[Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Sex Jul 15, 2016 7:05 pm

"Já entrei em contato... Mas inspetor? Jovem assim?" Ele pergunta, desconfiado. "E se é inspetor, não é mais fácil você chamar?" Ele lhe avalia de cima a baixo.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Aleleeh em Sex Jul 15, 2016 8:18 pm

SLgram:

Alysx3 [277]: Hoje começo, oficialmente.
>>
AlexysM33 [342]: Boa sorte. Vai dar tudo certo, tenho certeza.
<<
Alysx3 [277]: Parece que serei apresentada a uma nova equipe...
<
Aliás, você conseguiu entregar o programa que fiz para o Bob?
<
Me disseram que ele viajará em uma semana, talvez encontre nossos pais na base 4, :)
<<
AlexysM33 [342]: Sim, entreguei. O Bob estava aqui até agora pouco, mando um bj
>
E disse que gostou do seu avatar em Lunara, quando o Exquit estava se pronunciando na Squad L.
>
Sim, ele passará por lá, mas não sei se nossa mãe estará ali... bem, me disseram que ela andou tendo problemas para ficar limpa...
>>
Alysx3 [264]:: Bom, cheguei perto da área. Salva aí se quiser entrar em contato depois.
<
Preciso ir, Alex. <3
<<
AlexysM33 [342]: Ok, <3
>
Tenha um bom dia. Nos falamos daqui uma semana e meia, estarei ocupada.
>
Talvez consiga falar com você amanhã também, te mando um voipM.
>>
Alysx3 [264]: Ok, tenha um bom dia.
<
Ficarei ligada no voipM, de qualquer forma.
<
Assim que tiver informações da minha base, te informo :*
<<
>>

_______________________

"Fhiiiis". A porta se abre, quase silenciosa. Adentro, já conhecendo boa parte dos protocolos de funcionamento daqueles que trabalham diretamente para Sybil, seja MWPSB e CID. Vejo um drone de monitoramento passar por mim, os barulhos de seus circuitos quase inaudíveis.

Nos livros, diziam que os aparatos tecnológicos do século passado, por vezes, realizavam muitos sons e barulhos. Hoje, podemos dizer que temos uma tecnologia silenciosa e limpa.

Me dirijo até a mesa de atendimento, mostrando meu Pass. Observo a atendente e os drones e droids a volta, antes de começar a falar:

- Bom dia. Hoje é o dia do meu alistamento. Já encaminhei todos os dados que pediram e já estive em ativa por um ano. - olho para os lados, um pouco pensativa sobre o que estava dizendo - Também já iniciei os protocolos da licença para a Dominator, como indicado no Manual.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] /[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Sex Jul 15, 2016 9:54 pm

Após a recepção pouco amigável dada, assim como aos outros executores recém chegados, um subordinado que aparentava lhes olhar com nojo ia guiando vocês até o superior da unidade. O homem, ao contrário dos demais, lhes observa com olhar gentil.

"Sejam bem vindos." Ele diz, levantando os braços. "Que essa etapa da carreira de vocês seja inesquecível." Diz, tanto para os novos inspetores quanto para os executores, o que faz um ou outro inspetor lhes olhar com o mesmo desprezo dos funcionários.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Aleleeh em Sex Jul 15, 2016 10:58 pm

Eu sabia que ia ser diferente, mas não tanto.

Apesar de já ter sido do outro lado, tive pouco tempo para ma socializar com os executores. Na verdade, ficava em salas mais altas do escalão, não tendo contato direto com executores, apenas com inspetores de patente muito alta, auxiliando-os no que tangia segurança cibernética.

Estar do outro lado da moeda me causava um sentimento estranho, mas evitava pensar muito sobre o que estava acontecendo. Talvez se eu aceitar rápido, as coisas fiquem mais fáceis. Sim...


Agradeço, fazendo um sinal com a cabeça e falando pouco. Tento analisar rapidamente os meus novos companheiros de trabalho e identificar se já conheço algum.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] /[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Sab Jul 16, 2016 1:53 pm

Todos os executores também estão incomodados e intimidados, enquanto dentre os inspetores o olhar de repulsa predomina. Nenhum rosto conhecido a você dentre eles.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Aleleeh em Dom Jul 17, 2016 10:10 pm

Ok, ninguém conhecido.

Reparo no semblante deles, percebendo que o incômodo era sentido por todos os executores. Penso em falar com alguém, mas a ideia passa da minha cabeça quando olho novamente para um dos inspetores e seu olhar de nojo para nós.

Respiro fundo, desviando o olhar. Dou alguns passos, me posicionando próximo do líder mais amigável:

- Licença. Quais serão nossas coordenadas a partir de agora?



"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] /[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Stein em Seg Jul 18, 2016 12:55 am

Encaro o médico, efusivamente. Estreito os olhos, me aproximando dele. Cerro os dentes, louco de vontade de dar uma resposta mais ríspida, mas a bravata é mais rápida que meu bom censo.
- Velho desse jeito e você tem certeza que consegue andar sem cadeira de rodas, tiozinho? Se quiser, eu trago uma pra você. - "babaca", penso por fim.
Ignoro o questionamento sobre eu não ter ligado eu mesmo. Os protocolos seriam demorados demais... massantes demais.
De repente, penso que aquele tiozinho me poderia ser útil pra alguma coisa.
- Sabe se um garotinho veio parar aqui também? Ele também sofreu o mesmo acidente que eu...



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Laily Aflen em Seg Jul 18, 2016 3:08 pm

"Fim de jogo. Pontuação 3393665"

Olhava para tela do pequeno console em minha mão, qual havia terminado mais um jogo. Havia outras pessoas ali, outros executores, mas não era a pessoa mais fácil em se fazer amizades, além de que todos ali eram criminosos, talvez os mesmos não quisessem tal contato. Fico imaginando até que ponto nos isolar tanto assim era bom, afinal agora já estávamos acostumados a ficarem cada um no seu canto, ou pelo menos eu já estava assim.
Finalmente o caminhão para e a luz entra ao abrirem as portas. Apenas guardo o Ds no bolso da jaqueta, enfiando as mãos juntamente e desço. Em uma primeira olhada, agora sem a distração do jogo, percebia que não lembrava da feição de nenhum ali. Provavelmente também não treinamos nas mesmas sessões.
Apenas caminho mais atrás do grupo, deixando que outros tomem a iniciativa. Pelos olhares dos ali presentes, claramente nós não eramos bem vindos. Por um momento penso se realmente valia a pena estar ali,trabalhando para pessoas que dependem de nós para fazerem o trabalho sujo deles, enquanto descansam o traseiro atrás de telas de computadores.
A cada olhar repleto de nojo, retribuía olhando-os nos olhos mantendo a seriedade, diminuindo a empolgação. Até que o superior se apresenta, quebrando o clima pesado que se formava ali.
Tiro as mãos do bolso, cruzando os braços e observando o homem, esperando suas ordens.

"Vai ser um longo dia..." Suspiro pesadamente, enquanto fico a pensar qual seria o próximo passo.
avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Seg Jul 18, 2016 3:20 pm

Os olhares recriminavam a iniciativa de Alys, ainda mais por ela ser uma executora. Quando uma inspetora pensa em interromper, o homem gentilmente te sorri. "Apenas serão apresentados aos seus aposentos, enquanto os inspetores, aos seus locais de trabalho." Ele diz, te observando mais atentamente. "Seu rosto me é mais comum que os demais."

Lilian tem a visão da cena toda de um ponto privilegiado, de trás de todos, observando eles, sem ser observada de volta. O grupo pequeno e bem dividido demonstrava que você realmente ainda estava longe da vida que tivera um dia.

==============================

O homem frange o cenho e lhe encara emanando uma notável irritação, mas após alguns instantes pensativo começa controlar a própria respiração para assim se acalmar. "Não, foi levado a outro hospital assim que os pais foram comunicados."



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por arcanjosna em Seg Jul 18, 2016 3:37 pm

Hans me manda ficar quieto.

"como se eu fosse me envolver nessa rinha doente... "

Vejo o moleque desfalecer a garota depois de quebrar seu medidor psycho pass. O moleque era impulsivo, isso é problemático, ainda mais se ele deixar de ser um mero paciente pasta se tornar um colega de trabalho... Um problema sério.

Continuo observando e vendo o desenrolar da conversa.


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Stein em Seg Jul 18, 2016 6:08 pm

- Ufa, menos mau! - digo, aliviado pelo garoto estar vivo. - Bem, estou procurando uma pessoa para a qual fui indicado, mas... Talvez o acidente tenha afetado a minha memória - "ou talvez o anime que eu estava assistindo naquela hora fosse mais interessante que o lenga-lenga do diretor, e eu invariavelmente não tenha prestado tanta atenção", penso -, mas eu não me recordo do rosto dessa pessoa. Tiozinho, você conhece um tal de Hans Nielman? Me informaram que eu o encontraria facilmente nessa região. Cheguei aqui de forma meio inusitada mas... - coço a cabeça - Enfim, sabe onde eu posso encontrá-lo?
Ainda antes que ele responda, pego meu smartphone na mochila e começo a consultar minhas mensagens, aguardando a resposta do tiozinho.
Vejo que o enfermeiro me encara de forma esquisita, parecido com muita gente da Agência Chinesa... Típico. Talvez ele fosse mesmo um Android, no fim das contas, o que tornaria ele 57.7℅ mais interessante do que ele seria se fosse apenas mais um enfermeiro desconfiado com cara de cansado. Esperava fortemente que ele fosse realmente um Android, para sustentar minha expectativa.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Seg Jul 18, 2016 8:39 pm

Ele te olha ainda mais intrigado, de cima a baixo. "O que deseja com ele, garoto?" Ele questiona voltando a ficar levemente alterado.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Aleleeh em Seg Jul 18, 2016 8:44 pm

Sinto os olhares pesarem por detrás da minha cabeça. Faço uma pausa, pensando em encarar efusivamente alguém. Mas sou interrompida pela voz do homem, que ainda me sorriu gentilmente.
Pelo menos alguém gentil por aqui, penso, ouvindo atentamente o que ele havia dito, principalmente o final. Emendo, antes que alguém venha tentar me interromper:

- Talvez o senhor já tenha me visto antes, costumava estar no andar 25, área de segu... ou... - Alexya... ela com certeza seria mais comum para ele do que eu... - talvez esteja me confundindo com outra pessoa.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] /[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Laily Aflen em Seg Jul 18, 2016 8:53 pm

Tentada a pegar o DS e continuar a jogar enquanto, aparentemente não faríamos nada de importante, me controlo pois já havia recebido uma bronca mais cedo sobre isso. Então me contento ao ficar observando-os, tentando adivinhar a especialidade de cada um de acordo com vossas aparências, como em um jogo onde haviam classes e raças a serem escolhidas com habilidades e modos diferentes de se jogar.
avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Stein em Seg Jul 18, 2016 8:57 pm

- Assuntos internos da Agência... - noto a urgência no rosto do sujeito. - Você conhece ou não esse cara, tiozinho? Pode ser mais direto, não precisa ficar tão tenso..
Finalmente acesso meu e-mail, pegando a foto do tal Nielman. Aponto o aparelho para o tiozinho.
- Aqui, esse aqui ó. Conhece esse cara?



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Seg Jul 18, 2016 9:02 pm

Ele observa Alys por um tempo mais, ficando um pouco mais intrigado, mas logo se volta aos afazeres.

"Bem. Me sigam, sem desvios por favor. Iremos tomar o elevador e vocês serão apresentados a área de repouso e alimentação."

Logo vocês são conduzidos alguns andares acima, onde ao serem abertas as portas do elevador, um corredor decorado com algumas poucas plantas conduz ao amplo hall, onde espaçosos sofás e mesas estão dispostos.

"Bem, aqui será onde vocês poderão descansar e aproveitar alguns momentos de lazer, principalmente no caso dos executores, que como já devem saber, não podem deixar o prédio. Alguma dúvida?"

=============================

Por um momento ele fica incrédulo de você apontar uma foto dele próprio para ele, soando a ele como um blefe ou armadilha. "O que quer apontando uma foto minha na minha cara assim?"



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por arcanjosna em Seg Jul 18, 2016 9:17 pm

Moleque estranho. Nota mental: pesquisar o pestinha. De resto, vamos ver como o chefe se sai com essa peça...


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Stein em Seg Jul 18, 2016 10:07 pm

- Ê?? - Olho do visor do celular para o rosto do tiozinho. Do rosto do tiozinho para o celular. O celular pro rosto do tiozinho no celular, igual o rosto do tiozinho olhando para o meu celular. "Merda...".
Guardo o smartphone rapidamente no bolso, enrubescendo. Estendo a mão para o homem, piscando muito. "É assim que eles se cumprimentam no ocidente, né? Eita ferro, eu fui mal-educado com o tiozi... digo, com o senhor Nielman. Agora o android está me encarando como se eu fosse um animal raro... será que ele é um escravo mecânico do tio--senhor Nielman? Eu assisti num anime que a galera curtia uns ~persocons~ ou algo assim... Será que é o caso?... Estranho...nota mental: ficar longe do chobit mal-encarado"
- É um prazer conhecê-lo, senhor Nielman - sorriso nervoso. - Acho que acabei encontrando o senhor meio na doida, mas sacumé, né, a vida é loca, hahaha...ha..ha... - "Muitas gírias paulistas, Jin, controla esse dicionário informal". - Bem... er... o senhor já sabia da minha chegada? Digo a Agência - "mas que merda eu tô falando?" -, digo, eles disseram que eu viria, né?



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Aleleeh em Seg Jul 18, 2016 10:17 pm

Vejo que ele fica intrigado, mas logo começamos a caminhar. Ele nos apresenta aos locais, nos mostrando as áreas de lazer a alimentação.

Deixaram esse andar agradável, de fato...


Procuro me familiarizar com o ambiente, sempre de olho nas coordenadas que nos dariam. Espero que os executores consigam se dar bem... e com os inspetores também. Entendo a deixa:

- Licença, senhor. Tenho sim uma dúvida: temos mais restrições dentro das dependências do prédio por sermos executores? e quais seriam essas restrições?


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] /[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Laily Aflen em Seg Jul 18, 2016 10:46 pm

Olhava tudo percebendo que tiveram uma certa atenção para tentar deixar um local mais confortável, mas a vontade de sair dali parecia aumentar a cada segundo, talvez a sensação de uma semi liberdade fosse mais torturante.
Observando que a garota dos cabelos brancos se adiantava fazendo uma pergunta, apenas ergo parcialmente a mão, como um sinal de que também faria uma pergunta, após ela.
avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por lgsscout em Seg Jul 18, 2016 11:12 pm

"Se eu soubesse o mínimo disso, não estaria com afazeres agendados para hoje, como acompanhar o primeiro dia do jovem ali." Ele responde ainda ríspido. "Mas ande logo. Diga do que se trata."

===================================

"Basicamente sua única restrição aqui dentro é a de não deixar o prédio sem companhia de um inspetor, e também não acessar a base de dados exceto para uso profissional, mas isso também se aplica aos inspetores." Ele responde, tanto olhando para os executores quanto para os inspetores, avaliando as reações. "Alguém mais?" Um mulher de semblante rígido, apesar da pouca idade ergue a mão de imediato. "Haverá alguma medida para que não sejamos contaminados por esses Passes sujos, já que a convivência será inevitável?" Os olhares dos outros executores se voltam para ela, em diversas emoções hostis. "Senhorita, devia tomar mais cuidado em como se refere aos colegas de trabalho, a não ser que seja capaz de se defender sozinha quando estiver a sós com um deles. Se algum te fizer mal ou for insubordinado sofrerá punição, mas não pense que todos eles tem medo da punição, caso continue com essa conduta." A mulher franze o cenho e aperta o pulso. Dessa vez o homem parece se deliciar com a reação dela. "Última pergunta?"



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Quadra já foi... agora é rumo ao Penta
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
lgsscout
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 28
Localização : Stormreach - Xen'drik

O que sou
Raça: Humano
Classe: Mago

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Stein em Seg Jul 18, 2016 11:33 pm

Pisco quatro vezes e meia para o android. Desconfiado, me aproximo, avaliando o robô. Dou um peteleco na testa dele, percebendo que é um ser humano.
- Ou você é um humano, ou é um android muito avançado. Maneiro.
Me volto para o senhor Nielman.
- A Agência Investigativa Chinesa (aka, CIA chinesa), disse que eu deveria encontrar o senhor - acho esquisito o fato de ele ser tão mal-informado. "Ocidentais... não comem cachorro, não se organizam, onde esse continente via parar...?". - Disseram que foi solicitado algo como um recruta para a sua causa. Causa essa que não me passaram muitos detalhes - "Ou eu não prestei muita atenção mesmo. Será que estou me tornando um ocidental mal-informado? Droga...". - Então... estou à disposição.
Olho ao redor.
- E sinceramente espero que o ofício para o qual me enviaram não seja o de enfermeiro igual esse aí. Eu como enfermeiro sou um ótimo investigador.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Aleleeh em Ter Jul 19, 2016 12:00 am

"Não acessar a base de dados, exceto para uso profissional." Parece uma frase que eu diria... Podia até me lembrar da cara de Franz, um homem que trabalhava no computador ao lado. Eu lhe dizia mais uma vez sobre o Manual de Segurança Cibernética da Sybil, especificando que aquele código não estava devidamente fechado. Alguém com experiência na área poderia facilmente quebrar aquelas últimas linhas. "Todo cuidado é pouco, Franz", eu dizia. "Quem irá utilizar nosso sistema precisa ter restrições para não sair alterando dados ao léu! Se um inspetor, por acaso, tiver dificuldades em nossa programação, adivinha quem será cobrado? Yeah, nós." O pobre do Franz estava bem abalado em trabalhar na Segurança Cibernética, tentando fazer o melhor trabalho que podia, mas tinha dificuldade em entender que um ser humano poderia ter vontade de desarrumar códigos ou se infiltrar na maravilhosa Sybil. Franz era perfeito como cidadão para a Sybil, mas não era um ótimo analista. Isso eu podia dizer com certeza.

"Não esqueça dos protocolos...", eu teria dito, sorrindo, pronta para fazer o meu trabalho...


Faço um sinal com a cabeça em concordância. Penso em dizer algo, mas ao ouvir a questão da inspetora, olho para trás, observando-a. Faço questão de encará-la por alguns segundos, deixando alguns pensamentos surgirem em minha mente. É, parece que invertemos mesmo os papéis, Alexya... Analiso sua face e suas emoções me recordando das aulas adicionais dadas pela Sybil sobre Psicologia do Comportamento.

Teste:
Al33 rolls 1d20+4 = 24 (20 + 4)

Falo de maneira calma, porém, incisiva:

- Não se preocupe, inspetora. Somos como você, só tivemos marcas em nosso passado que você teve o privilégio de não ter, ou finge bem não ter tido... - dou um sorriso pequeno e contido - tenho certeza que não terá grandes problemas em ficar limpa, já que não foi designada a tratamentos terapêuticos e requisitada ao cargo de executora e pode desfrutar de uma posição privilegiada como inspetora. Certo?


Sim. Trocamos de lugar, Alexya...


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] /[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por arcanjosna em Ter Jul 19, 2016 5:56 am

Lentamente vejo a intenção do garoto de me tocar. Como num jogo infernal de slow motion pra ver quem se entrega primeiro, sou obrigado a fingir que não tenho reflexos pra esquivar do golpe em minha fronte.

Maldito moleque desgraçado...

- Você anda assistindo animes demais, garoto.

Me recordo da Sutura que fiz. Certamente atravessou a rua sem olhar, distraído com o telefone ou simplesmente tirando meleca do nariz... É bem provável que ele coma isso depois... Asiáticos...

- Não sou enfermeiro, jovem investigador. Na sua terra costumam dizer que as pessoas possuem animais interiores... Você me lembra muito um pavão. - digo enquanto Leio o prontuário dele passando meu tablet perto da cama onde ele estava e posteriormente repetindo o processo com a garota antes que o sistema faça a troca quando o moleque se sentar em outra cama.

- Vai precisar de mim antes do almoço ainda, Hans?


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Stein em Ter Jul 19, 2016 12:19 pm

- Caramba, seu sistema de fala é muito avançado, parece um ser humano de verdade. Sugoi ne! - me surpreendo, ignorando o fato de eu talvez ser o primeiro chinês que o Android vê falando em japonês. - Você está certo, AndroidMan, animes são demais mesmo - aponto o polegar par cima, com um dos olhos fechados em expressão de aprovação.
Mentalmente, anoto a palavra "pavão", por não fazer a ideia completa do que era aquilo ou seu significado. Tomo mentalmente como um elogio. Isso me enche de determinação.
- Ah, você foi quem cuidou do menino que foi transferido, ne? Valeu, AndroidMan, se o garoto tivesse morrido, não teria valido de nada eu ter sido atropelado tentando salvar ele, ne? Hahaha. Ah, esse lance de hospital me encheu de fome, Seu Nielman, rola um rango quando o senhor for me explicar minha ocupação aqui?



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prólogo] As cores que o mundo deixou de conhecer

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum