Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Página 4 de 27 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 15 ... 27  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Seg Maio 26, 2014 10:32 pm

- Se afaste, garoto - o velho StoneRage tira o Capitão de cima de Nero, sem demonstrar sua ira anterior. Thomas observa o homem arregaçar as mangas de suas vestes, e impor as mãos sobre o pescoço de Nero, ao passo que uma luz amena jorra daquele ponto..e a bala sobe pela ferida, que se fecha como se nunca houvesse existido. Nero abre os olhos, lentamente. - Desculpe minha teimosia...filho.
O choque sobressalta Thomas, e uma lembrança sutil lhe atinge a mente. O nome completo de Nero era...Nero StoneRage. Ele era filho do velhote.
- Você age como um líder precisa agir, pai, eu não o culpo - Nero diz, com dificuldade na voz.- Mas, por favor, reconsidere... Arsin precisa de proteção. A Malha de Ferro acaba de tentar matar todos nós, pai...me deixe proteger Elyin. Por favor... hoje fui eu, amanhã pode ser cada inocente do Continente Médio.
Thomas ouve o silêncio por alguns minutos, enquanto o velho StoneRage mantém os olhos fechado.
- Tem meu voto, Nero - diz ele, por fim. - Tem meu voto, garoto...e é bom que saiba o que está fazendo.
Thomas vê outros soldados entrarem no lugar, ajudando os feridos e tentando entender o que aconteceu. Os homens armam cerco ao redor do Conselho, protegendo o lugar contra a entrada de outros guerrilheiros.
- Obrigado por sua preocupação, Capitão - Nero põe uma mão fria sobre o ombro de Thomas, com um sorriso. - O Conclave está terminado. Elyin, a partir de hoje, terá apoio tecnológico do Continente Flutuante. Seremos irmão, como fomos há muitas Eras.
O clima poderia ser feliz, não fosse pela chacina ali, e pela guerra lá fora.
- Você tem uma cidade para proteger, Capitão, faça seu trabalho - diz o velho StoneRage, com um sorriso cansado.
-------------------------------

N Dispara na direção do drone em queda livre, ignorando a dor em seu braço. Quando agarra as engrenagens e a carcaça de metal, gritando por sua filha, N percebe que o drone estabiliza, voltando a voar. De repente, o samurai se vê há mais de 15 metro do chão, e o drone dispara para fora do pedaço de terra que é Arsin, passando da borda, balançando loucamente.
- Papai! Nós vamos cair, Papaaai! - Megan grita, chorando e agarrando a mão de N, enquanto o Drone balança violentamente.
Então, a Explosão. N não vê muita coisa, apenas o projétil explosivo que algum guerrilheiro disparou afundando a cabeça da libélula. Depois, um clarão. Um grito desesperado. Surdez. Cegueira.

Quando N recobra os sentidos, eles não vê Arsin, Megan ou a batalha. Ele vê o céu, e baixo de si, Elyin, vindo ao seu encontro. O Samurai perde a consciência, e sonha com sua filha, em um mundo onde o Conselho ou a Cinza não existiam.
--------------------------------

Gwen usa sua magia curativa na garota, e uma luza cobre o pequeno corpo. A druida vê a menina abrir os olhos lentamente, abrir a boca e voltar a fechar, repetindo isso algumas vezes, como se tentando recuperar o poder da fala.
- Sede...tenho sede...papai...
Ezreal consegue dois óculos escuros de proteção e dois coletes da FASE, além de três uniformes completos, um deles com um rango enorme do peito. Além disso, o explorador consegue duas escopetas com 24 balas no total e uma pistola, com 6 balas.
--------------------------------

A garota parece desconfiada no início, avaliando Desmond de olhos semi-serrados, antes de começar.
- Meu nome é Belara, sou uma membro da Malha de Ferro...e sou amiga de Sanna. A Malha possui informantes em Arsin, oficial, e eu sou um desses informantes. Houve uma batalha forjada lá encima. Não fomos nós que começamos a guerra, não tinhamos nenhum motivo para sacrificar o povo pelo qual lutamos, oficial...alguém forjou essa porcaria toda...alguém que queira a malha de Ferro fora de ação, alguém que a qualquer custo precisasse da autorização do velho StoneRage para agir...sim, o governo conseguiu seu acordo, oficial, embora eu pense que o senhor já saiba disso e esteja esperando a visita de um novo batalhão, como meus passarinhos me contaram. Tome cuidado, você não parece um homem mal...mas pode acabar rodeado deles sem saber....como Nero.
"Nero StoneRage" é o primeiro nome que vêm à mente de Desmond. Aquilo era um absurdo. Nero era o líder máximo do Conselho de Camael, a pessoa mais importa de Arsin...ele amava seu povo com todas as forças e vinha lutando para tentar proteger Elyin há anos...aquele disparate não fazia sentido nenhum. Mas...porque aquela mulher mentiria?
--------------------------------

Audrey e Dakato adentram a sala das máquinas de Cornelius, um lugar cheio de maquinários por todos os lados. Então, Audrey se vê perdida. Para quê diabos servia aquela chave se a porta estava aberta?
Ela olha de um lado para outro, mas não vê nada. É quando seus olhos caem sobre uma lona gigantesca e empoeirada. Quando retira a lona, a visão que ela tem é arrebatadora. Ali, estava o que parecia ser uma enorme nave, uma coisa que ela só havia visto nas plantas de Cornelius, a máquina que prometia voar mais rápido que um zepelin, "movida a arcaninas, vapor e sorte", como disse o próprio Cornelius na época.
Quando Audrey testa a chave na ignição, a máquina liga, fazendo surgir duas asas metálicas nas laterais, revestidas por couro. A garota e o oriental vêm bancos de couro limpo, perfeitamente costurado. havia lugar para até 6 pessoas li, com cintos para os quais ela desconhecia o propósito.
- Epoch, uma máquina voadora criada pelo professor Corneluis Bridge há 5 anos atrás - começa Pixie, em sua voz meálica e infantil. - Movida a composto de arcanina azul e energia solar, ela atinge até 300 km/h em menos de 5 segundos. Os cintos são para segurança dos passageiros e este é o primeiro veículos que trás este tipo de equipamento - ela diz, como se fosse algum tipo de enciclopédia.
A porta na frente da loja explode, mas Audrey não houve tiros, apenas um "por ali, está está nos fundos da loja!", e passos apressados naquela direção.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Laily Aflen em Seg Maio 26, 2014 10:51 pm

Puxo a bolsa jogada ao lado e retiro um pequeno cantil de água que geralmente usava como emergência, caso não houvesse rios ou lagos próximos de onde passaria. Seguro a cabeça da menina apoiando em meus joelhos dobrados, inclinando levemente o frasco na boca da jovem, e deixando que o liquido escorresse aos poucos.

- Garota... o que está fazendo aqui ? ... - Pergunto diretamente, aproveitando que um fio de consciência havia voltado.


( Presumo que ela não carregue nada e não tenha marcas, né ?)

avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Aleleeh em Seg Maio 26, 2014 11:37 pm

Fico extasiada com a invenção, deixando escapar meu ânimo de criança e minha curiosidade de gato, esquecendo por alguns instantes do ocorrido e de ter deixado o velho para trás:

- Hahaha, Cornelius, você é demais! Eu não sabia que tinha construído algo tão magnífico enquanto eu te fazia entregas! Isso é incrível!

Sentada, coloco a mão no leme da máquina, observando o emaranhado de relógios, pressurizadores, pedais, engrenagens, e o metal tão bem polido. Cornelius era digno de prêmios por entregar trabalhos tão eficientes e tão bonitos. O almofadado de couro no banco e os pequenos detalhes... tudo muito bem trabalhado. Provavelmente a alta custura fora feita pelo alfaiate Lestrong, que volte-e-meia, fazia um serviço ou outro para Cornelius. Até eu mesma havia contribuído, polindo o pressurizador e revestindo uma das bombas... claro que eu não sabia onde essas peças haviam parado. Agora aquilo me pertencia também. "Epoch... obrigada, Cornelius!".

- Vamos, queira subir, - digo para o oriental que nos acompanhara calado e, talvez, impressionado com tudo que estava acontecendo - não quer ficar aqui sozinho e morrer, né? E você também, Pixie!

Giro a chave mais para o lado, enquanto procuro por algum manual do usuário, coisa que o velho gostava de fazer, embora fosse muito incomum entre os tecnomagos.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Maio 27, 2014 5:03 am

- Stone... Rage, esse tempo todo e eu não tinha percebido isso. *Facepalm*

Sim, Obrigado Senhores, agora dá-me licença, vou ver como os outros estão.
Thomas faz uma reverência cordial aos homens e parte para ver o corpo do soldado que se matou e vasculhar a procura de algum documento ou algo.
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por arcanjosna em Ter Maio 27, 2014 5:32 am

"Então o velho cornelius morreu mesmo? Estou abaorto e não entendo..." * enquanto falo, faço murmúrios e gestos e uma pequena gema amarela surge na ponta de meu indicador*

"Se cornelius estiver vivo, saberá como lidar com isso e se não estiver. Não fará qualquer diferença. Arranque essa máquina mocinha!! "

* disparo a fireball no corredor anterior contra nossos perseguidores*


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 8:44 am

OFF: inveja dessa epoch ae! Me segurem vocês dois! kkkkkkkk

Lembro-me de ter gritado algo para Megan quando segurei sua mão.

Lembro-me também das primeiras noites de vida de Megan: escondidos nos esgotos, não tinha leite para ela e por conta disso ela chorava muito, morrendo de frio também.
Não costumo ver ou esperar a bondade dos outros ao meu redor, mas na segunda noite, desesperado eu encontrei uma taverna.

Por sorte a mulher do dono havia acabado de desmamar seu filho mas ela alimentou Megan.

Minha pequena Megan...morreremos hoje assim?

A minha mente se fecha para o negro. Talvez não haja amanhã. Talvez ninguém nunca saiba o meu nome verdadeiro.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 9:09 am

A bola de fogo de Dakato explode no corredor, enquanto os perseguidores gritam maldições e uma risada sonora pode ser ouvida no meio do tumulto, certamente pertencente a Cornelius.
Quando Audrey liga a ignição, as luzes da Epoch se acendem, mostrando um painel de voo complexo, cheio de válvulas, botões e ponteiros de monitoração. A garota vasculha o porta-luvas em busca de alguma coisa, e uma planta lhe mostra como fazer a máquina "decolar".
Audrey puxa a alavanca no seu lado direito, girando a válvula de um despressurizador e fazendo a máquina chiar alto, liberando o que parece vapor quente. As luzes da Epoch iluminam a sala de máquinas, e a nave começa a tremer. Pixie flutua até um encaixe na parte da frente da nave, e Audy nota que aquele lugar parece ter sido propositalmente feito para a esfera. Pixie assovia, girando seu eixo óptico, ao passo que a nave começa a flutuar, e a arcanina azul faz os pistões trabalharem, consumindo o diesel em uma explosão de calor.
Nem Dakato nem Audrey sabiam dizer quando foi que haviam saído da loja pilotando Epoch, mas a cena onde a máquina destruíra a parede dos fundos na loja no arranque como se fosse feita de papelão, ficaria marcada para sempre em suas mentes.
A nave alça voo, e enquanto Dakato lê a planta, instrui Audrey sobre o que ligar e onde girar. Abaixo de vocês, uma batalha se desenrola, e o caos parece ter tomado conta de Arsin, enquanto os robôs do conselho e a guarda lutam a céu aberto contra uma guerrilha que segurava bandeiras negras em vermelhas, onde se lia Malha de Ferro, uma organização anti-governo que Audrey conhecia de ouvido, de suas viagens a Elyin.
Nesse momento, lutando para controlar a máquina, Audrey e Dakato não percebem o drone que avança contra a Epoch, disparando ferozmente em sua direção, enquanto parece segurar algo que eles não conseguem identificar entre o conjunto bizarro de braços mecânicos e carcaça em forma de libélula. [Audrey, role um teste de Voar e Operar Mecanismos. Se Dakato for ajudar, role um teste de Operar Mecanismos e Inteligência]
-----------------------------------

N Despertou. Sua cabeça girava muito, e uma dor lancinante castigava suas costas. O samurai olhou ao seu redor, sentindo os cabelos desgrenhados grudarem em seu rosto pelo suor. Ele estava num local escuro, com uma cama à sua direita e uma latrina à esquerda. À sua frente, uma grade o separava de um homem alto que o observava de fora, com as letras F.A.S.E gravadas em sua farda.
O homem fardado lhe pergunta coisas que ele não pode ouvir, cita fatos que ele não compreende, mas N ouve claramente quando ele cita uma criança. O samurai ergue a cabeça para tentar identificar o homem, mas não o conhece, ele com certeza não era da Cinza. N tenta falar algo, mas descobre que sua voz não sai. A explosão o debilitara muito, e ele talvez precisasse de mais descanso para se recuperar. Onde estava Megan? O pensamento lhe assalta a mente, fazendo seu coração disparar quando o homem atrás da cela vai embora, o deixando sozinho no que agora ele identificava coo uma prisão.
N descobre que suas mãos estão amarradas atrás das costas, e se vê completamente desarmado. Havia se passado um dia inteiro assim, ele foi alimentado e dormiu. No dia seguinte, sua voz voltara, e seus ouvidos ouviam melhor. Ele agora se lembrava de tudo o que havia acontecido, e havia escutado o ajudante do oficial, que agora ele sabia que se chamava Desmond, lhe avisar sobre a vinda próxima das novas tropas de Arsin.
N se vê sozinho na prisão, agora com parte de suas forças restauradas. E o senso de responsabilidade por Megan duplicado.
--------------------------

Thomas vasculha o corpo de seu subordinado morto, fechando seus olhos arregalados para que ele descansasse em paz. Não fazia ideia do porquê do desespero do soldado em se matar, e aquilo o perturbava o espírito.
O Capitão esvazia os bolsos do soldado, encontrando uma pistola carregada, o rádio comunicador e...um papel no bolso direito. Thomas desenrola o que parece ser uma carta, e lê rapidamente.
"Se eu realmente precisar fazer isso, espero que o mundo me perdoe. Ele me disse que algumas vezes o sacrifício de poucos é necessário para salvar muitos. Não quero honrarias ou glórias, apenas um mundo unificado onde Elyin e Arsin não se odeiem veladamente...eu vou mudar o mundo. Ele me prometeu que eu mudaria...mesmo que eu não possa contemplar as mudanças pessoalmente...eu mudarei o mundo".
Aquilo parecia um carta de suicídio. Uma suposição assombra a mente de Thomas...será que aquele homem era o responsável por tudo aquilo...ou alguém maior o havia controlado como uma marionete?
Neste momento, um soldado surge atrás de Thomas.
- Tudo bem, Capitão? - um homem que se aproxima por trás pergunta, e Thomas o reconhece como um de seus subordinados. - O Senhor parece cansado, pode deixar que eu cuido disso. A batalha lá fora está terminando. Nós vamos vencer, capitão. Arsin sempre vence - ele sorri, num misto de tristeza e orgulho.
---------------------------------
A criança tosse no colo de Gwen, mas volta a sorver a água com vontade. Quando termina, seus olhos focam o rosto da druida, confusa.
- Onde eu estou? - ela pergunta, percebendo que sua perna não doía mais. - Você me curou? - ela diz, com espanto. Nilee lambe o rosto da garota, e Gwen nota o que faz o tigre confiar na menina. Inocência.
Ezreal prepara todas as coisas que conseguiu encontrar em sua mochila de viagem, colocando-a sobre as costas. A ideia de uma criança sendo perseguida no meio da floresta pela FASE só ficava mais estranha a cada segundo que passava.
- Você precisa ajudar eles também! - a menina se levanta, segurando as mãos de Gwen. - Por favor, você precisa salvar a moça e o tio dos olhos puxados! - a menina puxa fracamente o braço da druida, tentando levantá-la. - Vem comigo, tia, por favor.
Ela parecia desesperada.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 9:24 am

Ergo-me imediatamente da cama.

"Preciso pensar em algo. Preciso..." observo o local e faço um rápido inventário dos objetos ao meu redor: procuro se há alguma caneca ou qualquer objeto "quebrável"

Caso não encontre, bato na porta com o pé.

"Ei! Vocês, alguém ai!"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 9:33 am

N localiza um prato de plástico duro, onde sua comida fora servida no dia anterior. Não havia talheres.
O samurai chuta a cela, fazendo muito barulho, até que um homem gorducho, fardado com o uniforme da FASE surge do lado de fora das grades.
- Ah, então você sabe falar, é? - ele diz, em tom de deboche. - Desmond vai gostar de saber disso, ah se vai, seu traste. Sabia que vamos receber reforços de Arsin? É isso aí, seu idiota, o mundo vai mudar, hahahaha. Aqueles merdas da Malha de Ferro vão tremer nas bases hahahaha
N não deixa passar o molho de chaves na cintura do oficial, que balança audivelmente enquanto ele ri e devora uma rosquinha.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 9:52 am

'Malha de Ferro', o nome era familiar, talvez eu tivesse escutado algo a respeito. Mas essa organização não significava nada pra mim.

Mas tinha certeza de que a Cinza estava envolvida no que havia ocorrido.

"Desmonde, é? Seu chefe? Diga-o o seguinte então: estou disposto a falar, mas sinto fome. Dê-me minha refeição e terá o que sei"

Olho para o molho de chaves. Observo o quão descuidado é o guarda.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Laily Aflen em Ter Maio 27, 2014 10:14 am

Sua atitude apenas me deixou mais confusa, a situação apenas se tornava mais estranha. Aproveito as mãos dá garota sobre as minhas para inverte-las e dessa vez eu estaria a segurando firmemente.

-Acalme-se, antes preciso de respostas ..... O que aconteceu com você? Porque a perseguiam e quem são essas pessoas das quais quer que eu ajude? - dizia firmemente, porém com calma.
avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 10:19 am

A menina parece segurar a ansiedade com dificuldade, como qualquer criança faria.
- Eu sou Megan - ela diz, sem soltar a mão da Gwen. - Teve um acidente em Arsin, e eu não me lembro muito bem, mas...eles me salvaram, o homem de olhos puxados e a moça ruiva bonita. Eles estão muito machucados, tia...eles vão morrer se você não os ajudar - lágrimas rolam pelo rosto da menina. Gwen acha aquilo bastante estranho...as pessoas geralmente pensavam mais nelas mesmas que em qualquer outra coisa...era estranho pensar que houvesse alguém que se importasse mais com os outros...aquilo lhe lembrava Ez.
-------------------------------------
- Tá na hora de comer não, ô traste - o oficial dá uma cusparada na direção da cela de N
. - Tu vai falar querendo ou não, cabeludo, mas eu vou avisar o chefe mesmo assim - o oficial saca o parece ser um comunicador...
---------------------
... o comunicador de Desmond toca, assim que Belara termina de falar. Era Erl, um de seus subordinado mais gordo e preguiçoso.
"O sujeito não é mudo, senhor. Finalmente resolveu abrir o bico e está querendo confessar seus crimes ao senhor."
--------------------
"Cê é um demônio, né?" - o oficial desliga o rádio, com um sorriso debochado para N. - Vocês da Malha de Ferro são um bando de lixo insolente. Mas agora Arsin ganhou o direito de acabar com a raça de vocês aqui no Continente Médio. É mané, eu li as correspondências do chefinho. Vocês estão todos ferrados agora que o velhote do StoneRage decidiu deixar que as nossas tropas cacem a Malha livremente pra proteger o povo. Espere só até encontrarem a menininha... - ele bate na barriga volumosa. - Vou dar um trato especial nela na sua frente, traste. Hahahaha



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 10:34 am

Dissimular era uma habilidade aprendida desde o berço na Cinza. Nascido para enganar e matar. Era meu mote. Era minha vida.

Abandonei a Cinza mas seu treinamento nunca me abandonou.

Dou um meio-sorriso para o guarda, deixa-lo acreditar que sou um Malha de Ferro é mais fácil do que explicar o que é a Cinza.

"Eu matei um homem gordo assim uma vez. Ele se banqueteava em um restaurante chique, mas o coitado se borrou tanto que eu acho que nunca mais vi uma digestão tão rápida...mas o seu sangue tinha um gosto estranho. Acho que posso experimentar como é matar outro gordo, só pra garantir essa informação" digo, sorrindo, tentando inspirar medo no guarda.

Me sento no catre, esperando o tal oficial chegar.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Maio 27, 2014 10:48 am

- Olá soldado, na verdade estou não, pelo contrário estou muito bem. De onde você veio?? Qual a situação de lá?

Diz Thomas, guardando a pistola e a carta no bolso do paletó discretamente. E pegando o rádio.

- Você sabe o nome desse soldado?? Pode dar um fim digno a ele?

Diz, num tom mais solene e penoso.
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 10:55 am

O guarda desmancha o sorriso num segundo, ao olhar sombrio do prisioneiro, e fica branco por um segundo. Em seguida, o sangue sobe pelo pescoço grosso e as bochechas desbarbadas dicam vermelhas de raiva.
- Quem é o gordo aqui, hein? Eu vou acabar a sua raça, traste! -  o guarda chuta a cela, tentando intimidar N, mas a raiva e descontrole dele é mais prazerosa para si do que intimidadora. - Eu vou acabar com a raça da sua menininha, ouviu? Eu vou acabar com ela! - ele chuta seguidamente a grade, fazendo muito barulho, o que faz os ouvidos ainda machucados de N doerem.
----------------------

- Sou Daniel, e ele era Bronn, senhor - o soldado se aproxima, avaliando o morto, sem sequer notar o movimento sutil de Thomas- É uma pena, ele era um bom homem, Capitão, muito dedicado ao serviço...andava meio preocupado com alguma coisa esses dias, mas não me disse o que era. Uma pena que ele nem tenha uma família que irá chorar por ele.
Thomas ouve os tiros lá fora diminuírem de intensidade, acusando que a batalha estava perto do fim. O Conclave se encerra no salão principal, e Thomas vê que o Líderes estão assinando o documento do novo tratado.
- Se precisar dos meus serviços, estou ao seu dispor senhor - diz Daniel.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 11:24 am

"Sanna" lembrou daquele nome.
Há muito tempo não identificava suas memórias anteriores a vida de recruta. Pessoas e fatos estavam retornando à sua mente.
Belara afirmava que os crimes na rebelião seriam uma grande armação do Conselho. Causar e acusar uma rebelião encabeçada pela Malha de Ferro seria um golpe político dos próprios superiores, toda a Gaia se voltaria contra aquela aliança terrorista. Nessa caçada, quais regras discriminariam ladrõezinhos de maçãs de insurgentes? Quando a ordem fosse atirar para matar, tal perspectiva o deixava perdido. Por isso o aumento nas tropas.
Nero StoneRage, o mais alto entre todos, para Desmond, o mais benévolo dentre eles. Aquele que conquistou um ''aprendiz de alquimista'', orientando-o a usar seu dom para a salvação do povo. Falava de más influências. Nero? Achava melhor acreditar que ele estivesse sendo impulsionado.

Ouviu o rádio.
– Certo. Bom trabalho, Erl – Como bom superior, deveria demonstrar apreço pelos soldados. E os elogios controlam os homens, que acabam por querer estar sempre nos conformes. – Mantenha os olhos nele, e o seu silêncio são meus ouvidos para tudo que ele começar a soltar. Eu falo com ele.
Fechou o contato.
– Descanse – Girava sobre os calcanhares para sair. Avisou. – Enquanto estiver se recuperando e ajudando, mal algum lhe sobrevirá. Não é uma ameaça, é salvo-conduto.

Finalizou alertando ao chefe médico de que a moça seria uma importante testemunha. Comunicar  alterações no estado da paciente seria um dever, que apenas o mais honrado cumpre.
Pretendia voltar à área de detenção, e ter mais alguma coisa antes da tal reunião.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 12:56 pm

O guarda havia mordido uma isca que não esperava ter funcionado.

"Duvido que sua banha lhe permita sequer me acertar, amarrado! Hein, porquinho? Tá com medo?" grito e dou um passo para trás.

Rebusco a minha determinação e aguardo ele adentrar na cela.

Spoiler:
:Resolve: Determinação.
tira efeitos de fadiga e medo causados contra você



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 1:08 pm

A determinação de N o desperta, e suas forças estão completamente renovadas agora. Um pensamento divertido passa por sua mente. Era fácil demais provocar alguém de posição mais elevada. Os homens tendem a ter o orgulho ferido com mais facilidade, quando mais vantagem eles acham que possuem por suas posições.
- Eu vou chutar ele seu rabo magro tão forte que você vai parar em Arsin, traste! - o guarda abre a cela com um solavanco, avançando contra N, erguendo a perna direita para lhe chutar o estômago, acertando em cheio. [-2pvs].

------------------------
Desmond deixa Belara repousando. Quando está chegando de volta à prisão, ouve do lado de fora o som de alguém batendo em ferro. O idiota do Erl devia estar provocando o prisioneiro, como sempre fazia...



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Maio 27, 2014 1:15 pm

- Pode coloca-lo junto as outros mortos?? Tenho que ver como está a cidade, se quiser me acompanhar em seguida, pode me acompanhar.

Diz dando um sorriso triste e saindo para a rua observar como estão as coisas no lado de fora.
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 1:16 pm

Recebo o chute, mas contra-ataco em seguida.

N: 1D20+4+5 => [ 1 ] +4+5 = 10

(Impressionante Isaac, parabéns. É o segundo 1 que você rola)

Mesmo que não consigo chuta-lo, me jogo em sua direção.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por arcanjosna em Ter Maio 27, 2014 1:26 pm

Teste : 14

* observo a cna atrás de mim. Tento enxergar oque se passa nos braços do drone*

"Seja lá oque for. Não deve ser tão inteligente assi."

*conjuro floating disk bem na frente do drone para que meta a cara no disco.*


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Aleleeh em Ter Maio 27, 2014 1:41 pm

Audrey_RUIVALINDA: 1D20+3 => 14
Audrey_RUIVALINDA: 1D20+3 => 7

Tento controlar a máquina, mas pelo fervor do momento, não consigo me controlar e deixo escapar minha insatisfação:

- Mas que droga! - grito para Dakato enquanto movimento o leme e aperto algum pedal com os pés - Me fala o que devo fazer, pelo amor de Eli!!


Off: Fui muito mal, =(


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 1:54 pm

- Pode deixar, senhor - Daniel acena positivamente, pedindo ajuda de outro soldado para levarem o corpo.
Thomas atravessa a brigada que rodeia o Conselhos, observando o caos nas ruas. O tiroteio havia diminuído, mas os robôs do Conselho ainda batalhavam contra a guerrilha. Thomas lia Malha de Ferro, em suas bandeiras negras e vermelhas, e os identificava como a organização anti-governo de Elyin. Os cidadão comuns haviam se recolhido em suas casas, mas muitos haviam sido mortos nas ruas, sem ter chance de fuga. Aquilo era um desastre, sem dúvida nenhuma.
O Capitão se surpreende ao ver uma nave diferente cruzar a praça central, disparando para fora de uma loja próxima do Conselho. Um drone libélula começa a perseguir a nave, e Thomas tem a impressão de ver duas pessoas agarradas nas patas metálicas do robô voador.
- Precisarei de sua ajuda, Capitão - diz Nero, se aproximando de Thomas. - Confio em seus serviços, e temo que precisarei enviá-lo até Elyin para ajudar a comandas um reforço que mandaremos para a FASE. Não podemos permitir que a Malha de Ferro saia impune desse desastro. Precisamos proteger Gaia - Nero diz, e sua voz transmite bondade e dever. - Espero poder contar com o senhor, Capitão. Preciso que o senhor parta em 10 minutos, os soldados o estarão esperando na plataforma de voo.
Nas ruas, a batalha termina, deixando Arsin com seus mortos, fogo e o cheiro de pólvora que empesteia o ar.
-----------------------------

N joga o corpo contra o guarda, mas este é pesado demais. O oficial lhe aplica um soco no maxilar, aproveitando que o samurai não podia levantar a guarda pelas mãos amarradas. o impacto é doloroso, abrindo o lábio inferior de N [-4pvs].
- Quem é o machão agora, sua bichinha? - o gorducho caçoa, avançando contra N num jogo de corpo (pode fazer sua ação).
-----------------------------

A magia de Dakato barra os tiros do drone, até que ele estoura a magia (as balas devem ser especiais para isso, pensa Dakato) e avança com velocidade em investida contra a nave.
No aperto, Audrey move as alavancas, aperta uns botões à esmo e a nave começa a tremer. De repente, um chiado alto. Quando ela e Dakato olham para trás, vêm uma espécie de projétil cilíndrico afundar a cabeça do drone, e explodir o maquinário numa golfada de sol cegante. o choque faz Epoch tremer violentamente. O barulho da explosão ensurdece Audrey e Dakato, e eles sentem o choque de algo atingir a nave pela traseira.
Quando a luz baixa, eles vêm a fumaça sair aos borbotões de um dos motores da naves, até que ele próprio explode. Audrey perde o controle da nave, e ela e Dakato teriam sido lançados para fora do veículo não fossem os cintos de segurança. A máquina está caindo, para o desespero de seus tripulantes, enquanto Pixie gira o visor loucamente, parecendo estar igualmente desesperada.
Lá embaixo, Elyin se aproxima entre as nuvens e um vento fortíssimo pela altura que estão caindo.
Se eles continuassem assim, a morte era certa.
Do lado direito da nave, há menos de 3 metros, Audrey e Dakato têm a visão bizarra de uma criança loira desmaiada, caindo em queda livre.
"Paraquédas de emergência! Paraquédas de emergência! Paraquédas de emergência!" alerta, Pixie, girando o visor enlouquecido.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Aleleeh em Ter Maio 27, 2014 2:10 pm

Por alguns instantes, tudo se transformou em cores, novamente. Era o azul do céu, mesclado depois com a cor de terra, de aço e um laranja-explosão. Enquanto observava as cores, os sons iam diminuindo. Era minha vez de apreciar esse momento, a minha aventura. Fiquei apenas olhando... sentindo meu corpo ser segurado por uma fita de cor preta que me envolvia a cintura e o torso, até que a voz de Pixie começa a entrar na minha mente, interrompendo minha distração.

"Para-quedas... para... quedas..."

Meus sentidos se recobram e tudo o que eu posso fazer é apertar dois botões avermelhados embaixo do velocímetro e puxar o leme para minha barriga, tentando fazer o bico da Epoch ir para cima. Não sabia de onde sairiam os para-quedas, mas estava contando que não iríamos morrer.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 2:42 pm

Depois de uma breve acelerada. Desmond estaca na virada do corredor, avistou a cela aberta pressentindo a natureza daquela confusão: muita brutalidade e altivez que não compensam a ausência de perspicácia e sabedoria no homem corpulento.
– Soldado! – Podia ouvir as pancadas e insultos na aproximação. – O que pensa que está fazendo?
Pausou de lado sem virar a face, dando espaço para que o guarda saísse e tomasse sua posição.
– Saia daí!
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 27 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 15 ... 27  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum