Capítulo 2 - Pena & Espada

Página 4 de 38 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 21 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Jul 22, 2014 9:33 am

* Thomas espera a nave se estabilizar em voo, e então pega sua mochila e parte em direção ao banheiro, procurando algum tipo de máquina de cortar cabelo, ou alguma tesoura para coletar seus dreads, transformando seu cabelo em um simples corte baixo, e em seguida, troca de roupa, usando 1 conjunto que ele comprou, se sentindo totalmente satisfeito com o novo visual *
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Ter Jul 22, 2014 10:49 am

Ao chegar no Hall procuro Ko apenas com o olhar enquanto acompanho Sr. Lunge até a saída, e vejo Ko sentado e mais uma vez rodeado por seus livros, o que me dá um certo alívio. E então o Sr. Lunge vai embora em sua charrete preta, quando percebo que Ko veio até a porta também . E escuto Leo.

-Yeah, uma nova aventura! E eu vou andar pela cidade, ver se encontro algumas pistas... - Acena com um "V" nas mãos e um sorriso no rosto - Podexa, vou aproveitar sim, e depois voltarei a guilda.

Ajeito meu chapéu e jaqueta, conferindo meus estoque de pirulitos nela, um de cereja, um de uva e outro de maçã do amor. Olho para Ko e lhe respondo.

-Irei a uma taverna famosa por entre os visitantes da cidade e uma hospedaria. Acredito que lá escutaremos algumas notícias novas sobre Elyin. Irá comigo?

O dia ganhou mais vida, Aria estava finalmente de pé. E então sem esperar a resposta de Ko saio em direção ao centro de Aria, procurando a tal taverna e hospedaria.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 22, 2014 2:14 pm

Koni coloca seu livro de magia debaixo do braço, acompanhando a irmã, sacando o livro ocasionalmente e lendo alguns trechos enquanto caminham pelas largas ruas de paralelepípedos. Uma mania perigosa que frequentemente o faz tropeçar, para o desespero de Pane.
Pane e Koni alcançam o mercado de Aria, um lugar muito movimentado que se estende pelas ruas como uma enorme feira de comércio bastante variado, onde se pode encontrar tecidos, temperos, alimentos frescos, ervas de efeitos medicinais, entre vários outros itens. Há música por toda parte, embalando as vendas e a conversa animada das pessoas, música que vem das tavernas e das ruas, de bardos contratados ou ambulantes, que trazem de longe seus contos apaixonados sobre um mundo gigantesco de beleza e tragédia.
O aroma adocicado chama a atenção de Koni, que puxa a manga do casaco de Pane.
- Ei, o que é aquilo? - ele anda em direção ao aroma, e vocês chegam até o que parece uma pequena padaria, onde há mesinhas armadas sobre as calçadas, dos dois lados da rua, com guarda-chuvas para proteger seus clientes do calor do sol.
Ao se aproximar, Pane vê o confeiteiro preparar um doce que se assemelha a um creme caramelizado, feito basicamente de creme de leite, café e açúcar refinado. Ele pega a mistura de aroma atrativo e a deposita sobre uma taça de bananas cortadas em rodelas, polvilhando com chocolate em lascas, com uma única cereja sobre a mistura. Aquele é a famosa Charlotte Cerise, uma deliciosa sobremesa típica de Aria (baseada em um doce vitoriano de verdade).
Pane vê várias pessoas sentadas nas mesas circulares, conversando e aproveitando o dia, lendo seus jornais e apreciado o café matinal. Koni insiste pela sobremesa. Doces, como ela sabia, era as poucas coisas que conseguiam tirar a atenção de Koni dos livros. Isso a faz lembrar dela mesma e de seus pirulitos, por algum motivo.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Ter Jul 22, 2014 2:43 pm

Enquanto andava pelo mercado, os cheiros pareciam vir todos em minha direção, temperos, alimentos fresco, ervas medicinais, e o cheiro de livro que Ko não parava de ler, até o momento em que o cheiro de doce lhe tira a atenção de seu precioso livro, e me puxa. Bem que a mamãe falava que ela não conseguia fazer a surpresa para nós quando estava cozinhando, pelo cheiro já acertávamos a comida.
Ko me leva em direção ao que parece ser uma padaria, e ao chegarmos no local reparo uma obra de arte culinária sendo feita, a famosa Charlotte Cerise, minha boca encheu de água. Além dos pirulitos, esses tipos de doces cafeinados são os meus favoritos.

-Calma manin, estou vendo quanto tenho de dinheiro.

Então procuro alguém que trabalhe na padaria e pergunto.

-Por favor, quanto está a Charlotte Cerise?
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Ter Jul 22, 2014 3:04 pm

Pane percebe que o dono do lugar é um conhecido seu. Chefe Gusteau, um simpático gordinho sorridente, muito famoso por sua enorme habilidade culinária.
- Ora, bem-vindos, Pane e Koni! - ele abre os braços em sinal de boas vindas. - Fico feliz que tenham encontrado minha nova confeitaria! A sobremesa é por conta da casa para os dois - ele pisca gentilmente, instruindo que um de seus assistentes prepare o doce. - E como anda o trabalho, senhorita?
Vocês estão dentro da confeitaria, um lugar que se assemelha muito a uma lanchonete vitoriana, com balcões longos e bancos redondos que a circundam, sobre o piso de azulejos largos em cor xadrez. Há mesinhas dispostas ali dentro, onde as pessoas conversam e tomam sorvete.
Há várias pessoas que leem jornais, conversam e tomam café da manhã animadamente. A sociedade de Aria era um pouco mais abastada que a maioria das cidades do continente, e se orgulhavam por isso. Em aparência, Aria era bastante parecida com Arsin, inclusive nas vestimentas de seus habitantes. Vestidos bastante trabalhados, ternos, sobretudos de couro e chapéis fedora são comuns, assim como sorrisos blasé. A música preenche o ambiente com um som lento e relaxante, vindo de uma vitrola ao fundo.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Ter Jul 22, 2014 3:39 pm

Limpo o nariz com um lenço e continuo o meu serviço, considerando a quantidade de material que tenho com todas as magias que consegui fuçar na academia de arsin em todos os círculos possíveis...


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Jul 22, 2014 4:20 pm

* Thomas limpa a pia do banheiro, que ainda estava com um pouco de cabelo, dobra as roupas antigas, retirando tudo e colocando nos novos bolsos entusiasmado, e joga tudo lixo pelo vácuo da descarga, se livrando assim de tudo velho.
Então, dirige-se ao local onde estava anteriormente e pergunta ao pessoal a bordo: " O que acharam do meu novo visual galera? " e aguarda uma resposta... xisde
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Ter Jul 22, 2014 4:28 pm

- este país é realmente estranho, o cidadão usava um tremendo visual daqueles quando era militar, agora que largou a tropa corta o cabelo!


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Ter Jul 22, 2014 5:04 pm

-ooooh... Chefe Gus! Não sabia que tinha montado uma nova confeitaria... Como se esperar do senhor, surpreendente.

Vejo que Ko ficou com os olhos brilhando de gratidão ao Chefe Gus. E me sento ao balcão puxando Ko também.

-Aah... o trabalho está bom... Agora mesmo estou em trabalho, paramos aqui porque um certo alguém adora doces né! E de sorte encontramos com o senhor... e o novo ponto está te rendendo lucros Chefe Gus.. aliás, muito obrigada pela generosidade, não quer mesmo que eu pague pela Charlotte Cerise?

Enquanto converso fico em alerta para tentar ouvir alguma coisa que me seja útil, e minha conversa com o Chefe foi em um tom em um pouco mais baixo que o normal.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Ter Jul 22, 2014 6:55 pm

Escuto a conversa dentro de Epoch como se estivesse distante, dada a minha euforia e foco no que estava fazendo. Era a primeira vez que pilotava de modo preciso uma nave.
Ao conseguir desviar da enorme construção com seus tijolinhos avermelhados tão bem alinhados, deixo uma parte de Epoch levemente molhada pela água que escorria de um cano que desembocava ali e estava furado, sinto-me mais confiante para pilotar o presente de Cornelius. O sorriso em meu rosto é inevitável.
Tento me manter bastante concentrada em manter Epoch estabilizada no ar e havia me saído bem desde então. Ligo novamente o rádio-gravador:

- Epoch I há alguns minutos no ar. A nave demonstra todo o seu desempenho durante o trajeto e já estamos viajando acima do mar. Agora são... - olho para o relógio - 9:41 - e não há queixa dos tripulantes. Todos os comandos estão recebendo rápida resposta do aparelho, o qual já foi exigido pela geografia diferente do local em que sobrevoamos. Há cada um minuto eu verifico todo o painel mantendo a nave estável. Por fim, acredito que podemos voar por mais alguns minutos em velocidade de 150 km/h até que o combustível acabe e tenhamos que cruzar o mar com o modo Epoch Aquática.

Desligo o rádio-gravador, ouvindo Thomas dizer algo. Olho pelo retrovisor acoplado e ajustado para a minha altura:

- Oh, Thomas! Está elegantíssimo, se quer saber. O que o fez mudar de visual?


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaias_tsuiwa em Ter Jul 22, 2014 7:08 pm

*Curiosidade e Alegria, esses eram os sentimentos que pairavam em meu ser, mas não me permitia se dominada por eles, pois ainda estava preocupada com meus amigos que haviam ficado,estava preocupada com meus irmãos da malha*

*Aguardo Thomas sair do banheiro e pego minha mochila e vou me trocar, vestir algo mais adequado para uma possível batalha que pudesse acontecer*

*Adentro ao banheiro, fecho a porta e me encosto nela, pois a preocupação começava a dominar minha mente, meus irmãos da malha não saiam de meus pensamentos*

*Depois de 4 longos minutos perdida em preocupações, começo a me trocar*
avatar
isaias_tsuiwa
Iniciante

Data de inscrição : 26/10/2011
Idade : 25
Localização : São ViSELVA - SP
Emprego/lazer : Aspirante a Produtor Multimidia

O que sou
Raça: Orc
Classe: Samurai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Qua Jul 23, 2014 12:34 am

Guardo a bandeira e a amarro no ombro feito uma capa, a carregaria com orgulho agora.

"Vou cochilar um pouco, Meg, me avise qualquer coisa..."

Procuro algum canto vazio da Epoch I e me deito, fecho os olhos e coloco as mãos apoiando a cabeça.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Qua Jul 23, 2014 7:07 am

Audrey observa o painel, sentindo-se uma nevegadora dos ares, como eram conhecidos os pilotos. Ela sentia familiaridade ao manipular as válvulas de despressurização, checar os status de vitalidade de cada sistema de Epoch e direcionar seu curso, seguindo o mapa que possuía. A viagem seguia tranquila, sem transtorno algum, até que...o motor engasga.
Epoch dá uma guinada para frente, balançando violentamente enquanto sua velocidade começa a cair bastante. Audrey manipula os controles, fazendo tudo que aprendeu no manual, enquanto a nave despenca para o mar, até que o freio de ar comprimido impede o impacto, e Epoch pousa suavemente na água, flutuando. Todos na nave percebem o que aconteceu e notam não estar mais voando.
- Alerta de combustível - avisa Pixie. - Quantidade disponível: 1%. Ativar modo Navegação - e as asas de Epoch liberam duas velas retráteis, brancas, enormes e feitas de material resistente. Da proa, um compartimento se abre para libertar um novo módulo adicionado à nave: um quebra ondas, que se instala para ovalar a ponta, como num navio. Os motores aquáticos são acionados, girando as pás para dar partida, alimentados por diesel comum (conseguido dos mechas derrotados). - Cidade mais próxima seguindo a rota estabelecida: Aria. Horário atual: 9:42 - avisa Pixie, girando seu visor para fotografar o mar que se estendia por todos lados, em uma beleza indescritível.
O estômago de Megan ronca audivelmente, e ela tenta disfarçar, tossindo. Audrey tem total controle sobre Epoch. N cochila tranquilamente, aproveitando o balanço do mar. Desmond estuda suas fórmulas ao lado de Dakato e Sanna veste uma roupa mais preparada para uma possível situação de combate, como um hábito que ela não conseguia perder, vindo com a vida estressante da antiga cidade. Thomas sente a cabeça mais leve, em todos os sentidos possíveis, e talvez ele seja quem mais esteja aproveitando a viagem. Aquila era quase uma viagem de férias de aposentadoria, afinal. Ou não.
- Wa, olha o que eu achei! - exclama Megan, fuçando em uma caixa de ferramentas muito grande ao fundo da nave, trazendo consigo uma vara de pesca retrátil. - Como será que se usa isso? - Vocês notam que Megan, assim como todos que viveram em Arsin, desconhece a funcionalidade de alguns objetos simples de Elyin. Por incrível que pareça, uma vara de pesca é um exemplo.
Epoch navega tranquilamente, seguindo o fluxo do vento na rota comandada por Audrey. Seguindo o mapa e a velocidade de 40 km/h, a navegadora sabe que levariam cerca de três horas até alcançarem o porto de Aria. Ao longe, você percebe a grande massa de terra que se levanta no horizonte, revelando a costa do que parecia uma imensa ilha. Estão no caminho certo.
------------------------------------
- Os negócios vão muito bem, hahaha! - afirma Gusteau, levando Pane e Koni até uma das mesas e lhes servindo a sobremesa. - Por favor, não se incomode, dessa vez é por nossa conta. Sua presença aqui já atrai mais clientes, Pan, hahaha - o gorducho diz de maneira simpática, sentando- se à frente de vocês.
Gusteau era um homem simples, apesar da fama. Chefe de cozinha largamente conhecido, até mesmo em Arsin, gerenciava uma rede de restaurantes, bares e docerias, conhecida como La Ratatouille. Rico, mas de uma humildade e carisma sem par, conhecera Pane quando pedira a ajuda da Guilda para solucionar um caso de roubo em seu restaurante, há dois anos atrás. Sempre fora grato à ScottYard desde então, por recuperarem um relógio valiosíssimo de seu cofre. Uma herança de seu falecido pai.
- Espero que gostem da sobremesa - Gusteau sorri, vendo que Ko já atacava a sua ao mesmo tempo que não tirava os olhos do livro. Duas paixões incansáveis. - Algum caso novo, Pan? Aposto que está perseguindo o rastro de um terrível ladrão de joias! Ou as pistas para encontrar um assassino que ronda nossa cidade! Ou um doutor malévolo que pretende transofmrar a todos nós em ratos gigantes! Ora, me perdoe, me empolguei um pouco, Hahaha.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Qua Jul 23, 2014 7:11 pm

Me sinto ser levemente puxada e redirecionada para uma mesa, o Chefe é muito generoso e parecia estar afim de bater um papinho conosco.

-Muito obrigada, estou em divida com o senhor!

Vejo mais algumas pessoas entrando na padaria, e fico levemente vermelha após escutar as palavras do Chefe. Me sento na mesa e logo eu e Koni somos servido.

-Waaaaw... como esperado do Chefe Gusteau, está magnifico! - Saboreando bem o sabor de cafeinado - E seu relógio, está guardando muito bem ele?
*susurro* - Ko agradeça ao Chefe também...

Quanto escuto o Chefe me perguntar sobre o trabalho, penso um pouco antes de responder. Alias a missão não é como qualquer outra.

-Aah... nada de muito novo sabe... Mais um daqueles casos em que a criança sumiu e o pais estão desesperados, minha intuição diz que devo encontrar ela em breve. Se o senhor souber de algo parecido com isso por favor me avise, já sabe onde me encontrar.

Continuo saboreando o doce, e olho com dó para o ultimo pedaço que ali resta.

avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Qui Jul 24, 2014 12:51 am

- Epoch I cursava um trajeto tranquilo, seguindo por mais alguns poucos minutos em velocidade e altura estável até que a falta de combustível nos fez despencar. Nada grave e já era o esperado por toda a tripulação. Logo que Epoch foi lambida pelo mar acionei o modo Aquático da nave e as velas se encheram. Nenhum problema no painel e Pixie continua funcionando. Suprimentos de óleo em 4/5.
Agora são - olho o relógio e abro o manual de viagens marítimas - 9:43. Nenhuma queixa dos tripulantes. Pás em perfeito estado e sincronia. Balanço da Epoch em 10/10 e o mar está calmo.

Desimpressiono o botão do rádio-gravador e observo Megan pegar um instrumento diferente que custo a tentar me lembrar do que se trata.

Teste de Conhecimento Local:

Audrey Eve: 1D20+3 => [ 8 ] +3 = 11


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Qui Jul 24, 2014 7:38 am

Audrey reconhece facilmente o objeto como sendo uma vara de pesca com molinete, um instrumento de caça marítima muito usado por sociedades costeiras para a captura de peixes. Ela nunca havia usado o instrumento, mas tira uma leve ideia de como o fazer.
A vara de pesca que Megan encontrou não era a única, havia pelo menos mais três dentro da caixa, todas retráteis, contando com uma caixa de tralhas com anzóis e iscas artificiais. Aquilo poderia ser útil em muitas situações.
Todos dentro de Epoch conseguem avistar a nova ilha se aproximando o que lhes traz certa ansiedade. Volta-e-meia, vocês vêm grupos de barcos pesqueiros ao longe, jogando redes ao mar, o que indicava que Aria deveria mesmo ter um porto, o que era animador.
As ondas fazem Epoch balançar suavemente enquanto persegue sua rota, aproveitando o vento forte para manter a velocidade constante usando menos diesel. Então, vocês sentem a pancada leve do lado do barco.
E um baque absurdo.
Epoch balança violentamente, despertando todos vocês. Algo havia atingido Epoch com muita potência do lado esquerdo, mas a velocidade da nave não diminuiu.
- Alerta de Emergência - diz Pixie, em alto tom. - Situação atual: sob ataque. Desviar curso. Alerta de Emergência.
---------------------------
Gusteau e Pane conversam animadamente, desfrutando da sobremesa enquanto Ko parece imerso em sua leitura.
- Ah, você ficou sabendo sobre o novo torneio? - pergunta Gusteau. - Isso vai ser ótimo para nossa cidade, o evento está trazendo gente de todo canto, até de Arsin! Esperamos bastante movimento para hoje amanhã, e o prêmio é um estouro!
Pane sabe que Gusteau está falando, possivelmente, do torneio que está sendo anunciado há mais de um mês: A Guerra dos Cristais, um esporte muito conhecido em Aria, que atraía pessoas de todos os cantos do mundo. O prêmio era sempre generoso, mas, dessa vez, prometia extrapolar as expectativas, ainda que mantido em segredo até o início dos jogos.
Haviam cartazes sobre o torneio por todos os cantos, inclusive dentro da doceria e todos os estabelecimentos ao longo do mercado.
É cerca de 10:00 hs, quando Pane ouve uma barulheira muito alta vindo do mercado.
"O que está acontecendo?"
"Sério? Isso não é possível, de onde eles vieram?"
"Nossa, será que estão vivos?"
E todo mundo parecia agitado por alguma notícia qualquer.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por isaac-sky em Qui Jul 24, 2014 10:25 am

Me levanto, alerta, os momentos e dias de tranquilidade estavam oficialmente terminados.

"Audrey! O que foi isso?" esbravejo para a nossa capitã.

"Droga...armas de fogo! Preparem as armas de fogo, se algo nos ataca vamos atacar de volta" vou até a borda do navio, procurando pelo que está nos atacando.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Qui Jul 24, 2014 10:46 am

Saco as duas varinhas, deixando o grimorio prendendo no cinto e chutando o que está solto para baixo do banco

-que Eli nos seja favorável


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Qui Jul 24, 2014 10:53 am

-Aaah... A Guerra dos Cristais, sim estou sabendo... Pensando bem é por isso que ultimamente as coisa tem ficado mais movimentadas do que o normal aqui em Aria.-Nesse momento me lembro que o Mestre Enzo ama esse esporte e sussuro - *Espero que você volte a tempo*

Ao saborear o meu ultimo pedaço, sentindo aquele goste de café passear pela minha boca, começo q escutar uma barulheira, gente alvoroçada, e me espanto. Me levanto na hora da cadeira sem nem pensar, e saio correndo em direção ao barulho, olho para trás e sorrindo grito para o Chefe.

-Muito obrigada pela conversa e pelo doce, prometo te retribuir.

Ao chegar no local do barulho tento entender o que está acontecendo, e me localizar na cidade.

avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Qui Jul 24, 2014 2:36 pm

- Megan, isso é uma vara com molinete. Nunca cheguei a manipular tal instrumento mas sei que ele serve para fisgar os peixões do... - havia sido interrompida.

De um minuto para o outro a calmaria foi substituída pelo sinal de emergência e o estrondo no lado esquerdo de Epoch. Me assusto, tentando pensar em como proceder diante da situação:

- Pixie, informe o que é e de onde vem o perigo! - pressiono o botão e algumas válvulas, fazendo com que o teto abrisse parcialmente para podermos contra-atacar caso fosse necessário - Pessoal, fiquem atentos! Precisamos nos manter na rota!


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Qui Jul 24, 2014 7:58 pm

O teto de Epoch se abre num instante, emitindo um silvo pneumático. Água é espirrada contra o rosto de vocês, enquanto a nave balança muito contra as ondas, e um vento agressivo bagunça seus cabelos.
Então, com espanto, vocês olham...para cima.
Uma coluna de músculos e escamas se ergue das águas, fazendo o líquido pingar, como um submarino emergindo, gerando ondas que balançam Epoch. Então, a cabeça se projeta para fora, gigantesca, de olhos reptilianos, escamas acinzentadas e duas enormes fileiras de dentes pontiagudos como espadas. As narinas se dilatam, emitindo uma baforada de ar quente contra vocês, os olhos se estreitam para observar suas presas, enquanto a enorme crista dentada em suas costas balança de um lado para o outro com o movimento de seu corpo.
A cabeça da criatura ter cerca de 6m de diâmetro, equivalendo aproximadamente a metade de Epoch...sua bocarra aberta deveria engolir a nava de uma bocada só. O corpo longilíneo como o de uma serpente dava sinais enquanto ondulava pela água, devendo ter por volta de 30m de comprimento, trazendo à mente de vocês um mito muito antigo, e terrível.

"Guwaaaaaaaaaaaarh!!"


A criatura solta um urro absurdamente poderoso, que quase os ensurdece, fazendo seus corpos tremerem, e suas pernas bambearem.
Era uma criatura aterradora, um monstro cruel e mitológico, que muitas pessoas que vivem na terra acham que é apenas uma lenda, mas que muitos marinheiros contam em suas histórias mais terríveis.
Um Rei dos Mares.
Vocês têm 1 turno pra fazer alguma coisa.
-------------------------------------------------
Pane sai da padaria, um tanto apressada. Quando olha para as ruas, muitas pessoas parecem se dirigir para o porto, conversando agitadamente, dizendo coisas que ela não faz ideia.
"Será que são competidores também?"
"Tá brincando? Eles precisariam estar vindo do fim do mundo para chegarem nesse estado!"
"Quem são eles, afinal?"
A cidade está apinhada de pessoas, o mercado fervilha. Era cerca de 9:50hs.
- O que será que está havendo com essa cidade maluca de novo? - pergunta Ko, sem tirar os olhos do livro, acompanhando a irmã.


Última edição por Stein em Qui Jul 24, 2014 8:08 pm, editado 1 vez(es)



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Aleleeh em Qui Jul 24, 2014 8:07 pm

Visualizo o monstro aterrorizada por suas dimensões. O tamanho daquele Rei dos Mares não se podia medir com precisão por parte de seu corpo ainda estar submerso e, apesar disso, podia contar alguns metros.
Não resistiríamos se o monstro se debatesse sobre Epoch nem gostaria de ser engolida por um monstro do mar e acabar ali a nossa aventura. Se ao menos tivesse como voar para longe...
"Oooh, audy, você tem!", penso, me lembrando do 1% de combustível que nos restava.
Procuro agir rápido, ligando a máquina novamente e ligando o motor em força total para que Epoch voasse para frente com força, como uma pedra lançada na água a quicar.

Disparo com Epoch para frente, tomando certa distância do Rei dos Mares que se erguia tão majestosamente, talvez incomodado com nossa presença repentina em seu reino.
"Ninguém nos avisou sobre estarmos em território de seres mitológicos!", penso, enquanto virava o corpo para observar:

- Estão todos bem?!


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Hayka Alchemist em Sex Jul 25, 2014 12:43 am

Enquanto ando pela multidão, esbarrando em alguns tentando enchergar quem são as pessoas que estão causando tanto alvoroço... Novos jogadores como alguns estão dizendo?!... Até que consigo ver algo no buraco deixado entre duas pessoas, então puxo Ko para vir ver também.

-Venha Ko... mas que diabos está acontecendo nesse Porto?

Procuro ver as pessoas que estão chegando ao porto.
avatar
Hayka Alchemist
Iniciante

Data de inscrição : 18/06/2014
Idade : 22
Localização : São Viselva

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Stein em Sex Jul 25, 2014 7:39 am

Epoch dispara para frente, quicando na água e se afastando uns bons 300 metros, até que Audrey desliga o modo de voo e conserva o combustível, religando o motor a diesel comum. O vento sopra forte, impulsionando as velas. Ao olhar para trás, ninguém vê o monstro.
Por alguns momentos, apenas o som do mar, a brisa do vento e o coração de vocês mesmos ribombando em seus ouvidos. Epoch avança, sua velocidade a desesperadores 40 km/h. Quando vocês olham ao redor, percebem um fenômeno inacreditável. Vocês estavam próximos da costa, há menos de 10 quilômetros, quando deveriam estar há uns 80 há um minuto atrás. Por algum motivo, vocês haviam transcorrido o caminho da viagem em questão de um instante.
Para entender o fenômeno, Dakato, Sanna, Desmond e Audrey podem rolar um teste Conhecimento [arcano] ou Conhecimento [História], o que for maior. Thomas poderia rolar um teste de Natureza especial, mas eu rolei e ele não passou. Se passar de 15, podem ler o spoiler.
Spoiler:
A presença de Rei dos Mares (ou Leviatã), pode distorcer o espaço. Isso é muito usado pela própria criatura para viajar de um lugar a outro do Oceano com maior velocidade, e muitas vezes é um artifício para fazer navios se perderem e nunca mais acharem o caminho de volta. Um Rei dos Mares é uma criatura maligna, cruel e inteligente, e seu maior prazer é afundar embarcações por diversão. Ele nem sempre come a tripulação, mas sempre mata, na maioria das vezes os afogando, criando ondas e os arrastando para o fundo do oceano pelo simples prazer de ver seus corpos serem destruídos pela pressão marítima.
O Rei dos Mares é uma lenda, e essa lenda é muito contada em livros de fantasias, ocultismo e cartas náuticas, como um perigo terrível que assombra os oceanos. Ele é tido por alguns como um demônio marinho, como uma criatura da mente fantasiosa de marinheiros ou mesmo como um sobrevivente da Guerra dos Cem Anos. Uma criatura que deveria pertencer à Gaia Antiga, e que havia escapado de seu aprisionamento em Dracma.

Então, no silêncio, vocês olham para trás e vêm a fileira de espinhos se projetar da água há 50 metros de onde estão, vindo em direção à Epoch. Audrey sabe que ainda tinham 1% de combustível, ou quase isso. Deveria ser o suficiente para chegar até o porto. Precisava ser o suficiente.
A cabeçorra se projeta da água, e seus olhos reptilianos os observam com um ódio inexplicável, e um som terrível pode ser ouvido por todos, como um sonar, um lamento...uma canção que os convida a brincar. O medo se instala em suas almas, quando a criatura volta a submergir e desaparece. Vocês sabem que o Rei vai atacar a qualquer segundo.
------------------------------------

Pane vai ultrapassando a multidão de pessoas, reconhecendo alguns rostos curiosos, moradores de Aria, comerciantes, e outros desconhecidos, vindos do Leste, de Arsin e de terras que ela não consegue reconhecer. Koni até fecha o livro quando vocês dois finalmente alcançam o porto, de queixo caído.
Há uma enorme maquinário atracado no porto, lembrando um que deveria ser uma embarcação de ferro. Há pessoas lá dentro, conversando com alguns pescadores que os ajudam, mas você não reconhece ninguém a essa distância.
Porém, algo chama sua atenção, e seu coração dispara.
Uma das pessoas tinha os cabelos claramente ruivos...e um deles parecia carregar uma espada consigo...uma espada oriental.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por arcanjosna em Sex Jul 25, 2014 8:53 am


Dakato: Dakato has joined the room.
Dakato: 1D20+5 => 16

------------------

- Algo deste tamanho certamente não será atingido pelas magias fracas que tenho nessas varinhas...

*guardo as varinhas em seus coldres, travando e travando também meu grimório e o que estava escrevendo para megan*

*inicio a conjuração de vôo sobre mim*

- Esta criatura não é passível de ser derrotada por nós nem hoje nem em uma vida próxima qualquer- Guardo um objeto no porta luvas - Audrey, se eu morrer, quero que abra isso, ainda não está terminado, pra falar a verdade, nem comecei.

próximo turno:

Vou voar para distrair o monstro enquanto Epoch foge, mas apenas se for necessário. atacando com relampagos. Caso consigamos fugir com Epoch, conjuro mão espectral por salvaguarda.


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Pena & Espada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 38 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 21 ... 38  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum