Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Página 5 de 27 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 16 ... 27  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 3:02 pm

Vendo que o oficial, provavelmente o tal Desmonde, surge e interrompe o guarda, evito contra-atacar e me deixo acertar pelo gorducho.

Finjo estar mais ferido do que o aparente, e apesar de não me sentir cansado e sentir o sangue fervendo, finjo estar exausto e me jogo no chão.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 3:20 pm

Epoch despenca com velocidade, e Audrey, para seu desespero, percebe que os controles não estão funcionando.
Lendo manual, Dakato consegue encontrar onde fica o "paraquédas" que Pixie está falando. Fica num compartimento abaixo da alavanca que Audrey está segurança. Era um interruptor vermelho.
-------------------------------

O soldado age como se não estivesse escutado Desmond (ou estava apenas sendo insubordinado). O oficial vê o guarda gorducho erguer um cassetete eletrocutador acima da cabeça, mirando o prisioneiro. (tanto N quanto Desmond são mais rápido que ele na reação).



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 3:25 pm

Rapidamente me levanto e tento desarma-lo imediatamente.

N: 1D20+4+5 => [ 20 ] +4+5 = 29

Confirmando critico:
N: 1D20+4+5 => [ 11 ] +4+5 = 20

"Oinc" digo de forma fria. Caso consiga pegar o cassetete, o uso contra o gorducho.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 3:43 pm

N aproveita a guarda aberta de Erl, se atira no chão e dá um tesoura nas pernas fracas do guarda, fazendo-o perder o equilíbrio. Na queda, Erl cai desajeitado e, na tentativa de se equilibrar, acaba apoiando a mão errada e o cassetete atinge seu rosto, eletrocutando-o.
N deixa o corpo mole do guarda cair para o lado, desacordado, quando vê o tal Desmond parado na frente da cela aberta.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 3:47 pm

Seguro o cassetete eletrocutor mas não faço menção de atacar o oficial.

"Olá" digo, o encarando.

"Minha posição não é favorável, mas acredito que possa acreditar melhor em mim caso eu tenha o refém dessa vez" digo apontando o cassetete para o gorducho desacordado. "Está disposto a me ouvir?"

Arrisco esperando que o oficial seja racional o suficiente para enxergar além de nomes e organizações. Talvez eu esteja cometendo um erro.



Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 3:59 pm

"Brutamontes desgraçado!" amaldiçoou enquanto lia o desacato.
Partia num impulso, mirava uma cotovelada de esquerda na altura da lombar do brutamontes quando viu o homem indefeso inverter as posições derrubando seu agressor. Armado, o desafiava.
Muito irônico, o homem debilitado ameaçava o gordo munido de arma não-letal.
– Diga, Senhor terrorista sequestrador de criancinhas.
Levou a mão para cima da arma no lado esquerdo do cinto: o seu bastão, não a pistola. Barrava a passagem.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 4:09 pm

"Sensato" digo, me arrumando e me agachando, ainda com o cassetete apontado para o gorducho.

"Primeiro devo lhe dizer, de que as informações que posso te dar aqui arriscam a sua vida e integridade como oficial da Fase. O que posso te dizer é perigoso demais mas...eu estou mais desesperado nessa busca que vocês"

"Sabe o que é a CINZA, Desmonde?"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Maio 27, 2014 4:10 pm

-Para qual local exatamente eu vou Senhor?? Quero saber mais detalhes sobre essa tarefa. Mas posso receber durante a viagem. Se não precisa mais dos meus serviços gostaria de ir buscar minhas coisas e partir.

avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 4:20 pm

"Integridade. Nem eu me preocupo mais." refletiu.
– Não foi assim que esperava conversar com você – Ele estava prestes a confessar algo. Muita coisa veio de graça naquela manhã, desconfiava da sorte que lhe perseguia. – Nunca ouvi. Comece pelo seu nome, desconhecido.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 4:24 pm

- Para uma cidade menor de Elyin, chamada Cidade das Pobres Almas. A FASE está agindo neste lugar no momento, mas ali é também um posto de comando da Malha de Ferro, segundo nossos informantes. Seu trabalho será levar reforços para caçar a Malha e salvar o povo da miséria. Você será o arauto do Conselho, Capitão - diz Nero, com gentileza, acenando positivamente para a sugestão de Thomas - Por favor, pegue suas coisas e vá para o aeroporto.
-------------------------

Desmond sabe quase nada da Cinza, apenas ouviu boatos de que a ex-mulher ou amante de Nero StoneRage era na verdade uma criminosa que agia abaixo da lei, e que essa mulher ou amante era uma membro de uma organização secreta chamada Cinza. O fato ocorrera há anos, e Desmond já não sabia se estava confundindo os nomes ou não.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 4:34 pm

"Então deveria saber que a CINZA não dá nomes aos seus assassinos" estava confessando coisas complicadas ali, mas não tinha escolha e eu precisava estar vivo para buscar Megan.

Mas não precisava contar o nome da criança ainda, nem o porque do governo tanto a querer.

"Tinha uma numeração quando eu fazia parte da organização, 330, mas a abandonei na noite em que salvei a criança que buscam hoje. Pode me chamar de N, somente N" estralo o pescoço.

"Tenho treinamento de assassino desde os três meses de vida, e cumpri inúmeros contratos de assassinatos: políticos, policiais e agentes em Arsin. Mas larguei a vida na CINZA há sete anos. Sou caçado desde então, eu e a criança, e eu passei esses anos eliminando bandidos, gangsters e mafiosos"

"Eu tinha uma ultima missão ontem, era o fim da vida de assassino, eu poderia pagar uma casa pra a criança morar e uma escola para que vivesse em paz...mas armaram pra mim. Sou acusado de um crime que não cometi, de uma bomba que não acionei" a simples hipótese de que Groover havia me apunhalado pelas costas era amarga.

Procuro em meus bolsos, com a esperança de que pudesse encontrar o detonador ainda não ativado.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Aleleeh em Ter Maio 27, 2014 4:46 pm

- Droga, droga, droga, droga, droga, Eli, me ajude, me ajude, me ajude, me ajude...

Uma torrente de palavras passam pela minha mente enquanto o Epoch continua caindo e as coisas perdendo o controle. Eu não sabia mesmo dirigir aquela geringonça de Cornelius! "Boa, Audy, você é realmente ótima no que faz...".
Subitamente, diante do desespero, minha mente começa a maquinar as velhas histórias. Coisas que li de noite, com a luz de uma lamparina de arcanina que havia na biblioteca. A página 238, com a imagem de uma galante Harpia formando furacões e doces brisas com suas asas veio à tona na memória, com alguns versos... bem, não custava tentar.


- Vissas, Vissas, me faça alçar vôo, que seu vento seja como música, - continuo citando, ofegante, um pequeno poema do Dracmonomicon -  e minha asas, desplumadas, se abram no azul singelo do dia e que nas lágrimas das nuvens... molhe minha asa macia...


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 4:47 pm

– CINZA! Esposa falecida de Nero StoneRage! – Lembrou dos fatos contados, da última vez que essa organização demonstrou sinal de vida. – Você é o assassino?! O quê essa garota tem de tão importante? – Pausou para rever os números. – Ah, não. Qual a idade da menina?
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 4:53 pm

"Norah Lockheart morreu em meus braços, mas eu não cumpri o meu contrato naquela noite. Me aproximei dela e ela foi a única capaz de enxergar além de numeração em mim..." o gosto amargo fica cada vez maior "...jurei proteger a menina recém-nascida e cria-la como filha"

Começo a me erguer, sentindo que talvez aquele oficial não fosse como todos os idiotas lacaios de suas organizações.

"Ela tem sete anos. Ela estava sendo atacada por um drone ontem a noite. Eu agarrei o robo e acabamos, de alguma forma, caindo em queda livre de Arsin até...aqui" sinto os olhos marejando, sinceridade nunca era um caminho fácil.

"Precisa me ajudar, Desmond, ela é minha filha. Eu tenho de protege-la. Se ela for encontrada por qualquer um dos lados...não sei o que aconteceria"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 5:09 pm

– Ela é filha de Nero, ele a quer – Aquilo tudo colaborava com qual ideia? A de que StoneRage era o mocinho, ou o antagonista mais malicioso? Mas...Gauls cuidou dele, de Sanna e de todos os outros; enquanto seus pais os abandonaram no primeiro orfanato que aceitou as crianças. Até que fugiram. Por que lembrava? – Sabe que vai enfrentar o mundo pra cuidar dessa garota. Não seria melhor deixá-la ter uma vida boa? Sozinho conseguiria sobreviver mais facilmente.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 5:17 pm

Desmonde era perspicaz.

"Me fiz essa pergunta inúmeras vezes, Desmond. Mas eu também vi a face de Nero que poucos viram. Seu ódio diante da ordem dada em me matar. As muitas vezes em que ele arriscou a vida da garota para me eliminar. Ele não quer a criança, ele quer se vingar de mim e..." minha voz começa a diminuir de volume.

"Você sabe que um samurai segue um código, certo? Eu trai meus mestres originais para seguir a um novo: O Código do Pai, tentei escrever um livro a respeito mas nunca tive o tempo.
'Viva pela sua família. Morra por aqueles que ama'" recito a frase que aperfeiçoei diante de tantos perigos nesses anos.

"Sim Desmond, estou lutando contra o mundo. Até mesmo lutaria contra dois se fosse necessário. Eu prometi a mulher que amava de que serviria a este Código, e prometi a minha filha de que jamais a abandonaria.

"Minha família é meu espírito..." digo, quase esbravejando. "...e Megan é minha família"




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Laily Aflen em Ter Maio 27, 2014 5:45 pm

"Ez..." _Penso olhando de relance para o loiro . Havia dois caminhos, confiar na garota presumindo que o que ela diz é verdade, acreditando que Ez não seria o únicos a ter bondade, ou deixar a garota estranha e suspeita na cidade e seguir caminho com Ez, em busca de relíquias.

"O que fazer? O que fazer?"


Suspiro, frustrada por tal indecisão, então olho fixamente para Ez.

- De qualquer jeito temos que sair daqui .... Acabamos nos envolvendo ão enfrentar esses caras ...... - Franzia a testa de leve, pensativa e em silêncio por alguns minutos.

- ... Quero ir até lá ... - Digo como se no fundo pedisse para me acompanhar, logo em seguida virando para a menina. - Você me contará tudo, cada detalhe sobre você e o que provocou isso ..... ao menor sinal de traição ou sequer desconfiar que está mentindo pra mim .... Pode ter certeza que aqueles homens serão os menores de seus problemas.

Apesar de parecer tão ameaçadora, apenas queria garantir um pouco de segurança a nós mesmos. Levanto, ainda segurando a mão dá menina.

- Quer um tempo para interrogar um dos homens? - Digo para Ezreal.
avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Pedro Oliveira em Ter Maio 27, 2014 5:58 pm

- Obrigado Senhor.
*Thomas faz um gesto de reverência e parte para sua sala buscar suas coisas, mas antes de partir guarda a pistola e o rádio na mochila e parte para o aeroporto*
avatar
Pedro Oliveira
Iniciante

Data de inscrição : 28/10/2011
Idade : 20
Localização : Recife

O que sou
Raça: Elfo
Classe: Ranger

http://heavenempire.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Yoru em Ter Maio 27, 2014 5:58 pm

Um código além da conduta militar ele não tinha, mais um valor tão igual foi o que ele teve com seus irmãos.
– Está certo, N – Despia os dedos da mão esquerda. – Daqui há menos de uma hora, participarei de uma espécie de encontro com tropas de apoio nessa caçada anti-terrorismo. Eles não estão aqui pela minha demanda com você e a pequena. Depois eu saio com minha equipe exclusiva que já está posicionada na garagem. Aqui ao lado tem um vestiário com equipamento reserva, esse cabelo e essa barba...mude tudo. E vá para o portão B2, espere sentado. Se questionarem seu carro, apresente-se como Nathan, um Pedagogo; vai colaborar no cuidado com a criança quando a acharmos, decisão minha de última hora.
Passou um pó de um pequeno frasco na mão. Estendeu o cumprimento em sinal de acordo.
– Vamos achá-la.
Ao toque, ministrou seus poderes de materialização. Trazendo materiais ordinários a fórmula alquímica de cura.

Cure Moderate Wounds (curar ferimentos moderados):
When laying your hand upon a living creature, you channel positive energy that cures 2d8 points of damage +1 point per caster level (maximum +10). Since undead are powered by negative energy, this spell deals damage to them instead of curing their wounds. An undead creature can apply Spell Resistance, and can attempt a Will save to take half damage.
2D8 => 15
Recuperou 20 PVs (15 + 5)

Se alguém perguntasse. O capitão não voltou antes do estúpido do Erl provocar a fuga. Prisão para aquele insolente seria o suficiente por hora.
avatar
Yoru
Iniciante

Data de inscrição : 05/05/2012
Idade : 24
Localização : São Vicente
Emprego/lazer : Programador de Sistemas/Aspirações: Literatura, Arte e Games

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ladino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por isaac-sky em Ter Maio 27, 2014 6:05 pm

Fico alguns instantes paralisado. Não esperava que Desmonde realmente acreditasse em mim.
Aceno positivamente e apenas digo.

"Prefiro manter meu equipamento original. Se eu puder utilizar minha Nodachi, não que eu seja apegado a minha arma, mas é o estilo de combate que me favorece"

Antes de passar pela porta e seguir pelo caminho, paro por um segundo.

"Obrigado" e prossigo pelo corredor.

Assim que chego no vestiário, rapidamente dou um jeito de fazer a barba e arranjar algo para cortar o cabelo.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 6:07 pm

- Eu prometo, tia! Vou contar tudo, mas vem - a menina parecia ter apenas 7 anos, mas tinha uma obstinação louvável.
 Ez percebe que os homens estão completamente apagados e não sairão desse estado tão cedo.
A menina segura A mão de Gwen, como uma irmã mais nova, levando ela pela floresta, limpando as lágrimas do rosto.
--------------------

Quando Audrey termina sua oração ao deus dos ventos, Pixie reage com um assovio alto.
"Código de emergência: Viisas. Activation: On."
As luzes de Epoch brilham em uma intensidade azulada, assim como o sensor ocular de Pixie. Do compartimento abaixo da alavanca de direção, ima espécie de bolha orgânica surge, engolindo toda a nave e o espaço ao redor, pescando a menina que caia em queda livre ao lado da nave, que acaba caindo na asa direita, desacordada. A proteção era como uma bolha de sabão transparente, uma reação química que Audrey não entendia, mas Dakato reconhecia como um revestimento anti-impacto à base de carbono, muito usado como medida de segurança para isolar materiais explosivos em potencial. Dinamites cosfumavam ser transportadas em caixas térmicas revestidas com aquele material.
A nave continuava sua tragetória iminente céu abaixo, mas Audrey w Dakato traziam certo orgulho inexplicavel pos feitos desde a fuga.
Foi quando eles viram a floresta lá embaixo, e sabiam que ia bater. E que ia doer.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Laily Aflen em Ter Maio 27, 2014 6:29 pm

Sigo os passos rápidos da menina, praticamente sendo levada por ela, mas ainda sim não soltaria a mão desta tão facilmente, já que não poderia deixá-la escapar, porem o tempo todo olhando para Ez que começava a ficar pra traz, sem saber se ele iria ou não comigo, ou apenas ficaria para interrogar os atacantes.

- Comece a contar sua história... - Digo para a garota.
avatar
Laily Aflen
Iniciante

Data de inscrição : 11/03/2014
Idade : 26
Localização : Jundiaí - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Aleleeh em Ter Maio 27, 2014 9:38 pm

Tento apertar ainda mais os cintos e procurar por qualquer coisa que nos protegesse do impacto, orgulhosa de Cornelius ter programado aquela maravilha que fora ativada por citar o deus Vissas:

- Piiiiiixie, existe algo para nos proteger dentro da Epoch!?

Meu corpo dava o solavanco para trás, pressionando minhas costas contra o banco enquanto a Epoch fazia seu curso em direção à floresta. Não parecia seguro. Não parecia sensato. Mas essa era a minha primeira aventura e eu deveria fazer com que não fosse a última.

Coloco novamente as mãos no leme da máquina voadora, puxando o direcional para mim e procurando no painel confuso por qualquer botão que tivesse passado despercebido na minha primeira avaliação.


"Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários." C. S. Lewis






Audrey / Elizabeth / Liesel /
Chamado
Aly
avatar
Aleleeh
Iniciante

Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 21
Localização : São Paulo - Caern de Sampa
Emprego/lazer : Pseudo-artista

O que sou
Raça: Humana
Classe: Bruxa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por arcanjosna em Ter Maio 27, 2014 9:43 pm

* ergo a cúpula e aciono os para quedas de emergência.*

"Isso vai ter que funcionar!!! "


´Os grandes pensadores nunca têm certeza do que dizem. Eu acho...´

quero que o red bull vá à falência eterna e que assim seja sobre os seus filhos e os filhos dos seus filhos... aaaaaaaaláaaaaaaahhhhhhhhhh... #brinks
avatar
arcanjosna
Guarda Real

Data de inscrição : 22/10/2011
Idade : 27
Localização : Paulista - PE (o lugar que é tão atrasado que o arco-íris ainda é em preto e branco!!!)
Emprego/lazer : carteiro FORMADO

O que sou
Raça: Humano
Classe: Shinigami

http://www.cmfreak.net/forum/index.php?showuser=6533

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Stein em Ter Maio 27, 2014 9:53 pm

N encontra sua arma num armário ao lado da sala dos vigilantes. Não havia ninguém ali, e quando ele olhou pela janela, conseguia ver o porquê. Havia uma imensidão de tendas médicas armadas por todo o acampamento da FASE, e dali ele conseguia ver a enorme cratera que o bloco de terra, que se desprendera de Arsin durante as explosões, havia causado. O lugar onde ele estava parecia pobre com, com suas casas velhas e ruas sem cor...mas N podia jurar que sentia a presença de algo muito grande ali...ele só não sabia definir o quê exatamente.
O samurai recolhe todas as suas coisas, faz a barba e se olha no espelho, dando-se por satisfeito. A magia de Desmond havia lhe curado as feridas recentes, e seu ânimo havia sido renovado. Com a ajuda daquele homem, era realmente possível reencontrar sua filha.
-------------------------------

Desmond vê o samurai sair do banheiro como outra pessoa. Faltava menos de 20 minutos até que os zepelins do Conselho chegassem, e ele já conseguia ver as três enorme embarcações aérea se aproximando ao longe.
Erl havia sido trancado, ainda desacordado, na antiga cela de N, e dormia profundamente, estirado no chão de qualquer maneira.
--------------------------------
Thomas se vê dentro da Rainha, um dos três zepelins que carregavam o reforço de cinco mil soldados para Elyin. Seus irmãos, Bispo e Dama, traziam máquinas que ajudaria o povo a se desenvolver. Carros de arar a terra, laboratórios montáveis, materiais para a manutenção das máquinas  e ferramentas de tecnomagia, além de uma carga considerável de arcaninas. E armamento militar. Muito armamento militar.
Thomas havia se questionado mais cedo sobre tamanho poder armamentista, visto que a missão seria pacífica e em benefício do povo.
O lugar onde ele se via era um imenso salão, que servia como refeitório, onde o outros soldados, cerca de dois mil homens, faziam suas refeições e conversavam , discutindo sobre tudo. Thomas se sentia um tanto deslocado, até que vê um grupo de oficiais jogando cartas. um deles, Daniel, o homem que ele vira mais cedo, dava as cartas e ria de uma piada esdrúxula de um companheiro, enquanto o outro entornava uma caneca de cerveja escura.
- Hora, mas se não é o Capitão! - um dos homens o cumprimenta com uma continência.
- É uma honra ter um homem heroico entre nós, senhor, isso nos dá forças, sem dúvida - diz um oficial de óculos. -
- Por que não se junta a nós, senhor? - sugere Daniel. - Ainda temos quase uma hora antes de o Zepelin chegar na cidade. Dá tempo de jogarmos uma partida.
Fazia cerca de um dia desde que Thomas deixara a cidade de Arsin. As viagens de Zepelin eram complicadas, principalmente quando envolvia o deslocamento de tropas e maquinários delicados por um caminho tão extenso para baixo. Os condutores havia tido problemas como uma tempestade na noite anterior, mas pela manhã, o caminho foi livre. Eles estavam quase chegando no Continente Médio.
----------------------------
- Sou Megan - repete a menina. - Vim de Arsin... aconteceu uma guerra lá encima, sabe? Robôs gigantes e muito "ta-ta-ta-ta-ta-ratata!" e "BOM!" e gente correndo e casas explodindo - a menina explica, ou tenta explicar, fazendo gestos exagerados, infantis. - Meu pai tentou me salvar de um robô voador e ai "BOOOOM", eu desmaiei...quando acordei, estava na asa de uma nave muito bonita! e uma moça e um tio de olhos puxados assim ó - ela puxa os olhos -, falaram comigo e pediram ajuda. Eu tentei achar alguém, procurei, procurei, e ache o Tigrão - Nilee solta um miado irritado pelo apelido -, e foi quando aqueles homens estranhos apareceram do nada e tentaram me capturar. Ele me protegeu e tentou me esconder na floresta, porque uma coisa tinha acertado minha perna e a pata dele...e a você chegaram e salvaram minha vida. Aliás, é ele ou ela? - Megan pergunta a Gwen, sorrindo. A cura da druida havia levado embora o cansaço da menina, aparentemente, e ela nunca tinha visto uma criança tão hiperativa.
Ezreal observa todo o caminho ao redor, garantindo a segurança de seu grupo. Ao longe, ele três sombras no céu, e as identifica como zepelins, indo em direção à cidade. O que aquilo deveria significar?
------------------------------
Audrey puxa a alavanca com toda sua força, forçando-a para trás. O controle, porém não é efetivo. Aparentemente, algum pedaço do drone-libélula havia danificado os controles da Epoch. Dakato aciona o paraquedas de emergência quase no último instante, dando u solavanco na nave quando a enorme estrutura de tecido tentou amenizar o impacto, mas já era tarde demais. O que eles tinham a fazer, era rezar. E eles o fizeram.
Dakato fechou os olhos, Audrey se segurou no banco, Pixie assoviou alto. E o impacto com a floresta desacordou a todos.
Audrey tinha uma leve lembrança de ter visto o rosto de uma criança de cabelos loiros, e a menina perguntava se ela estava bem, se havia se machucado, se estava viva. Audrey se lembrava de sentir o corpo doer como o inferno e pedir por ajuda por várias vezes, em voz bem fraca, antes de apagar de novo.
-----------------------------------

- É aqui! - diz Megan a Gwen e Ezreal. - São eles. - A garota aponta para as duas pessoas deitadas num monte de folhas que provavelmente a própria Megan havia improvisado como leito. A garota era um bela ruiva, e o homem era oriental. Ambos estavam muito feridos, com cortes e contusões diversas. - Salva eles, tia, por favor - pede Megan novamente.
havia algo estranho ao lado do grupo, algo que Gwen jamais havia visto antes. Parecia-se com algum tipo de veículo de metal bizarro e muito sujo, que lembrava um planador, só que maior, ela não sabia explicar. A coisa cuspia fumaça de vários buracos e batidas por seu corpo metálico. Fosse o que fosse, devia estar bem danificado.
----------------------------------
Audrey faz um esforço para abrir os olhos, e vê o grupo chegar. Um deles era uma garota jovem que mais parecia uma índia, enquanto o outro era um loiro que ela jurava conhecer. Eles vinham acompanhados da menina que ela vira em seus sonhos, e de um...tigre?
Audrey demonstraria sua surpresa se seu corpo não doesse tanto. Ela sente a voz fraca, mas nota que consegue articular.



A sorte favorece a mente bem preparada


avatar
Stein
Alquimista

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 27
Localização : São Paulo, nas redondezas de Shibusen
Emprego/lazer : Programador de Sistemas e alquimista insanamente louco nas horas vagas

O que sou
Raça: Humano
Classe: Alquimista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Vapor & Arcanina

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 27 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 16 ... 27  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum