O Chamado de Gaia

Página 29 de 30 Anterior  1 ... 16 ... 28, 29, 30  Seguinte

Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por arcanjosna em Ter Jul 15, 2014 6:40 pm

*retomo a forma racial*

*entro na van*

- E esses dois, quem são? Scar, Quebrei as pernas desta mulher, como forma de evitar que fugisse ou me atacasse. gostaria que você pudesse cura-la.

Odiava tudo aquilo. Se sentia um vilão... nada ali soava como vitória...


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 28
Localização : Jaboatão-PE... e eu achava paulista atrasado, ó kkk
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Ter Jul 15, 2014 7:17 pm

Londres e o apartamento 135 - Raktins, garous e Espirais:

Quem vai no banco da frente é Alen, mexendo em seu smartphone sem dar a mínima para vocês.

Darún fica quieto por alguns minutos, talvez absorvendo as coisas que haviam acontecido ali.
Chermont decide falar:

- Eu sou um Raktin e me chamo Chermont. Não tivemos tempo para apresentações anteriormente, me desculpem. Sou a dupla de Diana atualmente e sou um espião para a Matilha dela. Por ser um espião, sei muito bem quem é Darún e sei que foram dadas diversas missões e diversos objetivos dentro do Caern do Portão de Cristal. Infelizmente, estávamos todos muito atrasados. Aquele apartamento certamente pertenceu ao garou que se suicidou há dez anos atrás. O pobre coitado foi o primeiro a morrer na onda de suicídios e isso foi uma desonra para a Tribo dos Presas de Prata na época, ainda mais pelo histórico deles de sempre serem fortes e decididos. Desde então a Wyrm tem ceifado nossos companheiros e esses últimos anos passaram muito lentos... - ele olha para Diana - e muito tristes. Ficamos em estado de choque, todos estavam morrendo e cada vez mais inimigos foram vistos ou surgindo como insetos. Eu e Diana estávamos investigando os movimentos da Pentex que parece muito cautelosa e silenciosa. Desativaram muitas bases de produção e pesquisa, o que nos deixou com suspeitas. Os Fiannas escolheram caçar a besta do Lago Ness ao invés de nos prestar auxílio quando vimos um novo Caern Profano se materializar na cidade. A verdade é que as Tribos fecharam os olhos por muito tempo para os malditos Caerns Urbanos da Wyrm e aquilo era um ritual macabro para criar um novo Caern. Um solo que prestou à morte e para o desespero com certeza atraiu totens malignos e toda sorte de coisas ruins.
Achávamos que era a Pentex que estava tentando reproduzir malditos ou atravessar a Película para adentrar a Umbra mas nos surpreendemos com o que encontramos. Sinais de Dançarinos da Espiral Negra em muitos incidentes.

Ele para e ajeita o curativo no lugar onde deveria ter um dedo, pensativo.
Diana não tira a mão de cima do ventre e agora com um pouco menos de lágrimas nos olhos, ela decide falar:

- N-notamos tarde demais, Chermont... eles não se moviam há pelo menos 35 anos... e agora que a estrela do Apocalipse se manifestou e toda essa decadência veio nos assolar eles reapareceram! Não devemos tirar os olhos da Pentex mas devemos colocar olhos também nos Dançarinos da Espiral Negra. Os olhos insanos daquele monstro de asas - ela morde os lábios de raiva - com certeza eram os olhos de um servo da tribo renegada! Vocês parecem novatos nesse mundo e deve ser muito assustador... estamos um pouco anestesiados com a situação, desculpa se soamos rudes ao dizer assim mas vocês precisam amadurecer e rápido. A guerra nos força a crescer e estamos todos os dias vivenciando ela com raros momentos de paz e folga.
O que devemos fazer é reportar para os superiores e como sou velha de guerra vou ajudar vocês a não receberem nenhum olhar de reprovação.


A van serpenteia por Londres até chegar no aeroporto. Alen desce do carro e agradece a carona, saindo com as mãos nos bolsos. Antes da van voltar a andar, ele para de andar e volta:

- Eu... ainda não entendo isso tudo. Acho injusto tomarem minha vida assim... mas, um dia, quem sabe, eu voltarei. Agora já sei o caminho para o Caern e... enfim, não pensem que gosto de vocês. Adeus.

Darún acena positivamente e dá a partida na van.

A viagem demora duas horas e trinta minutos até adentrarem novamente o Caern do Portão de Cristal e estacionarem em uma pequena clareira.
Dessa vez não há todos aquelas motos e carros, tendo ainda um cavalo e uma outra van.

Quando entram novamente no Caern, o local está silencioso. Um garou sai esbravejando e quebrando o silêncio que pairava do local:

- Mas que [censurado]! Como podem confiar NELES?! Vou ter que arrancar a cabeça de quem para me ouvirem nessa droga?!

Abhaá sai da tenda à passos lerdos, fazendo um sinal para vocês e ignorando a selvageria do garou que gritava no meio do Caern.



"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Yoru em Ter Jul 15, 2014 7:51 pm

– Desastroso, quase fatal – comentara o raposo ao tapear as vestes empoeiradas pelo ruir do edifício. – Odeio receber as coisas de graça – dizia; porém, o pensamento o advertia com um "não foi de graça, Vincent", quando sentiu a tristeza no cenho baixo de Diana. –, ainda mais quando são um presente inimigo. Vamos ver para que isso servirá – findou desligando a lanterna inútil sob a luz do dia.
Lacrou a peça no bolso lateral da mala que retirava dos ombros, dobrando um joelho para pisar e subir no veículo, tomou um lugar com a bagagem leve ao colo.
"Normalmente acontecem baixas aos numerosos times, não?", estranhou. A situação contrariava a regra: "E apesar de tudo, estamos voltando com mais gente. Sim, e estão todos vivos!".
Incrível! Fora o reconhecimento, haviam algumas pistas, e tantas testemunhas, até possíveis novos agentes de informação, futuros contatos.
O ar pesava ali dentro, reprimiu as ideias frias, calculistas e egoístas.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por isaias_tsuiwa em Ter Jul 15, 2014 10:47 pm

*Me acalmo por uns instantes, como se a história do homem rato e de sua amiga tivessem colocado um pouco de confiança no grupo ao qual eu estava filiada*

*Ao chegar no local, observo tudo silenciosamente, e ao ver a ação do garou desconhecido penso comigo mesmo *

'-E me chamam de estressada, hehe...'

*Observo tudo com muito atenção, trazendo comigo o pote que Vicent, o raposa havia me dado *

avatar
isaias_tsuiwa
Iniciante

Data de inscrição : 26/10/2011
Idade : 26
Localização : São ViSELVA - SP
Emprego/lazer : Aspirante a Produtor Multimidia

O que sou
Raça: Orc
Classe: Samurai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Stein em Qua Jul 16, 2014 6:48 am

- Espere chegarmos ao acampamento - havia respondido a Hawk. - Há uma influência maligna neste lugar que bloqueia meus poderes. Eu cuidarei dos dois, mas...tente não machucá-los muito na próxima. Humanos são frágeis de corpo e mente, e eles podem guardar ressentimentos com uma facilidade incrível - digo isso na lingua materna, para que a garota e o homenm não entendam.
Ao chegarmos no Caern, me deparo com a cena que se segue, e fico contente em ver nossa velha anciã. Noto o lobo inflamado de ira e me adianto.
- Acabamos de voltar de uma missão terrível. Temos feridos e informações muito importantes para serem colhidas de duas testemunhas. Esses dois são Diana e Chermont, dois aliados que nos ajudaram na missão. Vimos coisas que devem ser discutidas em reservado, então, ao menos uma vez, pelo amor de Gaia, vamos parar com brigas inúteis e perda de tempo, e usar mais as cabeças que as presas. Aja. Como lobos adultos ao invés de cães de briga - e as palavras soam para todos.
Eu havia feito de novo. O espírito do philodox era o espírito do juíz, e muitas vezes eu me mostrava com uma dureza inconscientemente, como um amigo que ama seus iguais e por amar não abranda as palavras.
- Sinto fome. Acho que todos nós sentimos. Seria muito bem vinda uma tenda quente e carne.





A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por isaac-sky em Qua Jul 16, 2014 8:42 am

Ajeito o chapéu para frente como de costume e saio da van.

Permaneço em silêncio enquanto escuto as explicações da missão e guardo o acendedor no bolso direito.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Qua Jul 16, 2014 2:42 pm

De volta ao Caern do Portão de Cristal - Os Uivadores Brancos:

O garou uiva, esbravejando e deixando a saliva pingar e ele avança na direção de Scar de modo desajeitado. Abhaá o toca no joelho com a ponta da bengala e ele cai no chão. Os olhos de pupilas esbranquiçadas e globo ocular negros da anciã parecem maiores nesse momento:

- Lobo inconsequente... por isso morrerás tão breve assumir a frente do exército. Não tenho tido bons sonhos há dez anos e em nenhum você sobrevive. Espero que Gaia tenha mais compaixão do que essa pobre anciã que vos fala.

A postura da anciã parece firme naquele dia, como uma verdadeira líder de tribo. Ela sabia ser calma e também ser dura quando precisava. Então ela os saúda:

- O lobo que retorna para casa já é vitorioso. Os olhos que vêem a morte e não sucumbem são privilegiados. Se estão aqui hoje é porque Gaia confiou grandes coisas aos seus nomes... e isso serve para os outros filhos de Gaia também, certo, kitsune? Vamos para a minha tenda, sim?

Ela começa a caminhar e o garou que esbravejava se mantém envergonhado, se levantando com certa dificuldade. Com certeza ele não esperava tamanha força e leveza nos movimentos de uma senhora tão velha.

Ao adentrarem a tenda, agora sem tantas pessoas, vocês visualizam diversas almofadas para se sentarem. No centro, um recipiente enorme feito de pedra e no fundo, a almofada enorme de Abhaá. Ela se ajeita, colocando a bengala comprida ao seu lado e fazendo um sinal com as mãos para que se acomodem:

- Hoje mais cedo tivemos algumas confusões por aqui. Queiram desculpar aquele garou... a guerra faz alguns terem ideias muito equivocadas. E agora que o despertar de nosso povo aconteceu, muitas coisas ressurgirão das cinzas que nós mesmo tentamos lançar para debaixo do tapete. Podem tomar a palavra.

O ambiente os deixa confortáveis e todos conseguem sentir confiança nas palavras da anciã. A voz dela parece ser preenchida pela própria Gaia. Seriam dias de grande benção para a Anciã e de grande renome para todos os que a seguiam.
Mas a história era trágica e toda a moeda tem dois lados. Olhando para a velha vocês sentiam que a dor é que a engrandeceu.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Yoru em Qua Jul 16, 2014 3:06 pm

Preservou o silêncio posto pela senhora, ainda desconfiava dos tipos videntes. Aquela reação serviu para reafirmar a soberania dela. Respondeu ao convite, seguindo o grupo. Obedeceu ao sinal, sentou.
– Podemos saber o que houve aqui mais tarde, por qualquer outro, os burburinhos vão acontecer – dispensou qualquer prolongamento que envolvesse as brigas políticas que mais tarde ouviriam. – Contudo, existem questões mais prementes para elucidarmos... – Sentia que falava indevidamente. – Senhora – E exemplificou: – Como esse item que o inimigo fez questão que levássemos, ao contrário do que prevíamos. Há uma explicação para tais fatos, ou estou errado?
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Stein em Qua Jul 16, 2014 3:34 pm

Caminho em direção à tenda junto dos outros, ignorando o garou no chão. A anciã estava correta em sua atitude. Não se afaga a cabeça de uma criança teimosa, mas se deve repreendê-la com dureza.
Quando o kitsune começa a discursar, já dentro da tenda, me mantenho atento, guardando as palavras para quando fosse necessário, deixando que ele explicasse de primeiro momento.
Com tudo que já havia acontecido até então, desde a chega ao Caern até o conflito na cidade, eu havia aprendido algo realmente importante. Em certas situações, era mais importante ouvir que falar. Agora era minha hora de ouvir. Eu tinha muito o que aprender sobre aquele mundo, e ainda sequer entendia por completo o que havia acontecido. Como Diana afirmara anteriormente, precisamos crescer, e rápido.
Observo ao redor, para ver o que se passa com os dois humanos que trouxemos.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Qua Jul 16, 2014 4:58 pm

De volta ao Caern do Portão de Cristal - Os Uivadores Brancos:

Um adendo: Todos estão apenas Escoriados agora, sem penalidade. Todas as penalidades do ambiente anterior foram retiradas por Solo Sagrado.

Ela utiliza o longo cabo da bengala para pegar o tão frágil pote cheio de olhos e observa:

- Olhos maculados... era para o rito de passagem dos irmãos Scar e Ralf, Vincent. E as notícias sempre chegam, de fato. Pássaros bebem da mesma água que rega o mundo e voam para nos trazer o cheiro do rio em que se banharam. Se o cheiro não nos agrada, evitamos. Mas quando temos medo de sentir o cheiro... não acha que é pior? Não posso adivinhar tudo ao meu bel prazer. O dom não é algo que se possa usar em benefício próprio. Na maioria das vezes só nos traz cicatrizes longas usá-los... se eu senti o que pensou é porque Gaia me permitiu.

Ela abaixa o pote até o recipiente de pedra enorme que estava ao centro da sala, mexendo suavemente o instrumento que a ajudava:

- Você pode me contar com detalhes o que houve... ou liberar a sua visão, irmão. A escolha é sua...

Vincent:
Role Gnose. Se passar de 7, você terá que contar com detalhes o que houve, se sentindo ainda desconfiado da vidência da anciã. Se não, terá que abrir sua mente e sua visão para Abhaá.

Scar observa que a mulher está dormindo, encostada em uma das almofadas. Claramente perturbada antes, agora parecia muito serena. As pernas dela não cheiravam a nada. O homem está desmaiado e com a cabeça baixa: o corpo e mente dele estava cobrando todo o descanso que lhe fora negado anteriormente.

Diana está sentada ao seu lado com a mão no ventre, o acariciando. O olhar mostrava certa desolação.
Chermont estava sentado na mesma almofada que ela, ajoelhado sobre os joelhos finos e mexendo na bandagem na mão.
Darún estava sentado com pernas de índio e com os olhos fechados e respirando fundo.
Ralf estava próximo de você e Darún, ainda se sentindo inseguro sobre tudo o que representava ser um garou
Kelsey está sentada próxima de Vincent e Nailah está sentada com os punhos e a expressão fechada.
Hawk está com a barriga encostada na almofada.

Tudo formava um círculo em volta do recipiente onde estava agora o pote com os olhos maculados. Atrás de vocês, grossos panos os separavam do restante do mundo. Ali a atmosfera era diferente...


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Yoru em Qua Jul 16, 2014 5:16 pm

Sistema:
Vincent: 3D10 => [ 1 +2 +5 ] = 8

"Liberar a minha visão, o que ela quer dizer?", refletia na segurança de seus pensamentos. O único lugar onde sentia o silêncio, a serenidade... e a solidão.
Até que não sentiu mais aquela exclusividade, "alguém está aqui", concluiu olhando ao redor. Como se sua mente fosse um campo, que estivesse sendo invadido.
Visitado.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por isaias_tsuiwa em Qui Jul 17, 2014 1:24 am

*Observo tudo de forma quieta e cautelosa, buscando aprender um pouco com tudo isso*

*Observo todo o local, e assim que Vicent falar com a Anciã, pergunto a mesma*

"Senhora, desculpe minha falta de sabedoria... Mas o que faremos com esses dois humanos que vieram conosco? Não sei, mas não consigo confiar inteiramente neles"

*Meu dedo mindinho da mão direita toca o polegar, meu anelar em seguida toca o polegar, meu dedo médio também toca o polegar e o indicador também*

*Faço esse movimento lentamente, demonstrando um pouco de desconfiança e uma dose de insegurança quanto a toda a situação que nos envolvia*
avatar
isaias_tsuiwa
Iniciante

Data de inscrição : 26/10/2011
Idade : 26
Localização : São ViSELVA - SP
Emprego/lazer : Aspirante a Produtor Multimidia

O que sou
Raça: Orc
Classe: Samurai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Stein em Qui Jul 17, 2014 7:38 am

Me aproximo dos dois humanos, observando-os. Vejo que o homem dorme tranquilamente, enquanto a garota já não parece mais tão assustada. Pelo cheiro, noto que ela já não está mais ferida, e concluo que a área sagrada havia curado suas feridas, assim como as do homem.
"Isso é uma prova de que a Mãe ama a todos nós, não apenas aos lobos, mas também aos homens e todas as outras criaturas", penso comigo mesmo, farejando o rosto da garota e tocando a bochecha com o focinho, brincando.

- Olá - digo serenamente, arranhando a língua humana. - Eu ser Scar, pedir você não ter medo. Amigos garou estressados e confusos - aponto o grupo com um gesto do focinho -, mas ser amigos bons. Eles com medo, igual você, perdoar brutalidade.

Observo a humana com mais atenção [pode me descrever com mais detalhes, mestra?], sentando-me sobre as patas traseiras à sua frente. Logo, lembro-me da menina humana do vilarejo, e a lembrança agora me parece tão distante como se pertencesse a outra vida. "A batalha muda um garou", Darún havia me ensinado, e agora essas palavras se mostravam mais verdadeiras que nunca. Perdera o medo dos humanos depois do ataque. Eles eram frágeis, mas muito inteligentes e espertos em suas artes, o que os tornava fascinantes. Eles precisavam ser protegidos. Não como ovelhas, como ocorrera no passado, mas como irmãos de criação.

- Eu ser Scar - repito -, Scar não falar bem sua língua. Qual ser seu nome?



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por arcanjosna em Sex Jul 18, 2014 6:14 am

*observo a ação de scar. tento não manter muito contato visual*


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 28
Localização : Jaboatão-PE... e eu achava paulista atrasado, ó kkk
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Sex Jul 18, 2014 11:38 pm

De volta ao Caern do Portão de Cristal - Os Uivadores Brancos:

Vincent vê primeiro, tudo escuro. Depois ele se vê na mesma sala em que estava, porém, sozinho. Em frente ao seu corpo, uma fogueira de chamas muito avermelhadas brilha. De dentro dela sai uma raposa e você tem certeza que conhece ela quando a voz sai de todos os lugares da sua mente:

- Irmão...

De repente, todo o fio de sua vida começa a passar ali, como se sua linha do tempo dançasse em torno da fogueira enquanto a raposa olha profundamente em seus olhos.
Os acontecimentos da primeira missão da matilha passam lentamente e você sente todas aquelas emoções de novo até que vocês chegam no Caern, passado encontrando o presente, e a fogueira se apaga.
A raposa não abre a boca mas a voz dela se propaga por todos os cantos formando ecos:

- Obrigada, Vincent. Faça bom uso do resto de sua linha... ao meu lado.


A voz cessa e você se sente voltando para a almofada. Aparentemente, ninguém havia percebido o que tinha acontecido a não ser você e, claro, a anciã.

Ela se vira para Kelsey, mexendo a espécie de bengala-cajado:

- Levaremos eles para o habitat natural deles depois que eles estiverem bem. A sanidade que eles possuíam era ínfima, já que estavam tomados por forças ocultas que espreitam na sombra da grande árvore que é esse mundo. É difícil um humano comum superar um trauma espiritual e mental tão forte quanto o que a Wyrm tem deixado nas pessoas. Todos esses anos que eu estive aqui, liderando a tribo dos Filhos de Gaia, tivemos alguns casos de humanos que foram salvos antes que suas mentes tivessem sido completamente destruídas pela loucura de nossa inimiga. Mas a irmã Ciaran deve entender que eles não possuem escolhas... mal sabem o que são, quanto mais o sentido de confiança. Vamos ajudá-los porque acreditamos que todo o ser criado por Gaia merece respeito e dignidade, não por confiança. As vezes precisamos olhar através do que conhecemos, irmã Uktena. A verdade é maior do que nossas cortinas podem tampar...

Scar consegue ver agora as características da mulher. Ela vestia roupas velhas e muito surradas. Parecia ter, no máximo, 25 anos humanos e tinha cabelos castanhos escuros, cacheados e muito bagunçados. Os lábios eram de tamanho médio e o nariz era proporcional ao rosto. Não podia ver a cor dos seus olhos mas podia ver os longos bolsões embaixo deles, arroxeados denotando falta de descanso. As pernas dela pareciam firmes agora e ela possuía o que parecia ser uma marca no ombro mas os panos o cobriam de modo parcial.
O homem tinha cabelos loiros e uma boca muito fina e grande. Ele parecia dormir profundamente, as órbitas mexiam rapidamente debaixo das pálpebras fechadas. O nariz era grande mas não era tão desproporcional. Ele tinha um cheiro estranho, um cheiro quase completamente da cidade grande e isso não te agradava muito.
A mulher parece despertar com o toque de Scar sobre sua pele, passando os olhos por Hawk primeiro e depois para o lupino que lhe despertara:

- S-scar... sou a filha da lua, lundu lundu, banzo, ibalaew... - ela parece se confundir com algum outro idioma desconhecido para Scar - Katy. Sou Katy...

Como você havia escutado, eles não pareciam ter muita sanidade mais e isso entristecia seu coração bondoso.

Hawk consegue perceber que a língua que ela fala não pertence à Inglaterra, apenas em algumas partes se torna igual. Isso aparenta ser muito estranho, ainda mais por serem línguas muito diferentes.

Abhaá retoma a palavra:

- Agora que sei do que se trata... o ser que entregou os olhos maculados é um ser Umbral. Posso ver nos olhos insanos dele que pertencia aos antigos Uivadores Brancos, mais conhecidos hoje como os Dançarinos da Espiral Negra.

Do recipiente de pedra no centro, desenhos se formam da bengala-cajado que a anciã move com destreza enquanto ela conta sobre a tribo caída:

- Os Uivadores Brancos eram grandes guerreiros. Serviam Gaia com fervor e luta. Um dia, encontraram o temido Labirinto Espiral, um local horrendo que fica escondido por uma caverna.
Quando descobriram que a Wyrm se manifestava no final do labirinto, foram ávidos batalhar pela Mãe Gaia. Demoraram muito tempo lá embaixo. Os que ficaram do lado de fora, esperavam ansiosos para a volta vitoriosa da tribo celta. Mas os que retornaram não tinham nada de sanidade em suas mentes e possuíam ideais completamente distorcidas.
Passaram a se chamar de Dançarinos da Espiral Negra e fundaram a Litânia Negra, uma cópia destorcida e profana de nossas leis e fundamentos básicos.
Muitos não os aceitaram de volta aos Uivadores Brancos e muitos brigaram. Infelizmente, as doidivanas ideias dos Dançarinos foi conquistando pouco a pouco a tribo inteira, até que todos padeceram ao labirinto. Isso tudo aconteceu antes que o Império Romano tivesse sua queda, após uma briga na Seita do Lago-Profundo.
Quando se transformam são horríveis e possuem um brilho ora preto, ora verde mas sempre doentio. As vezes são de um branco pálido e que nos causa medo, tendo narizes parecidos com os morcegos.
Até mesmo os que aparentam uma enorme beleza possuem aqueles olhos malucos... até mesmo seus parentes tendem à loucura, sucumbindo uma hora ou outra para a Dança desenfreada pela Wyrm. Seus parentes sofrem muito, frequentemente sendo abusados ou apanhando...
Além disso, não sabemos muitas coisas sobre esses nossos irmãos que nos abandonaram.


Os desenhos formam espirais e espinhos por toda a parte até sumirem como fumaça de um cachimbo. Ela olha para cada um de vocês com os movimentos lentos que seu pescoço executava:

- O que quero dizer é que eles se mostraram novamente inimigos em potencial. Por muitos anos tentamos evitar conflitos com eles mas há 40 anos descobrimos movimentos deles nas sombras do mundo. Ainda há mais tempo, durante a Segunda Guerra Mundial dos Humanos e na Guerra Fria dos Humanos, eles estiveram presentes em acontecimentos atrozes. Não vemos movimentação deles há 35 anos e, em especial, na última década não houveram relatos deles. Considero isso... um sinal de que eles voltaram. Não caiam na dança da Wyrm, irmãos, filhos de Gaia. Não caiam! - ela tosse, perdendo o ar - E, - ela recobra o fôlego - aquilo era um Caern Profanado não só por malditos da Wyrm mas à mando dos Dançarinos e de muitas outras forças. Os seres nojentos que os derrubaram são de várias castas e espécies diferentes. Isso só pode significar o começo de uma nova era de dor para nós e devemos resistir como povo de Gaia.

Essas últimas palavras fazem a pequena anciã parecer muito forte e confiável, de uma força espiritual enorme.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por isaac-sky em Sab Jul 19, 2014 12:42 am

"Ok, deixa eu ver se entendi: temos uma...tribo nova na jogada, e a nossa guerra parece ter ficado muito mais complexa. Mas e agora? O que fazemos? Me sinto um tanto...impaciente" digo tentando não parecer nervoso.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Yoru em Sab Jul 19, 2014 12:45 pm

Num sonho ela me apanhou, segregou o raposo, espantado.
Como Tecelão dos Sonhos, Vincent ainda treinava para dominar o mundo dos sonhos. Tomar a mente do oponente e vasculhar ou até manipular seus pensamentos parecia a arte mais incrível que um kitsune poderia aprender, tanto que, quando Kensei descobriu, por meio de rituais, que o jovem possuía clareza no plano onírico, ainda mais tendo o alinhamento da névoa, ficou extremamente orgulhoso; pois agora poderei ensinar completamente o que sei, explicou o mentor, um exímio "ilusionista da névoa".

Retomando a "sua linha do tempo".
Acordou entre a matilha. Observou o posicionamento de todos, o lugar dos objetos, incluindo o consumido pelo fogo da lenha posta que lembrava. Foi apenas uma piscadela, concluiu.
Compreendeu o destino dos humanos resgatados.
Desconfiou se alguém mais além dele havia sentido o alívio de Abhaá, ao contar a história sobre os Espirais, por receber todos "são e salvos".
E também que: uma tribo garou, corrompida pela Wyrm, e com anseio pelo caos, adicionariam as forças inimigas agora. E que desconheciam seus números, poderes e ferramentas, uma vez que ocultaram-se por tanto tempo.
Quis ouvir o que seus colegas pensavam.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por arcanjosna em Sab Jul 19, 2014 5:42 pm

- vocês encontraram um espiral? - digo me levantando falência na língua garou

- me perdoem irmãos, não deveria ter permanecido tanto temi junto dos humanos que resgatamos - falou de cabeça baixa em reverência pedindo perdão por não r sido um ahuron quando precisaram de um...


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 28
Localização : Jaboatão-PE... e eu achava paulista atrasado, ó kkk
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Stein em Sab Jul 19, 2014 11:46 pm

- Olá, Katy, filha da lua - a saúdo, encostando o focinho em sua testa, em cumprimento. - Você não estar sozinha aqui. Não precisar ter medo. Scar ser forte. Matilha ser forte. Vamos encontrar o que te fez mal. Scar te proteger.
Tento identificar a língua que ela fala (se puder folar um grste de int é só falar), com dificuldade. Eu sabia que não deveria sentir pena daquela humana. Isso seria desrrespeitador. Ela havia lutado de alguma forma, à sua maneira, e isso era uma consequência de sua derrota. Ainda assim, era uma guerreira também, como os filhos da Mãe.

- Filha da Lua, de onde você vir? Quem capturar você. - me aproximo, antecipando. - Não ter medo. Eu aqui. Poder falar sem ter medo - a encorajo.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Seg Jul 21, 2014 3:54 pm

De volta ao Caern do Portão de Cristal - Os Uivadores Brancos:


Abhaá faz um sinal para que Hawk parasse o movimento de desculpas:

- Você fez o que seu coração achou que fosse o certo. Mas isso serve de lição para vocês todos: Uma matilha deve trabalhar junta mesmo que distante. Tudo no mundo tem sentimentos, tem espírito. A matilha funciona como um corpo enorme cheio de espíritos diversos que trabalham em prol de algo em comum - ela ergue os braços - e tenho certeza que encontrarão o ritmo certo de sua matilha.

Darún abre os olhos, como se tivesse saído de um sonho ruim, olhando para a humana com quem Scar dialogava.
Pode rolar Inteligência + Linguística

Ela responde, demonstrando um pouco de sanidade:

- Venho de Bristol... me mudei para Londres há... 4 anos... me mudei para aquele apartamento com uma promessa de uma nova vida no centro da Inglaterra. Me... me disseram que era um bairro tranquilo... eu sabia, sabia que um homem havia se matado naquele lugar... eu sabia. Mas comecei a ouvir ruídos de noite - ela parece tremer o corpo quando se lembra - e achei que fosse o espírito do homem me perturbando. Eu... eu chamei um exorcista, sabe? Ele entrou no apartamento e olhou cada lugar. Disse que havia mais de uma força... dentro da minha casa... e não quis mais voltar lá. O pior é que ele disse que... se eu saísse do apartamento... só iria piorar.... e eu... eu... - ela começa a chorar - banzo... banzo... banzo...

Ralf se pronuncia, sentindo que a mulher falava como as tribos que passavam algumas vezes na tevê. Mas o que mais lhe preocupava era o que fazer daqui em diante... e ainda havia o ritual de passagem, que lhe causava frio na barriga.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Stein em Seg Jul 21, 2014 4:19 pm

Teste: 5,5,1,7,2 ( 5,5,2)

- Scar saber como espíritos poder ser assustadores - consolo-a, me lembrando das primeiras vezes que, ainda jovem, havia visto os primeiros espíritos da floresta. Não via como aqueles espíritos bondosos eram capazes de fazer mal a alguém, mas certamente haviam espíritos diferentes, maliciosos e cruéis, do lado inimigo. - Filha da Lua poder confiar Scar. Scar ser garou ligado a mundo dos espíritos. Scar proteger matilha - me aproximo, gentilmente enxugando as lágrimas da garota com o focinho, transmitindo carinho e confiança àquela criatura de Gaia tão frágil. - Katy também parte disso agora. Scar precisar sua ajuda. Quem ser exorcista que te ajudar?



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Seg Jul 21, 2014 4:26 pm

De volta ao Caern do Portão de Cristal - Os Uivadores Brancos:

Scar aperta a memória e se lembra de um lobo há muito tempo que havia fugido de um zoológico e que havia se instalado entre os lobos com quem conviveu. Seu nome era Zumbi e ele falava com o chefe da matilha de lupinos que você viveu por algum tempo antes de encontrar a garota humana.
Você sentia que a língua que Katy falava era muito parecida, senão a mesma que Zumbi dominava: dialeto africano.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por isaac-sky em Seg Jul 21, 2014 5:06 pm

A conversa rolava paralela aos meus pensamentos.

"A primeira missão foi um filme de terror por si só. O ritual então..." penso.

Aceno positivamente com o chapéu quando Scar diz a Katy que ela pode confiar nele. Scar nunca havia vindo ao mundo dos humanos antes, mas pelo visto ele se parecia muito com alguns super-herois.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Stein em Seg Jul 21, 2014 9:40 pm

Reconheço a língua que a garota usa, e isso me traz certo espanto.
- Onde aprender a falar africano, Filha da Lua? - pergunto, inocentemente, ainda aguardando saber quem é o exorcista que a ajudou.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Aleleeh em Ter Jul 22, 2014 7:36 pm

De volta ao Caern do Portão de Cristal - Os Uivadores Brancos:

Katy olha para Scar colocando as mãos em seus ombros:

- Henri... o exorcista se chamava... Henri Blaney. E-ele não quis ver o apartamento... fiquei mais alguns dias... e quando eu decidi sair, aconteceu um assassinato no apartamento da frente... cada vez mais pessoas morriam e não conseguia mais vender o apartamento. O bairro desvalorizou... e virou um lugar cheio de mitos urbanos. Mas eu... eu... eu continuei sendo a-atormentada por eles, Scar... f-foi quando eu conheci um homem... Banjoko... ele e-era um homem muito bonito e bom comigo... cuidou de filha-da-Lua - ela se confundia de novo - e me chamava de Akanke... a encontrada para se amar. E-então, ele me ensinou um pouco de a-africano... quando ele estava lá, os espíritos não perturbavam. Mas quando ele ia embora... os espíritos ficavam mais e mais furiosos. Quando ele veio morar junto comigo, os espíritos não se manifestaram por uma semana... foi a semana mais f-feliz dos últimos anos. Então... quando acordei, um dia... ele estava morto... e vários corpos e-empilhados... na minha sala... e então eu vi... eu vi os espíritos saírem da cozinha... pareciam homens... alguns pareciam animais... e outros. Eu não conseguia sair de lá. Parei de trabalhar... e o socorro não chegava... até que começou o inferno... a rua inteira... inteira... parecia uma casa de demônios! Eu mexi nas coisas de Banjoko e descobri que ele era um... ga-ro-uh... e descobri que os seres... vieram da mesma terra que ele... África...

Abhaá escuta com calma e Darún medita sobre o que Katy havia revelado.
Como um Caern Maldito pôde se levantar durante quatro anos sem ninguém saber? Como Banjoko, sendo um garou, não comunicou a comunidade inteira? Parecia uma piada de mal gosto para todos vocês que ouviam as palavras reveladoras da humana.

Darún toma a palavra, como o líder que era:

- Então já sabemos para onde devemos ir. Eles estavam indo para a África e esse não é um território muito explorado por nós, garous. Muitas raças-metamórficas vivem por lá e é um dos territórios mais ocultistas e misteriosos. Dizem que a Umbra se mistura com a geografia local e os humanos que vivem perto delas possuem uma ligação espiritual enorme assim como os lupinos. O que acha, anciã?

A pequena anciã estica os braços em direção ao céu e todos sentem o ar ficar muito leve:

- Vocês traçarão o seu próprio destino... Gaia aponta para tantos locais, irmãos! Está na hora de enfrentarmos o continente africano com força e sabedoria. Por muitos anos evitamos muitas coisas... mas a estrela do apocalipse no céu brilha mais a cada dia. Não há ressalvas mais. Mas antes de partirem... Ralf... se aproxime!

Os já iniciados em suas tribos sabem que aquilo seria o ritual de passagem para Ralf e ele finalmente entraria oficialmente para o mundo dos garous. Isso queria dizer mais responsabilidades, o decoro da Litânia e que ele se adequaria à tribo escolhida.



"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Chamado de Gaia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 29 de 30 Anterior  1 ... 16 ... 28, 29, 30  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum