Sanna - O Lírio da Revolução

Ir em baixo

Sanna - O Lírio da Revolução

Mensagem por isaias_tsuiwa em Qui Maio 15, 2014 12:42 am

História

Os Pirralhos de Gauls
Projeto FASE X Malha de Ferro



“Garantindo a vida dos seus, pois ninguém nos reconhece como gente, mas nós somos família.”
Gauls.



Capitulo Ômega

Em meio àquela destruição e caos, Sanna permaneceu guiando os companheiros, levou-os para o quarto secreto onde costumava desenvolver suas experiências com gases e outros componentes químicos.
Obrigou-os a aguardarem até que a confusão terminasse. E foi ajudar o restante de seus companheiros na peleja.

Ao chegar no salão principal, visualizou algo que a atormenta em diversas noites de sono: o resultado de uma carnificina onde os corpos de amigos se espalhavam por todo lado. Desesperada, buscou por Gauls e Desmond. Mas não os achou em lugar algum, localizando somente uma das armas do líder e o colar que o caçula costumava usar.

Assim que pegou o acessório, sentiu o aço frio em seu pescoço e uma voz feminina lhe dizia:
– Solte todo tipo de arma no chão e me diga onde estão os outros – Destravou a pistola. E intimidou mais. – E não minta para mim, pois qualquer tentativa fútil de escapar será recompensada com uma bala na sua cabeça.
– Tudo bem... eu falo, só gostaria de pedir um último desejo antes de entregar minha família nas suas mãos. – Pediu.
– Certo, já que você está disposta a cooperar sem nenhuma reação contrária, vou te dar esse privilégio. – Disse a inimiga.
Com movimentos leves, levou sua mão até um pouco mais adentro da camisa, e retirou um frasco que estava em seu sutiã, disse:
– Isso é um veneno letal, preparei para mim mesma, o efeito dele ocorrerá dentro de 5 minutos, tempo suficiente para eu lhe indicar onde o restante de meus companheiros estão abrigados, e morrer com dignidade.
– Boa garota. Então me diga, e beba logo isso! – Concordou a agente.
– Saíram desse local e foram para nosso ponto de encontro de emergência, fica em frente a taberna mais movimentada dessa cidade – Respondeu, bebendo o frasco em seguida.

A mulher comunicou a seus oficiais através de um rádio a confissão, indicando onde encontra-los. E Sanna, aproveitando esse momento de distração, fez um breve gargarejo com o líquido, que havia supostamente ingerido e o cuspiu no chão; com um movimento rápido, saiu da mira da arma, golpeando a mão da mulher e em seguida colocou uma pequena máscara de gás.
Em poucos instantes que se livrara do alcance da arma, uma cortina de fumaça começou a formar a partir do líquido expelido no chão.
Dentro de segundos a mulher morreu sufocada. Sanna correu de volta ao esconderijo onde havia deixado seus companheiros sobreviventes.

Quando estava bem próxima, foi capturada por uma rede de aço que gerava choques paralisantes.
– Bem, você tem talento garota, talento e coragem, para misturar uma solução de Linchér com a boca. Reconheço que isso não é para qualquer um – Afirmou um homem com um longo sobretudo branco, o capuz ocultando-lhe a face.
– Você quer seus amigos vivos? – Questionou-a.
– Se fizer algo com eles, eu te mato! – Ameaçou.
– Não se preocupe, estou aqui para resgata-los – desligou a descarga e aproximou-se dela para libertá-la. – Eu me interessei por seu talento. Vocês são fortes sobreviventes, nosso mundo precisa de gente como vocês.

Malha de Ferro

Ela aceitou o convite. Virando aprendiz do homem encapuzado, conhecido como Aizen. Especializou-se ainda mais nos gases tóxicos, de frágeis substancias de torpor até os mais possantes venenos. Faziam, agora, parte de algo maior: a Malha de Ferro. Aquilo que trespassa ambos os continentes e atua contra o Conselho. Diferente da Rede, que existe somente para os “mais altos” e é manipulada pelos interesses superiores.

Também acelerou seu processos de criação nos laboratórios secretos da Aliança Rebelde. Continuou a realizar marcações por onde passassem. Lembra que, uma de suas funções, a arte do grafite, era usada de modo estratégico para marcar pontos de encontro, confundir e distrair guardas que recebiam denúncias daquele tipo de depredação; e, dependendo do caso, usava os danos especiais de cada tinta: spray de pimenta (vermelho), resfriamento (azul), fluorescente (verde), etc.

Um importante conselheiro de Arsin pousou na capital para uma visita. Diante do Palácio Central, uma espécie de protesto foi posicionado, pedindo atenção do político aos residentes sem condições básicas de moradia ou saúde que o governo se negava em investir com os recursos da população.

Todos foram recebidos, com disparos e granadas de efeito moral. Lançados pelos pelotões de guarda pessoal do homem assediado. O povo foi dispersado, alguns inocentes também sentiram-se ameaçados e no meio da baderna cinco deles revelaram-se como insurgentes; agarrando uma moça com um bebê, apontando a arma para a cabeça dela. Que permaneceu calma para não assustar a criança, pediu por sua vida e da criança aos bandidos.

Depois de muitas ameaças, mesmo não sendo obrigação do capitão de guarda. Este foi provocado pelo dever e argumentou contra o quinteto, que cercado, assentiu em entregar a moça. Era uma praça pública, tudo que acontecia ali teria grande repercussão, o oficial almejava tal prestígio. A ação foi observada calmamente, e a senhora foi passada para as costas da polícia para ficar mais segura. Mas este foi o erro maior que os mocinhos cometeram. Um objeto arredondado e maciço foi projetado no capacete do oficial, quicou no solo e todos perceberam que era uma cabeça de boneca.
– Obrigado por manter minha filhinha em segurança, soldado! – Agradeceu em tom cômico.

A suposta mulher removeu seus trajes com um puxão e sacou do embrulhado do bebê a forma de um lança-granadas. Pegou os combatentes surpreendidos pelas costas com uma rajada que ergueu uma cortina de fumaça tóxica. Nesse momento, ela, os criminosos e todos os protestantes já levavam máscaras de gás ao rosto. Os afetados cederam.
– Temos pouco tempo até que se recuperem do efeito. Existe um contingente menor lá dentro, e acham que somos poucos. Vamos! – Ordenou a garota.

Corria tudo perfeitamente, sequestraram-no e preparavam a fuga quando uma segunda leva de soldados chegou. Projeto FASE, esta era a maior ameaça contra a aliança. O número era maior, o armamento mais ostensivo. Foram obrigados a aceitar rendição. Muitos foram detidos ali mesmo. A líder foi separada para subir à base deles e receber interrogatório.
A identidade destes militares não eram registrada. Ela caiu nas mãos do próprio irmão na sala reservada. Reconheceram um ao outro. Ele não deu pista, e pedia (primeira tentativa) suas respostas naturalmente. Na oportunidade seguinte, ordenou que ficassem sozinhos. Ouviu muitas respostas dela, mas teve mais o que justificar. Depois de horas, chegaram a um consenso: deveriam continuar a proteger aqueles que foram a família deles.

Usaram muita estratégia para escaparem os dois. Em poucos meses conseguiram libertar os demais membros da divisão dela. E de tal forma que estes combateram anos atrás, hoje buscam saber o paradeiro do Mais velho enquanto continuam a confrontar os caprichos dos Senhores do Céu.

Dados Gerais

Sanna:


Nome: Sanna
Alinhamento : Caótico e Bondoso
Idade: 24 anos
Sexo: Feminino
Raça: Humano
Classe: Multiclasse Ladino e Alquimista
Altura: 1,75
Peso: 67 kilos
Cabelo: Loiro
Olhos: Verdes
Pele: Marrom Claro
Nível:8
PV:53

Atributos

For 10
Des 18 (14 +2 humano + 2 lv 4 e 8)
Cons 12
Int 16
Sab 11
Car 12

Mod For:0

Mod Des:4

Mod Cons:1

Mod Int:3

Mod Sab:0

Mod Car:1

Dados de Combate

BBA: 4(ladino)+1(alquimista)=5

CA:10 (base) + 4 (Des) = 14

Iniciativa: 4+1d20

CMD (Base + BBA + Mod For + Mod Des + Mod Tamanho):10+5+0+4+0 = 19

CMB (BBA + Mod For + Mod Tamanho): 5+0+0 = 5

Acerto curto alcance: 5(BBA)+4(Des, For substituída pelo Weapon Finess)+1(Weapon Focus - Wakisashi)-2(Two-Weapon Fighting) = 8/8
Sanna ataca uma vez com a mão inábil e uma com a mão hábil, devido à BBA 5 e ao talento Two-Weapon Fighting.

Dano curto Alcance:0 (Mod For) + 2d6 (Wakisashi ácida) = 2d6 (+3d6 no sneak)/por ataque acertado

Acerto longo alcance: 5+4 = 9

Saves

Fort :2+1=3

Refl :5+4=9

Vont :2+0=2


Skills

Pontos de Pericias (8+3int+1por level por ser humano+1por level como bônus escolhido)*6 + (4+3int+1por level por ser humano+1por level como bônus escolhido)*2  = 96
Legenda: GR = Graduação; PF = Perícia Favorecida; Mod = modificador da perícia chave; BG = Bônus Gerais.

Alquimista - Max. 2 graduações
Voar (des) 2 [GR] + 3 [PF] + 4 [Mod] =  9
Curar (sab) 2 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =  5
Conhecimento arcano (int) 2 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] = 8
Conhecimento natureza (int) 2 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] = 8
Identificar magia (int) 2 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] =  8
Sobrevivência (sab) 2 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =  5

Ladino - Máx. 6 graduações
Avaliar (int) 5 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] =  11
Craft (int) 6 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] =  10
Desabilitar dispositivos (int) 5 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] =  11
Percepção (sab) 6 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =   9
Prestidigitação (sab) 5 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] = 8
Usar dispositivo mágico (car) 5 [GR] + 3 [PF] + 1 [Mod] = 9
Acrobacia (des) 2 [GR] + 3 [PF] + 4 [Mod] =  9
Blefe (car) 5 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =  8
Escalar (des) 2 [GR] + 3 [PF] + 4 [Mod] = 9
Diplomacia (car)6 [GR] + 3 [PF] + 1 [Mod] = 10
Disfarçar (car) 4 [GR] +  3 [PF] + 1 [Mod] =  8
Arte da Fuga (des)4  [GR] + 3 [PF] + 4 [Mod] + 2 [BG] = 13
Intimidar (car) 4 [GR] + 3 [PF] + 1 [Mod] =  8
Conhecimento de masmorra (int) 1 [GR] + 3 [PF] + 4 [Mod] = 8
Conhecimento local (int) 1 [GR] + 3 [PF] + 3 [Mod] =  7
Linguística (int) 1 [GR] + 3 [Mod] =  4
Performance (car) 3 [GR] + 3 [PF] + 1 [Mod] =  7
Profissão (sab) [Líder da Malha de Ferro] 6 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =  9
Sentir Motivação (sab) 6 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =  9
Furtividade (des) 6 [GR] + 3 [PF] + 4 [Mod] + 2 [BG] =  15
Nadar (for) 1 [GR] + 3 [PF] + 0 [Mod] =  4


Descobertas Alquimicas

Bomba Congelante/Frost Bomb

Benefit: When the alchemist creates a bomb, he can choose to have it inflict cold damage. Creatures that take a direct hit from a frost bomb are staggered on their next turn unless they succeed on a Fortitude save.


Extratos


  • True Strike: +20 on your next attack roll.
         
  •  Curar Ferimentos Leves/Cure Light Wounds: Cures 1d8 damage + 1/level (max +5).





Talentos

Talentos de Classe

Alquimista

  • Alchemy
  • Bomb [1d6]
  • Brew Potion,
  • Mutagen
  • Throw Anything
  • Discovery
  • Poison Resistance [+2]
  • Poison Use


Ladino

  • Sneak attack +3d6
  • Trapfinding
  • Evasion
  • 2 Rogue Talento: Bleeding Attack (causa -x de dano por turno, onde x = dados no sneak attack (atualmente 3), até o alvo morrer ou passar num teste de Fortitude CD 15 )
  • Weapon Focus - Wakisashi (+1 acerto)]



Talentos de Personagem
Quantidade de Talentos:5 (1 por ser humana + 4 pelos níveis 1, 3, 5 e 7)


  • Two-weapon Fighting: Mais um ataque com a mão inábil, redutor de -2 nas duas mãos.
  • Weapon Finess: Troca for por des no acerto.
  • Improved Initiative:+4 iniciativa
  • Stealthy: +2 em furtividade e arte da fuga
  • Leadership





Equipamentos:

Wakizashi Alquimica:

Dano: 1D6 do golpe + 1D6 de dano por ácido

Como Sanna, fora treinada para agir na espreita, concentrando suas ações em ataques furtivos a mesma com o auxilio de seus companheiros da Malha de Ferro, desenvolveu essa "Wakizashi Alquímica".
Wakizashi Alquímica é como ela costuma chamar sua lâmina que possui uma peculiaridade: Dano adicional por Ácido Sulfúrico. (H2So4).
 Esse dano é ocasionado por um pequenino mecanismo alquímico situado dentro do cabo da lâmina, onde o efeito do ácido é gerado pela arcanina que alimenta esse circuito.
Essa peculiaridade é ativa por um comando mental que é transferido a arma através da Essência

Gas Mask:

Essa máscara foi adquirida em uma das batalhas contra a Fase, e foi modificada para restringir todo gás venenoso que o usuário possa inspirar.


Última edição por isaias_tsuiwa em Qui Ago 27, 2015 2:58 am, editado 9 vez(es)
avatar
isaias_tsuiwa
Iniciante

Data de inscrição : 26/10/2011
Idade : 26
Localização : São ViSELVA - SP
Emprego/lazer : Aspirante a Produtor Multimidia

O que sou
Raça: Orc
Classe: Samurai

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sanna - O Lírio da Revolução

Mensagem por isaac-sky em Seg Maio 19, 2014 7:05 pm

Tsu, você tinha dito que queria uma katana vazada pra armazenar magias. Existe um aprimoramento que faz isso em qualquer arma:

SPELL STORING
Price +1 bonus; Aura strong evocation and varies; CL 12th; Weight —
A spell storing weapon allows a spellcaster to store a single targeted spell of up to 3rd level in the weapon. (The spell must have a casting time of 1 standard action.) Anytime the weapon strikes a creature and the creature takes damage from it, the weapon can immediately cast the spell on that creature as a free action if the wielder desires. (This special ability is an exception to the general rule that casting a spell from an item takes at least as long as casting that spell normally.) Once the spell has been cast from the weapon, a spellcaster can cast any other targeted spell of up to 3rd level into it. The weapon magically imparts to the wielder the name of the spell currently stored within it. A randomly rolled spell storing weapon has a 50% chance of having a spell stored in it already. This special ability can only be placed on melee weapons.

A spell storing weapon emits a strong aura of the evocation school, plus the aura of the spell currently stored.


Custa 2000 PO. Você pode pegar uma katana comum e aplicar esse aprimoramento nela.




Oi, meu nome é isaac

"Kurayami nara kocchi no mon da"
"A escuridão é minha vantagem"
Zatoichi
avatar
isaac-sky
Guarda Real

Data de inscrição : 21/10/2011
Idade : 24
Localização : Entre Nárnia e a Terra Média
Emprego/lazer : Dominar o mundo/ RPG/ SKA

O que sou
Raça: Humano
Classe: Ninja

http://www.skyisaac.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum