas olhe pelo lado bom filha, nós dois vamos descobrir mais cidades, mais lugares que nunca estivemos. Que comida será que encontraremos na próxima cidade? Que tipos de pessoas?" digo, tentando anima-la com a promessa de aventura.

Aventura para mim não era algo que me animasse, mas poderia empolgar a enérgica Megan.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 23
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Qua Jul 16, 2014 2:53 pm

Observo Sanna e Desmond se sentarem enquanto comia um pedaço de bolo e alguns biscoitos com geleia fresca:

- Oh, bom dia, Desmond! Bom dia, Sanna! Tiveram um bom repouso?


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Qua Jul 16, 2014 3:59 pm

- Sim, papai - diz Megan, sorrindo. - Onde o senhor estiver, aí sera minha casa.
Eles caminham mais um pouco até que, exaustos, enfim chegam mais uma vez na casa de Sanna, a tempo de verem Todd entrar no recinto.
O cheiro de café que emana da casa pesca a atenção de N quase automaticamente.

Todd se aproxima da mesa onde se encontram Audrey, Sanna e Desmond, acenando para vocês com um gesto curto, tomando para si uma xícara de café.
- Dispensamos as primeiras caravanas há 5 minutos. Vários grupos foram formados, presididos por membros da Malha. Pretendemos desovar esses grupos nas cidades aliadas, para que possam recomeçar suas vidas - ele diz. - O Ferro Celeste certamente lhes renderá tanto dinheiro como eles jamais viram na vida, e isso é bom e perigoso ao mesmo tempo. Nossos membros tentarão integrá-los nas novas sociedades e ajudá-los a não esbanjarem de forma incorreta. Vamos criar pequenas comunidades dentro das cidades aliadas. Espero que funcione bem.
Todd sorri, dando um gole em seu café.
- Bem, e quando será a nossa vez de partir? Claro, por nós digo vocês, já que eu, Tsubaki e Kitsune vamos para o Norte, tentar convencer William Diggori sobre os planos do Conselho, enquanto vocês tentam convencer o Ryusashi. Dragão do Leste, como o chamam - ele simula um arrepio e ri. - Espero que gostem de peixe cru hahahaha.
------------------------------
Pane, Leo e Lunge sobem para o segundo andar, passando pelos corredores e salas fechadas, num labirinto que formava o escritório e investigações da ScottYard Guild. Quando, enfim, entram na sala de Pane, Lunge assume um dos lugares, depositando sua maleta preta sobre a mesa, mantando as duas mãos sobre o colo.
Quando vocês dois se sentam e Leo fecha a porta atrás de si, Lunge começa.
- Donagan, um amigo de longa data, me disse que a Guilda ScottYard poderia nos ser de grande utilidade para um caso que temos em mãos - ele destrava a maleta. - Creio que os senhores estejam a par dos incidentes que tomaram Arsin inteira de assalto há duas semanas. Um terrorista aliado à Malha de Ferro, ou mesmo um membro da organização, instalou o caos em nossa capital, obrigando o governo a combater o mau nas ruas - ele então abre a maleta. - Eis que, na confusão, perdemos um membro importante para a aristocracia - ele retira da maleta uma foto, entregando para Pane. Era uma mulher jovem, de traços finos e cabelos ruivos muito vivos. -  Essa é Lady Audrey Eve Keenary Whelan, filha caçula de Lorde Wiston Keenary Whelan, que está oferecendo uma enorme recompensa para recuperar a garota.
Lunge suspira.
- Meus homens já viraram Arsin de ponta cabeça procurando essa garota, mas ninguém tem sinal dela. Nossa conclusão é, claro, de que ela se encontra em Elyin. Venho pedir ajuda para encontrar Audrey Eve Keenary Whelan, senhores, sob a recompensa de 500 mil moedas de ouro do Conselho. O que me dizem?
Pane percebe que Lunge ainda não havia dito tudo, pois existiam muito mais documentos dentro da pasta que ele próprio ainda não havia mencionado. A recompensa, ela notava, era absurdamente alta...alta o bastante para mudar a vida dela e do irmão para sempre...



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 26
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 38 1, 2, 3 ... 19 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum